01 abril 2010

Por mim, prendo-me a ti

A urgência do meu dizer
é o receio de,
por entre minhas cordas vocais,
a palavra se perder

Cuspo ditos jamais ditados,
nem ousados no teu mais frutífero pensamento

Lanço finas lanças
que por tua face correm
e cortam

Cego-te os olhos com a minha verdade reluzente
Com dizeres envolventes
que te desarmam e ganham

Tropeços surdos
Quedas sem cortes
Morte sem sangue
Denominam o meu sentir
A minha urgência de amor

Prendo-me a ti numa esperança branda
Ao contrário de tudo o que eu sou
Que clama e pede socorro

Prendo-me a ti por amor
Prendo-me a ti e anulo de vez a dor
Prendo-me a ti,
pois de nada me vale ser livre se não te tenho comigo

Prendo-me a ti e jogo a chave de cobre fora
Pela janela dou adeus a uma liberdade que me prendia a mim

Prendo-me a ti
Tropeço na minha descrença
Deparo-me com o amor
E clamo para que ele floresça
Como as flores do campo

Por mim, prendo-me a ti

(Erica Ferro)



P.s: Hey, povos e povas do meu Brasil verde, amarelo e rosa choque (hein?!). Como estão?
Tá, vou admitir: pensei em postar algo engraçado; pregar uma peça, algo assim. Um post descontraído, informal e que, enfim, fosse divertido. Mas não deu, a inspiração não me veio (ao contrário, me veio essa inspiração romanesca, essa coisa toda de amor preso, enlouquecedor e urgente). Não deu certo brincar. Aliás, é ruim de alguém cair nessas pegadinhas de primeiro de abril, né?
Certo, não é. Porque eu caí em umas duas, rá. Um a zero pra quem quase me "derruba".
Mas, enfim... Que vocês tenham mentido hoje, mas, logo após, desmentido. Até porque mentir é feio e é pecado (aham, senta lá, Cláudia...!).
E olha, se quiser mandar aquele chocolate pra mim... hummm, eu aceito MUITO, ok?
Um abraço, meus queridões.

49 comentários:

  1. Muito bom, Ferro!

    Uau, eu comentando por primeiro? Milagres acontecem...

    ResponderExcluir
  2. Já te elogiei pelo twitter, mas tenho que fazer de novo: Tá muito bom, que talento!!!

    beijo

    ResponderExcluir
  3. Muito bom! Parabéns, de verdade.

    "Talvez bater a porta na cara não seja a única opção. Talvez..."
    www.mamae-dizia.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Érica Ferro... sua poetisa! >.<

    Do modo como cria estes versos
    fará com que nós nos prendamos à ti. Mas do que já estamos...

    Feliz Páscoa para você e toda sua família.!

    -- -- --

    Estou com duas idéias novas de Blog. E um é exatamente é sobre meu lado cômico e informal. Quem sabe algum dia esse projeto saia do papel!

    O meu beijo doce e "pascoal"! ;*

    ResponderExcluir
  5. Seguiste tua inspiração e fizeste um dos mais belos poemas teus.

    Verdadeiramente lindo.

    Sabe que até esqueci do dia da mentira. É que me falaram que era o Dia do Homem e daí, né...fui ler as mil postagens sobre o assunto hahahaha

    Beijo

    =)

    ResponderExcluir
  6. e que palavras romanescas... sua habilidade me emociona sempre Erica...

    lindo.

    e boa Páscoa, cheia de chocolate...

    beijos

    ResponderExcluir
  7. Feliz Pascoa!

    Mais uma bela poesia.
    Me lembrou Ata-me, do Almodovar.

    ResponderExcluir
  8. A palavra consta
    mais de um arsenal
    em uma sílaba.

    ResponderExcluir
  9. Sim, exatamente assim. Esquecendo o mundo, deixando tudo de lado pois nada mais importa. E é assim que nos encontramos e logo em seguida nos perdemos.
    Lindo!

