06 abril 2010

Cansei

Estou cansada de nadar a favor da maré, mas também não me atrai nadar contra a maré; me cansaria mais.
Estou fatigada dessa incompreensão que me cobre e me impede de me exibir como de fato sou.
Estou destruída por minhas próprias palavras e meus atos mal interpretados pelos olhos alheios.
Tenho uma maneira muito peculiar de ver as coisas, e essa maneira se choca quase com o resto do mundo; o que me deixa perplexa, pois as pessoas não podem pensar tão parecido, ter os mesmos conceitos e preconceitos. Alguém está mentindo. Alguém está se omitindo.
Às vezes eu penso que a vida é tão nada, tão desprezível, que não vale a pena ficar suando e sofrendo como tolos em cima desse solo ora frio, lamacento ou quente que faz nossos pés queimarem.
Mas, num lapso de revelação, penso que não; que a vida de nada tem de desprezível. O que estraga isso chamado de vida é o próprio ser humano, com sua incapacidade de ser, com sua mania de se limitar, sua preguiça de entender, de concluir sozinho qualquer que seja o tema.
A culpa é do ser humano, que é tolo o bastante pra se manter parado, em frente a uma porta que provavelmente o levará a um lugar que ele tanto almeja, mas que por um receio ridículo, por complexos velhos e que cheiram a mofo, não entra, não se arrisca a conhecer o interior da sala, do galpão por trás da porta.
As portas da vida. São tantos os portais, as possibilidades de conhecimento, de entretenimento e de frustração por trás destes, que preferimos ficar do lado de fora.
Eu fico do lado de fora. Eu estou cansada de ficar do lado de fora da vida. Eu não alcanço isso que as pessoas alcançam, esse desembaraço.
Eu sou toda errada, toda desastrada; me complico com uma simples escolha. Não sei lidar comigo mesma, eu tropeço nos meus próprios pés. Eu não consigo me resolver. Sou um enigma, um problema. E não sou entendível, acessível, lúcida e precisa. Sou uma desorganização, uma agonia em forma de gente.
É essa a graça da vida? Ser simples, sem maiores complicações, se entender e saber o que se quer da vida é frustrante? O não saber de si e dos outros é que é realmente interessante?
Não sei de mais nada. Aliás, acho que nunca soube. Só desconfio... Desconfio de tudo. Ou desconfiava.
Só hoje deixarei minha desconfiança descansar, minha agonia se calar; é que hoje eu estou muito cansada.

(Erica Ferro)



P.s.: Não tenho muito o que acrescentar; já disse o que deveria ser dito.
Recebam meu abraço cansado.
Até outra hora.

52 comentários:

  1. Olá (:
    aah, eu andava tão cansada ! Tudo andava tão cinza que eu não tinha mais vontade de sair da cama ..
    por esses dias, as coisas tem mudado um pouco, espero que continue assim !
    Beijão ;*

    ResponderExcluir
  2. Eu também me sinto diferente de quase todas as pessoas que conheço. Como se eu não fosse daqui.
    Daí, depois de um tempo de indecisão, eu penso que ser como eu sou é o que deve mesmo valer a pena e que talvez a maré não leve a lugar nenhum. Só que nadar contra ela cansa, mesmo.

    Beijo*

    ResponderExcluir
  3. Eu tbm to numa fase dessa!
    E muito chato.
    Muita força.

    Bjinhos...

    Mone

    ResponderExcluir
  4. São as imperfeições, os problemas, as diferenças, que dão sentido a vida...

    Ninguém é perfeito e é isso que nós faz sermos nós mesmos, nossos defeitos nos caracterizam...

    Belo post Ferro!

    ResponderExcluir
  5. Esses últimos dias eu estou me sentindo assim, espero que passe logo. Adorei o post Erica :) Sempre lindo aqui, fato.

    Volte sempre no meu blog ok? Sua visita é muito importante. Beijos xx

    ResponderExcluir
  6. Vc não é difente de mim..
    Desastrada ao extremo rs
    louca,falante...
    aff!! seja o que for... sempre passa.
    bjin

    ResponderExcluir
  7. Oieeee...ai, fiquei cansada só de let! Huahuahuahahau

    Flor, publiquei a segunda parte da entrevistaaaaaa!!! Uhuuuuuu. passa lá e me fala o que você achou?

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Mas são as fases, ora essa. Vai dizer que esse cansaço permanece contigo desde sempre? Vai dizer que nos momentos em que se sentiu a mulher mais feliz do mundo, lembrou que estava cansada? Bom, quando se sentir novamente a mulher mais feliz do mundo, verá que descansou bastante. Beijos.

