25 junho 2009

Continue nadando... Continue...

Nem ia escrever aqui hoje. Não sei nem o que eu estou fazendo aqui.
Estou triste, muito triste.
A viagem pra Natal foi massa. Mas só a viagem.
Conheci algumas pessoas, conversei pessoalmente com umas que falava pelo msn e orkut.. Foi legal.
A competição?
Foi a pior da minha vida.
Na quinta, antes de entrar no táxi, caí na lama. É, caí mesmo... Me sujei toda. Tinha escolhido com tanto gosto a roupa, os acessórios, a sandália. A coitada se encheu de lama, nem deu mais pra usar ela.
Comecei a chorar na hora que me vi na lama. Não, eu não me machuquei, não me arranhei. Não foi isso.
Foi o conjunto da coisa. Já tinha passado por algumas coisas aqui. Prefiro não comentar. Mas, enfim, estresses normais, mas que desestabilizam qualquer um.
Entrei em casa, tomei banho chorando, vesti outra roupa qualquer chorando, entrei no táxi chorando e permaneci chorando por um bom tempo. E minha mãe mandando eu parar de chorar, mas eu não conseguia. Era bem mais forte do que eu. Estava chorando por tudo, a queda foi só o pipocar da pipoca, se é que me entendem. Pronto, a partir dali, já fiquei abalada. Mas tentei me acalmar, pensar que ia dar tudo certo, que eu não treinei um ano pra me deixar abater por pouca coisa. Foquei na competição, tentei afastar os pensamentos negativos...
A viagem foi animada, todo mundo naquela bagunça no ônibus. Só não gostei muito do DVD que tocou lá...Ruim demais, um forró fuleiro lá. E pior que tocou o mesmo DVD na ida e na volta. Credo!
Teve uma música desse DVD que infectou minha cabeça. É assim:

Ô, gatinha, você gosta mais de red label ou ice? Pra mim, tanto faz red label ou ice...♫


Infectou de um jeito! Só vivo cantando isso agora. Minha mãe que já vive cheia...
Tenho que me viciar em outra música pra largar dessa desgraça.

Enfim...
Deixem-me contar a desgraça que foi a competição:

Menstruei lá.
Sabia que isso podia acontecer, mas estava tranquila.
Pensei: Nado com o short, como sempre nadei.
Só que as regras mudaram, e eu só soube lá, na véspera da competição.
A regra é internacional: Não pode usar mais de uma roupa quando for competir.
Ou seja, não poderia usar o short. Na água, dizem que o fluxo para. Maravilha!
Mas, e antes? Antes da prova começar? Como ia ser? Ia deixar escorrer perna à baixo?

- OB, Erica.

- Oi? Sou virgem. Não se pode ser virgem mais, meu Deus!

Dizem que virgem, algumas, que fique claro, pode usar OB, mas, primeiro, é preciso ir ao ginecologista.

Ou seja, não daria pra ir ao ginecologista lá, não é?
Aí pronto, lascou.
Corri o risco lá, na hora. Coloquei uma calcinha por baixo do maiô com o absorvente normal. Corria o risco de ser desclassificada por estar quebrando a regra. Mas fui na fé, crente que não iam me desclassificar. Me ferrei. Assim que eu terminei a prova, escuto:
Nesta prova, a atleta da raia 2 foi desclassificada.

Escuto isso como se fosse agora. Foi triste pra mim. Passei o ano todo treinando, gente. E acontece um troço desses comigo. Tudo bem, não foi um ano perfeito em termos de treinamento, poderia ter sido melhor, mas foi um ano todo que eu esperei pra essa competição.
Enfim... meu técnico foi lá tentar conversar, ver se eu não era desclassificada, mas não teve jeito. É uma regra internacional, como eu disse, não pode quebrar, abrir exceções.
Chorei muito, muito mesmo. Tinha a prova dos 100m costas logo após dos 100m livre - prova que tinha sido desclassificada.
Estava no banheiro, totalmente desorientada, chorando muito, me sentindo uma azarada, uma desgraçada. Escutei chamando Erica Ferro para a prova dos 100m costas, nem me mexi. Continuei chorando. Escutei meu técnico me chamando... Mas nem fui. Como ia? Não tinha condições mais... Não ia colar o absorvente no maiô molhado... (que assunto nojentinho o meu, hein? mas precisava desabafar, vou continuar...)
Perdi a prova dos 100m costas. Ou seja, fui eliminada da competição.
Na sexta, um dia antes da competição, tem o congresso técnico. Lá os técnicos confirmam as provas que os seus atletas vão nadar. Eu estava confirmada nos 100m livre, 100m costas, 100m peito e 50m livre. Agora, depois de confirmar, não pode mais deixar de nadar a prova. Senão, está eliminado da competição e, talvez, corra o risco de sofrer mais alguma punição.
Ou seja, minha situação estava pretíssima, aliás, vermelhíssima.
Graças a um atestado médico, pude nadar os 50m livre no domingo, que também limpou meu nome, não estava mais eliminada nem ia sofrer punição. Amém.
Mas, gente, já tinha perdido três provas, praticamente. A competição estava sendo horrível pra mim.
Nadei os 50m livre no domingo. É, nadei... mas não foi como eu esperava, não alcancei o índice mínimo pra participar da etapa nacional, só ganhei uma medalhinha de prata, mas que, sem o índice pra etapa nacional, valeu de nada. Foi triste, caros leitores. Foi muito, muito triste. Dói lembrar. Se bem que agora eu estou bem melhor. Recebi muito apóio do meu técnico, dos meus colegas de equipe. Mas nada me consola totalmente, entendem? Acho que sim...
É uma marca, negativa, obviamente, na minha carreira de atleta; ou de quase uma.
Um ano perdido. Jogado no mar vermelho. VERMELHO.