    ResponderExcluir
  10. Quando eu acho que já li de tudo, vem a Erica e me confunde! haha EU SEMPRE DIGO: AMO SEUS TEXTOS, POEMAS DESABAFOS, PENSAMENTOS, TWEETS, tudo! VOCê TÁ DE PARABÉNS.

    ResponderExcluir
  11. Gostei. Pra quer mentir no dia da mentira? Gostei mais dessa sua inspiração romanstesca e por mim prendo a teu blog que é maravilhoso.

    Eu também adoro chocolate.

    ResponderExcluir
  12. "Prendo-me a ti e jogo a chave de cobre fora
    Pela janela dou adeus a uma liberdade que me prendia a mim."

    Nossa Érica,
    lindo,lindo e lindo!

    Talvez se viesse a inspiração do texto cômico não ficasse tão bom!

    Bjs e uma boa páscoa achocolatada pra você!

    ResponderExcluir
  13. ai,minha diva,você me encanta com seus poemas!
    Aposto em você como uma das maiores escritoras brasileiras já existentes.
    Continue sempre nos encantando assim.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. A sua desprentensão quanto à métrica me deixa inebriada, Ericona! E as rimas de amor nos teus poemas não andam, flutuam lindamente! Amo, amo, amo... (;

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  15. Já disse...
    Repeti...
    E tornarei a repetir...
    Amo seus poemas!!!
    Sou tua fã!!! *-*
    Fico cada vez mais perdida em meio aos seus versos...

    Bjs

    ResponderExcluir
  16. Eita, que talento! Pela poesia, amei muito. Parabéns pelo blog, é muito bom! Beijos xx

    ResponderExcluir
  17. Oi, minha querida amiga!

    Como estou seriamente em falta com vc, li teus três últimos posts...

    Linda homenagem à Ana Seerig, e é visível o grande afeto, respeito, consideração e ternura que uma possui pela outra...isso é de uma magnitude indizível mesmo! Terezinha de Jesus, a santinha dos católicos, muito querida minha, diz no seu livro "História de uma alma" que 'há coisas que perdem todo o seu perfume, apenas expostas ao ar'. Sempre concordei com ela...

    Sobre aquele nobre texto, o da previsibilidade que cansa, vc está mais que certa, sendo a personagem ou não, e que bom que tenha sim, um pouco de vc ali, pois as pessoas estão gritando por alguém que as puxe, que as exorte, que tenha coragem suficiente de ir até as suas entranhas e gritar por elas e para elas!!

    Não que não possam fazê-lo,talvez por estarem tão habitualmente presas em si mesmas, que um pequeno gesto para fazer a diferença já cansa...

    Estão acomodadas, e o cafofo é mais gostoso...
    Estão com medo de sair da casca, de sua habitual zona de conforto, e isso lhes dói demais.

    Por isso, amiga querida, eu agradeço que tenha feito isso, chamado a atenção, e a 'carapuça' serve a quem de direito, concorda comigo? Na verdade, tenho certeza que estão todos de certa forma agradecidos...

    E essa joia de poema, é o seu amor falando alto dentro de vc: 'quer ficar preso por vontade'... 'é uma prisão espontânea, querida e amada'...

    Parabéns, sempre, Érica!
    Sabes que te gosto e aprecio tua literatura de montão!

    Uma feliz e santa Páscoa a vc e sua família!
    Beijosssssss

    ResponderExcluir
  18. Num dia triste para mim - como este -, é um alento ler um poema assim, tão verdadeiro. Por mim, prender-me-ia para sempre nestas estrofes. Erica, já estou cansada de dizer... amo os teus escritos. E quero - em primeira mão - a publicação de um livro teu.
    Parabéns, poetisa!
    PS: obrigada pelos comentários e bem, enviarei um ovo virtual? Haha. Feliz Páscoa, amiga!