    ResponderExcluir
  9. Gosto bastante das suas palavras cuspidas e, nesse texto em especial, percebi uma certa semelhança com o que eu coloquei no meu blog hoje. Acho que todas nós estamos nesse meio período em que é preciso abster-se de si mesma por um momento, não é? Beijos.

    ResponderExcluir
  10. Eu tambéém me sinto assim, você lê meus pensamentos? *-* rs
    Comecei a postar um conto no meu blog hoje.. Espero que goste :) Beijos

    ResponderExcluir
  11. este blog é legal
    mas tem um problema. esses "P.S." que vc coloca. não é legal explicar o pq escreveu. deixe as pessoas interpretarem conforme o repertório. com esses Ps vc contamina os leitores com sua visão.
    no mais, bem bonito aqui

    indicação de marcelo mayer

    Gabriela Iarenê

    ResponderExcluir
  12. [e amanhã talvez, porque nunca é tarde demais, outra vez, haverá outro mar por navegar]

    um imenso abraço, Erica
    que de quatro se fazem dois braços

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  13. Sabe, cansada eu estava e cansada eu fiquei esperando cansaço passar. Surpresa: não passou. Até esperar cansa.

    Mude o que vc acha que precisa ser mudado, flor. Você não precisa se entender, mas tem que estar bem consigo mesma. O resto é resto. :}

    Eu tava com saudade daqui *-*
    brigada por não me abanonar!

    ResponderExcluir
  14. Ah... Ericona!


    Que o que te cansa seja acrescentado ao conjunto do que te motiva a mover!

    suspeito que a vida seja assim... poucos [e raros] que conheço são compreendidos [por habilidades deles e não dos que compreendem]... ninguém tem mais tempo... ao que parece... há muito mais profundezas nos simples argumentos e comportamentos [de todos] do que o nosso[?] tempo pretende dispor a perceber, infelizmente.

    Pessoas que são, com a profundeza de seu ser, cegam os que lhes observam com a disposição de enxergar o que é superfície.

    eu sou teu fã.

    hum... vou fazer uma carteirinha e tirar uma foto... vai que eu ganhe um desconto num desses lugares de eventos culturais... eheheh

    xD

    ResponderExcluir
  15. mas as forças voltam.. elas sempre voltam, pois não tem como: precisamos lutar pra conseguir algo nesse mundo..
    bjsss

    ResponderExcluir
  16. Talvez seja o inicio de um recomeço, talvez uma fase mas certeza mesmo, nenhuma! =/

    Cansada, também!

    ResponderExcluir
  17. ACOMPANHO O MESMO PENSAMENTO E DIVIDO A CRITICA..
    É DE SE ESTRANHAR, PORRA! SÓ EU QUE N ESTOU DE ACORDO COM ISSO? EU SOU MSM DO CONTRA!? MAS PORRRA, SINCERAMENTE, N EH POSSIVEL EXISTIREM APENAS PESSOAS COM MESMO PENSAMENTO E IDEAIS NE? EH TÃO ESTRANHO...


    VC ANDA MUITO CANSADA E TÁ TRANSFORMANDO TUDO QUE HÁ EM VC EM CANSSASSO, ATÉ SEU CHORO ESTÁ CANSADO...
    :s

    ResponderExcluir
  18. No fundo um descanso é necessário. Muitas vezes tudo parece muito selvagem.

    Grato por sua visita.

    Forte abraço com muitas bençãos.

    Hod.

    ResponderExcluir
  19. E quem não se sentiu cansado, desiludido, emputecido com a humanidade alguma vez na vida, que atire a primeira pedra. Tem dias em que a vontade que a gente tem é de se enfiar num quarto escuro, de baixo de um cobertor e apertar um botãozinho de teletransporte que nos leve à marte e depois se desitegre, pra que nunca mais voltemos! Mas aí vem a vida, as pessoas que amamos, o sol, os lugares que nos sentimos bem, as músicas que nos afagam, os cheiros que nos enchem a boca de saliva e pronto, voltamos a sorrir e a viver novamente.

    Questionar faz parte, sofrer, chorar, cansar. Mas não é só disso que vivemos. O bom é sempre querer mais!

    Beijoca, Flor. Fica bem.