Não me conformo. Mas não posso ficar me lamentando, de braços cruzados, esperando não sei o quê. Tenho que me levantar, tirar o cloro do maiô, lavar, colocar pra secar, vestir de novo, colocar a touquinha, os óculos e remar, remar todos os mares do mundo.
É, vou contornar as marés altas, torná-las baixas. Vou na fé. Posso ter perdido o ano, na natação, mas 2010 vem aí. E pode ser O MEU ANO. Vou fazer de tudo pra que seja. Tenho muitos projetos. Teorias... teorias...
Sempre volto cheia delas depois de competições. Mas não... a teoria vai se transformar na prática. Vou além! Vou chegar! Vou nadar!

Amanhã parece que vai ter uma gravação com quem foi pra Natal. Não queria ir, queria ter algo bom pra mostrar, tempos excelentes. Mas não tenho... só tenho uma mísera medalha de prata que não veio com o índice, então... não tenho nada pra mostrar.
Porém, mamãe e papai querem que eu vá, dizem que é bom, que eu preciso mostrar meu trabalho. Que trabalho?
Certo, certo...
Sou boa. Nado legal... posso ser a nova recordista na natação. Isso é verdade! Basta que eu me esforce, E MUITO.
E eu vou. Calma, vou me esforçar. Claro que eu ambiciono ser recordista. Mas, calma aí, não é? Vamos por etapas.

Bom, termino a postagem por aqui. Nunca postei nada tão pessoal aqui no blog, apesar de ser meu, nunca falo muito de mim. Penso que não gostariam, sei lá...

Desabafar, era isso que eu queria. Me sinto um pouco melhor.

Não sei se as pessoas que vou citar agora lerão isso aqui, mas quero agradecer a toda a equipe da ADEFAL, mas, especialmente, a essas pessoas:

Ao meu técnico, Diego Calado. Ao meu amigo, Júnior Alexandre, por toda a força e incentivo que sempre me dá. Ao Márcio, que foi uma pessoa muito importante nessa competição, me passou uma força muito grande, me incentivou demais. Sem vocês, teria sido bem mais difícil sobreviver a isso.
Mais uma vez: Muito obrigada!

Acho que estou sendo injusta. Outras pessoas me apoiaram muito antes e depois dessa competição. É que eu não estou raciocinando muito bem, entendem? Estou cansada, meio chocada ainda. Se eu não citei alguém, não foi por maldade nem por esquecimento, e sim por não estar sabendo ordenar, nesse momento, os pensamentos. Mas, saibam, cada palavra, cada 'boa sorte', foi muito válido pra mim, me ajudou bastante.
Ah, Otávio Machado... Meu amigo...
Esse daí é, como dizem, MARA. É massa falar com ele. Super legal. Adoro a pessoa dele.

Queria agradecer a tantas pessoas, tantas...
Mas simplifico assim: Obrigada, meus fãs.
(Viram? Toda besta, achando que tenho fãs... Não viaja, Erickinha!)

(Erica Ferro)

11 comentários:

  1. Você nada? Que legal Érica! Legal mesmo :)
    Não desista não! Continue firme, treinando que 2010 será seu sim, com certeza!
    E quando você for a nova recordista vou poder dizer pra todo mundo(toda boba) que você é minha amiga blogueira :)
    beijão

    ResponderExcluir
  2. nossa que chato érica! =/
    não tem muito a se dizer nessas horas, próximo ano vem aí e vai dar certo..torço por ti!
    bjão!
    sucesso!!

    ResponderExcluir
  3. Érica...
    Você gostou do meo blog? SHASHAUSHAUHAUHAU'
    pra mim é uma honra ENORME ouvir isso :D
    Meu, ser mulher é um saco às vezes, não é?
    Mas teu texto ficou bonitinho, e é bom desabafar de vez em quando :)
    Não perca a esperança, treine bastante e eu farei que nem a Gabriela Castro - quando você for uma recordista mundialmente conhecida, eu vou poder dizer :"Essa garota era uma bloggeira super simpática, que sempre escreveu muito bem, e uma vez ela até falou que amou meu blog!!"
    Hahaha, vai ser ótimo ;X
    Erica, se esse ano tudo deu errado, aposte que ano que vem vai dar certo, porque pra quem merece, todas as portas se abrem! E você eu tenho certeza que merece pela dedicação que você descreve ;~
    Beijos de uma fã sua, sim.

