07 junho 2009

Quem com ferro não fere, será ferido também. ♫

Não sabia a dor da brasa queimando a pele
Já tinha pulado muitas fogueiras
Mas até agora nada tinha me acontecido
E eu pensava: "Que alívio!"

Pulando alegremente eu estava
Quando, de repente, fui empurrada
Dei de cara com um monte de brasas
E ardeu, doeu

Levantei
Olhei de lado
O vi
Rindo, se divertindo

Ele estava de mãos dadas com outra amiga
Uma nova amiga
A amiga que ele sempre dizia que queria
A perfeita, a que tinha um mundo a oferecer

O que eu tinha a oferecer?
Minha amizade?
Minha cumplicidade?
Minha solidariedade?

Ela não...
Ela era a pura perfeição
Pacote completo
Quem sabe até seria a sua grande paixão

E, então, levantei em chamas
Inflamada pela dor
Minha face ardia
Meu coração pegava fogo e em cinzas se fazia

Humilhada
Desvalorizada eu estava
Corri pra casa
Me escondi, dormi, morri

(Erica Ferro)

***

P.s: Eu escrevo coisas sem sentido (pelo menos para os outros). Não espero que entendam essa minha postagem. Até eu acho que não entenderia. Não fui clara, não falei dos fatos como realmente aconteceram. Só quis escrever uma coisa que aconteceu comigo de uma maneira que não ficasse tão explícito. Enfim...
Não liguem. Não sei escrever. Não sei me expressar. Me pergunto sempre o porquê de ter feito um blog se eu não sei escrever. É uma coisa curiosa. Bom, é isso. Só. Desculpem por fazer vocês lerem isso tudo em vão.

7 comentários:

  1. Pra começar, você não escreve mal.

    Em segundo plano, o blog é pra você escrever o que você está sentindo, seja em português escrito com excelência, ou em antilobetano.

    Triste, o que você escreveu. Mas você soube se expressar e demonstrar os fatos muito bem.

    Parabéns pelo poema, pelo blog, pela pessoa que você é. :D
    Adoro demais os três.

    ResponderExcluir
  2. Imagina se soubesse escrever então =P
    rsrs

    Eu também escrevo de maneira subjetiva. Escrevo para mim. Mas muitas vezes o que escrevo acaba fazendo sentido para outras pessoas também. E isso é muito legal!

    Eu me vejo muito nas entrelinhas dos seus poemas, saiba disso!
    beijão

    ResponderExcluir
  3. Não diga asneiras menina!
    Claro que tu sabes escrever.
    Realmente não compreendi o poema, mas somente você precisa entender. Já que é algo sobre sua vida.
    Mas tu escreves muito bem!


    beijos :*

    ResponderExcluir
  4. Tu escreves super bem e eu adoro ler teus posts :)

    ResponderExcluir
  5. tem selinhos pra vc no meu blog :*

    ResponderExcluir
  6. Erica por que você fala essa coisas?
    Seus textos são lindos queria ter um pouco da sua criatividade!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  7. Nada a verrr,, vooc escreve super bem! Ta tudo muito perfeitoo adoroo teu blog *-*

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?