    ResponderExcluir
  20. Ah Erica, não é bom saber que vc esta tristinha =(. Talvez seja mesmo só cansaço, puro cansaço, mas talvez há um pouco de tristeza lá no fundo.. Por algo ou por alguém. Gosto de dizer que "não é a humanidade que me deprime, e sim os humanos". As vezes é necessário fugir um pouco disso, nadar contra a maré.

    ResponderExcluir
  21. Somos duas! Acho que nunca me encontrei tanto aqui, como hoje, nesse texto. Obrigada por traduzir em palavras tudo o que eu sinto.
    Acabei de me lembrar de uma frase de Clarice "Eu só estou triste porque estou cansada"
    Paz e Bem!
    Beijão

    ResponderExcluir
  22. Força para superar e sacudir esse cansaço!
    Adorei o blog!


    bjs isabel
    http://nablogoesfera.blogspot.com

    ResponderExcluir
  23. Aah, Eriquinha!

    A vida é uma coisa maravilhosa! Quem a torna cansativa, frutrante ou enigmática somos nós mesmos, com nossas limitações, erros e medos.

    Maaas, "hora bolas". Rs' Nem tudo na vida é cansaso, frustração e enigmas. Também vivemos de momentos felizes, intensos e esclarecedores. Este é o seu 25º comentário à respeito desse seu texto questionador, e acho que agora mesmo voce já deve ter recebido um chá de ânimo.

    Vaamos lá, Érica! Você é uma pessoa mágica, consegue se diferenciar de todas as pessoas que eu conheço por seu caráter e a forma maravilhosa como escreve e refleti isso em sua vida. Mesmo cansada, não pare de querer viver, por favor! ( :

    -- -- -- --

    Aaha... Eu quem agradeço por sua "onipreseça" em meu blog. É só eu postar algo e lá está você com seu comentário analítico e inteligente sobre as coisas que escrevi. As vezes chego até a acreditar que escrevo algo interessante. :P

    O meu beijo, querida Erica de Ferro. O cansaço não é NADA perto de você! ;*

    ResponderExcluir
  24. Pois é Érica, você escreveu algo que fiquei de boca aberta, pois estou passando pelo mesmo que você, não só estou cansado, como eu poderia relatar minhas indignações, mas você é muito forte, dá pra perceber pelo modo de se expressar com palavras que ainda vão fazer você enxergar que é uma grande escritora. Um grande abraço, daqui a pouco passa, vc é muito querida. Juliano.

    ResponderExcluir
  25. eu acho legal os ps's que tu escreve, deixa um ar descontraído no final, mas concordo que não é muito legal explicar muito o post.

    esse eu gostei muito tbm, tá escrevendo demais.




    o cansaço, tem hora que ele gruda na gente. =x

    ResponderExcluir
  26. Menina, complicada mesmo a história do Samir, né? Não deve ter sido fácil nem pra ele, nem pra namorada e nem para os pais dela.

    Sexta publico a última parte e depois, na semana que vem, vou lançar uma promoção. O ganhador levará o Meu Caro H e Te Espero o tempo que for. Legal, né? O Samir é um fofo mesmo. :)

    ResponderExcluir
  27. Nadar contra a maré...

    é que não!

    Saudações poéticas

    ResponderExcluir
  28. Linda,

    qdo cansamos, devemos descansar.
    Pois amanhã virá um novo e lindo dia!

    força! bj

    ResponderExcluir
  29. O mundo é complicado. Pior que ele, só nós seres humanos! Eu desconfio de tudo. Isso me faz ficar protegido, mas nem sempre. Cansaço? É a vida...

    ResponderExcluir
  30. Ferro,

    quando li teu texto, me veio logo os dilemas vividos por Camila, protagonista do filme Nome Próprio, vivido por Leandra Leal. Recomendo a ti.

    Um carinho.
    Sigamos...

    ResponderExcluir
  31. Há dias que acordamos com o pé esquerdo, andamos tateando no breu e ficamos surdos de repente. Mas há aqueles em que tudo é límpido como água.

    Compreendo seu desabafo. E compartilho dessa frase: "Sou uma desorganização, uma agonia em forma de gente." Parece até que "me leu".

    Beijos
    Que a nossa mente se abra e adentre aos vários portais!
    ;*

    ResponderExcluir
  32. Impossível não lembrar da Clarice :

    "Eu não sou tão triste assim, é que hoje estou cansada."

    Ericona, o cansaço vai passar. Tira o tempo que precisar, tá?

    Estaremos aqui, à tua espera.

    Beijos, querida.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  33. É, a humanidade é o mal do mundo.