    ResponderExcluir
  4. Meu Deus, tenho que comentar várias coisas. Também nado, sim, eu nado, e sou federada. Tenho só 13 anos e me federei esse ano, e estou muito longe do índice das minhas provas (nado 50 e 100 livre, e 50, 100 e 200 peito), e quase sempre fico em último nas competições. Mas, sabe, eu já não me sinto tão mal por não ser uma das melhores atletas, eu continuo me esforçando, e querendo abaixar meu tempo pessoal. Essa competição que você foi, é paulista? Como eu disse, não consigo índice, mas alguns meninos da minha equipe (inclusive meu "namorado") vão todos os anos, e sei bem como é o nervosismo. Quanto á menstruação, não se preocupe - não vaza. É, eu soube que mudaram as regras, mas sempre usei maiô, e já cheguei a ficar o dia inteiro de maiô sem absorvente na competição e não vaza, nem antes, nem durante, nem depois. Vai entender. Fiquei muito feliz lendo o texto, porque soube que alguém nessa blogosfera entende perfeitamente como é ser uma atleta, e treinar treinar treinar. Sinto muito pelos desastres da competição, mas relaxe, continue treinando, que você vai chegar lá. E, aliás, o lema meu e de minhas companheiras é "Continue a nadar, continue a nadar..." Ah, e pra que equipe você nada?! Se quiser, o blog da minha equipe: www.blogdafreeplay.blogspot.com Beijos.

    ResponderExcluir
  5. Oii Erica!
    Aii menina que sufoco hein, mas pra mim o fluxo só corta na água do mar, e virgens podem usar ob..aai por causa desse maldito já fiquei numa situação bem constrangedora... ¬¬
    Poxa, não fica triste...a vida âs vezes nos pregas essas peças. Mas tudo passa né...

    beijos :*

    ResponderExcluir
  6. aaai amr, voce pode ter certeza que no proximo ano nao vai ter pra ninguem, afinal só sua força de vontade é invejavel... Eu também ja nadei, mas nada parecido com competições ou algo do genero, era só pra praticar um esporte, mas eu A D O R A V A demais: mas infelizmente eu tive que parar por causa do cloro que tava me fazendo mal, sim -.-
    PS¹. sim, eu sou sua fã \o/
    PS². eu gosto dessa musica que impregnou na sua cabeça :D mas só da musica...

    ResponderExcluir
  7. Minha linda...
    Coloque uma coisa na sua cabeça: Você pode e você conseguirá!!!
    Se esforce. De o máximo, mais que o máximo! Você vai brilhar em todas as piscinas...
    E isso tudo que vc passou, vai servir´pra te fortalecer, pois vc não foi desclassificada por incompetência... Foi uma piada do destino...
    Não se sinta triste, linda!
    Entendo que vc treinou muito... Mas a vida é assim mesmo.
    Ano que vem, não vai ter pra ninguém!!!

    Heyyy, eu sou sua fã sim, viu?
    Dããããã!!! rsrsrs

    Fica com Deus e tenha um lindo final de semana nadadora!

    Beijos meus...

    Fabricante...

    ResponderExcluir
  8. Que situação chata, não tem como falar que terá outras e que já já você esquece, porque não funciona muito bem, mas pelo menos foi uma viagem aproveitável. :)

    ResponderExcluir
  9. adorei *o*

    continue nadando* me lembro procurando nemo ert.

    CONTINUE A NADAR, CONTINUE A NADAR (8)
    SOAPKASPOKSOAKOSAPKP'
    beiijs caat, passa no meu blog ?

    tem selinhos pra pegar ;D

    http://oipit.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Meu Deus, eu também sumi e não consegui ver esse post no dia que você escreveu. Eu sabia que você tava muito mal por ter perdido a maioria das provas, mas eu não sabia que isso era assim tão primordial para a tua felicidade. Não deixa que isso te abata, Erica. Você é uma menina querida, doce, inteligente. Você é corajosa e determinada. Essa foi só mais uma das tantas pedras no caminho da nossa vida. Não desiste, porque o prêmio pode estar logo à frente, mas escondido atrás desse arbusto de tristezas consecutivas. O ditado é tão lembrado, porque é sempre verdade: "Depois da tempestade, vem a bonanza". Tenho certeza que a bonanza vai ser inesquecível pra ti, Erica, pelo simples fato de tu merecer. :)

    Tava louco de saudades de ler o que você escreve, vou ler tudo de uma vez só agora ♥

    ResponderExcluir
  11. Escute sua segunda mente, a alimente, a satisfaça, depois se liberte e aprenda. ( sobre o trecho música q tu ficou cantando direto, é um saco quando isso acontece, parece q a música encarnou na gente :P )

    (L) ;*

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?