    ResponderExcluir
  19. Feliz Páscoa!
    A inspiração está me vindo de vez em quando, mas ainda bem que vem rsrs

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Pra mim, a última frase é a essência do teu poema e da vida. Podemos nos atar, desde que seja por nós, sempre!

    Lindo, Erica!

    Beijoca enoooorme pra você

    ResponderExcluir
  21. QUE MARAVILHAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!

    :O

    Eu vou comentar mais o q? :/


    (Eu também quero chocolate!)

    ResponderExcluir
  22. Não adianta fugir do que somos: Você é romântica, assim como as suas inspirações!!!


    Beijos

    ResponderExcluir
  23. é sempre gostoso de ler o que tu escreve! feliz páscoa

    ResponderExcluir
  24. Lindo, tudo que vem do coração tem magica, paz e feliz páscoa.

    ResponderExcluir
  25. Ericona,

    A Dona Inspiração é assim mesmo : nem sempre segue as instruções do convite, e, às vezes, aparece para a festa vestida de um jeito bem diferente daquele que esperávamos. ;)

    Beijos, querida! Boa Páscoa!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  26. ahUAHUAHuAHUAhuAHAU.. eu quase cai em uma mentira, mas dai lembrei q dia era.... affz...
    feliz páscoa!
    bjusss

    ResponderExcluir
  27. Olá!
    Parabéns pelos seus escritos,
    a @about_wick (Vitória Kubitz-Pseudo-Escritora) me indicou seu blog e eu amei os posts!

    ja to seguindo aki e no twitter.

    Continue a escrever, parabéns novamente!
    se quiser conferir, to começando agora, largehorizons.blogspot
    abraços, até a próxima!

    ResponderExcluir
  28. Eu não menti lalala
    Brincadeiras a parte. Senti até a corrente do amor do seu poema.
    Muito bom.
    Clap clap clap

    ResponderExcluir
  29. Oi Érica... Passei aqui para agradecer suas visitas e seus comentários no meu blog doido...
    beijo t+

    ResponderExcluir
  30. O anonimo acima foi meu
    . Abafa. rs....
    beijos

    ResponderExcluir
  31. Credo, até esqueci que foi 1º de abril outro dia...

    Enfim, acho que nem sempre as palavras nos obecedecem. Às vezes elas obedecem ao nosso estado de espírito. Assim, não adianta nada querer fazer um texto comédia quando seu coração está cheio de OUTRA COISA.

    ^^ Ficou lindo e caloroso. Adoro suas poesias, Ericona.

    ResponderExcluir
  32. também aceito o chocolate! kkkk
    belo texto, como sempre.
    beijos1

    ResponderExcluir
  33. Ficou lindo, Erica.
    Poxa, passa uma coisa tão sincera e cheia de sentimento. Como você mesma disse, também passa uma urgência e tudo mais.
    Lindo, tudo lindo.
    Parabéns.
    Beijos,
    L.

    ResponderExcluir
  34. Erico
    Gostei muito do seu blog e já te sigo.
    Gostaria que fosse conhecer o meu: www.odeliriodabruxa.blogspot.com
    Beijos
    Denise

    ResponderExcluir
  35. "pois de nada me vale ser livre se não te tenho comigo"
    Ai Erica vc é fantastica *-*
    Beijos e feliz pascoa!

    ResponderExcluir
  36. adorei o post..
    quando a gente ama a gente fica meio presa ao outro..bjOo!

    ResponderExcluir
  37. Lindo :)
    -
    AHAHAHAHHA,aaaaaaaah,eu tbm sempre caio nas pegadinhas de 1º de abril.Fatão u.u

    -
    Beeijos e Feliz Páscoa (:

    ResponderExcluir
  38. ERICA, BOA PÁSCOA!!!!

    UM CONVITE:

    FELIZ PÁSCOA!

    UM CONVITE:

    O BLOG "COMO ERA FÁCIL FAZER SEXO" CONVIDA VOCÊ PARA O

    RENASCIMENTO DO AMOR ROMÂNTICO.


