O blog

Quando fiz uma conta no Blogger, em 2008, eu não fazia ideia de como a blogosfera funcionava. Na verdade, eu queria um cantinho para postar as coisas que gostava e/ou me interessavam. Lembro que, em meados de 2008, o "Flogão" e "Fotolog" estavam bombando na internet, mas eu, com a minha cabeça oca, imaginei que eu teria que (obrigatoriamente) colocar fotos minhas no meu Flogão/Fotolog. Não quis, obviamente. Fotografias são lindas, desde que não retratem a minha pessoa. Gosto de fotografar, apesar de quase nunca fazer isso. Gosto de ver fotos, antigas ou atuais de pessoas, lugares, momentos. 
Enfim, eu não queria um espaço para publicar fotografias (ou só fotografias). Foi então que eu descobri o mundo dos blogs. Palavras, mais palavras do que qualquer outra coisa. Exclamei: "Perfeito! É isso que eu quero!". Abri o meu primeiro blog (e, até o momento, único).
Inicialmente, postava letras de músicas, textos de outros autores que eu tinha lido e gostado, trechos de livros etc.
Com o tempo, o blog ganhou nome: Sacudindo Palavras (nome inspirado no livro A menina que roubava livros, do escritor australiano Markus Zusak), adquiri confiança para publicar aqui os meus pseudos poemas, minhas ideias insanas, meus contos mal contados, meus devaneios, minhas filosofias baratas, impressões que eu tive sobre um livro/filme/música etc. Permiti-me brincar de escrever. E que brincadeira gostosa! Quero continuar nessa brincadeira até o meu último suspiro.
Escrever é essencial para mim. Sou amante das palavras sinceras, das frases contundentes e dos textos inquietantes. Sou escritora porque escrevo e amadora porque tenho uma relação intensa de amor com as letras.
Espero que você goste do meu cantinho, que aprecie as minhas sacudidas e que volte aqui sempre que a saudade apertar.


Um abraço, 

Erica Ferro


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?