    A CRÔNICA : DA TROMPA DE EUSTÁQUIO À TROMPA DE FALÓPIO, OU SIMPLESMENTE BOLERO.

    DEPOIS QUE VOCÊ PASSAR POR LÁ, DÊ UMA PASSADA NO, "HUMOR EM TEXTO", POIS, AS GORDAS GOSTOSAS MERECEM NOSSO CARINHO.

    Mais tarde quando você sentir saudade do bolero, acesse:
    http://www.youtube.com/watch?v=yEvesEeFsTc&feature=related


    UM ABRAÇÃO CARIOCA.

    ResponderExcluir
  39. Erica
    Lindo poema e valeu a pena não levar na brincadeira!!

    Como você pediu estou mandando o chocolate , espro que goste.
    http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/saopedro/Figuras/pascoa_ovo.gif

    Está embalado e só postando é vais ver.

    Beijos e Feliz Páscoa

    ResponderExcluir
  40. O que seria querer prender-se a alguém e esquecer da própria liberdade?
    Tá, não deu certo fingir que eu não sei o que é isso. Seria uma pegadinha de primeiro de abril, se hoje não fosse dia quatro. :/
    Sei bem, sei bem, mas claro que se eu escrevesse uma coisa dessas não ia soar poeticamente, com você faz. Fazer o quê, hein?

    Hum, sou o Veríssimo de saia? haha, adorei isso. Nem durmo hoje de feliz :P

    Beijo.
    Ps: Você não recebeu o chocolate que eu te mandei? Que coincidência, eu também não recebi o seu - haushaushaushaush

    ResponderExcluir
  41. HSUAHAUAHSUS!

    MAS TÁ otimooo!

    AMEEI haha...

    ResponderExcluir
  42. O seu blog está lindo ! PARABÉNS Õ/

    Seguindo o seu blog, segue o meu? :) *-------*

    DE INVERNO A VERÃO: http://www.deinvernoaverao.blogspot.com/

    Bjz, agradeço desde já a colaboração.

    ResponderExcluir
  43. ÔPA, poeminha crucial..
    eu por mim prendo-me a ele viu?!
    e eterno.. p sempre... pro infinito... rumo ao que n acaba... e se houver alguma forma de arredondar mais, por favor sinta-se arredondada a expressão de sem fim para esse proclame que parece mais uma regra, ditado nas estrelas, escrito por Deus jurado pra durar pra sempre, e percorrer por decádas sem termino... num profético dizer que me faz encarar a mais pura realidade..
    é... estou amando mesmo... Pelo tempo que perdurar, mesmo que sejais ... interminável.

    ResponderExcluir
  44. Vim aqui te dar um cheiro, mocinha que gosto, depois de todo este sumiço. Obrigado por tua presença de sempre lá no Equador das Coisas.

    Continuemos, Ferro...

    ResponderExcluir
  45. hehe sei como é começar a escrever com uma intenção e sair o avesso! mas vou te dizer q nem nos melhores dos meus avessos eu consegui fazer algo assim de propósito e tão bom! rss
    hum e de repente vem essa vontade de estar presa, pra sempre.. mas no momento preciso me libertar.. definitivamente rss
    beeijoss ;)

    ResponderExcluir
  46. estamos perto do final... se final houver.
    o capítulo 18, é o último capítulo do livro
    quem já leu o "Continuando assim...", sabe como termina o livro.
    A todos vocês que têm andado por aqui pacientemente , lanço o desafio prometido .
    Antes de publicar o último capítulo , gostava que me dissessem como gostariam de terminar esta história de Alice e André.
    Podem publicar os "vossos finais" nos comentários ou mandar directamente para o mail
    queirozteresam@gmail.com
    Irei postar aqui todos os finais possíveis , todos os "vossos finais" :)
    Estou quase certa que algum de vós encontra o final perfeito.
    está lançado o desafio, para já espero as vossas respostas
    um grande beijo a todos !!

    Teresa

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?