    ResponderExcluir
  34. A gente acaba cansando. Porque todo mundo insiste em fingir que o mundo é uniforme, que todo mundo é bem simples e claro. Aí quando você questiona, acabam te deixando pra trás e você tem que decidir pra onde nadar. Mas esse nadar cansa, e muito.
    Você tá certa, a vida é muito incrível, mas a gente faz tanta besteira com ela.
    Descansa, mas acorda depois e volta a nadar.
    :*

    ResponderExcluir
  35. Nossa vida é feita de momentos alguns mais dificeis e outros melhores, lembra tudo tem seu tempo, sorte e nunca desista beijo lisette.

    ResponderExcluir
  36. Compartilho do cansaço de uma incompreensão tão constante! Mas eis a vida, a roda da fortuna... vai mudar, vai mudar!

    Fica bem.
    Meu beijo

    ResponderExcluir
  37. Também estou cansada!
    Sobre o seu comentário, postei a parte II hoje, só porque você pediu pra não demorar! Rs
    E posto a parte III amanhã.. Beijo ;*

    ResponderExcluir
  38. Ericona :/ Poxa, amiga, o que aconteceu? Você sempre foi tão legalzinha em seus posts e eu senti agora um litro de depressão nas suas palavras. Sei que também estou cansado de muita coisa, mas sabe, a gente supera tudo!

    Beijonas ;* Você é a melhor ;)

    ResponderExcluir
  39. Olha, eu acabei de comentar no blog de uma amiga sua que fez aniversário recentemente aí que eu penso que nós temos um vício latente de dissimulação. É um vício que nós adquirimos, não é inerente à nossa pessoa, porque nada é ("natureza humana" é o maior papo furado que já inventaram...), mas que o desenvolvemos por motivos que, sei lá, a filosofia, a sociologia, a psicologia deve explicar (aliás, a sociologia não...). Eu entendo parte - e somente parte - desses dilemas que tu coloca, porque também sofro deles, assim como outros leitores teus devem sofrê-los em parte (nossos dilemas são todos tão parecidos e tão desiguais..), mas como diria um alemão morto, a essa altura nada que é humano me é estranho. A "graça" da vida é a gente quem determina, porque ela, em si, não tem graça nenhuma. Ela se sustenta em si própria. A vida é um elemento neutro, não vai e nem vem, e muito menos tá nem aí pra isso. Os dinossauros não questionavam há 66 milhões de anos se viveriam ainda um milhão de anos a mais; eles apenas viviam. O problema partiu lá de trás: o homo sapiens aprendeu a questionar as coisas gradualmente há 40 milênios e nós, no ápice dessa evolução para a qual não fomos preparados, é que sentimos a consequência e o vazio disso.....

    A vida cansa. E se eu fosse tu, faria o que as garotas fazem com os garotos: não ligaria pra vida, deixaria pra lá... ela é quem viria atrás depois e nos mostraria os caminhos.

    Até a vista.

    ResponderExcluir
  40. sempre há esse momento onde a gente se cansa.
    O mundo é perfeito, Deus o fez assim, mas o homem tem mania de tentar mudra o que é perfeito e deu no que deuu...
    =/
    Mas não desista não.. pq são por pessoas diferentes que se muda o mundo ;)

    ResponderExcluir
  41. Puxa! Que análise de 'perspectivas humanas' e que condução de idéia e expressão interior q vc desenvolveu! Mto bom, vc manja... quando tiver um tempinho me ensina? Abraços! @lightbreeder

    ResponderExcluir
  42. Não se apegue ao momentos ruins, e tenha sempre na cabeça que com certeza ali você amadureceu mais um pouco, porque as provas são feitas para mostrar como somos capazes de lutar e vencer.
    Bjus

    ResponderExcluir
  43. felizes são aqueles que nada tem, e se contentam por não tê-las.
    como você disse, o próprio ser humano é quem estraga a vida.
    às vezes me pego pensando o que faço aqui... não sei pra que viver. a idéia de estudar, trabalhar, comer, consumir e morrer me aterroriza.
    Vivo pois vivo... não escolheria viver. Mas quando nos deparamos com o fim da estrada, sempre queremos mais um segundo para respirar.
    Meu beijo.

    ResponderExcluir
  44. Erica, quando me sinto assim, choro tudo até passar... aí levanto, e bola para frente.

    A vida é boa menina!!!!

    ResponderExcluir
  45. só não coloque palavras na boca dos outros;as vezes vc axa algo de ti, mas ninguem mais acredita que seja verdade..


    bjos

    ResponderExcluir
  46. Um quase assim estav em mim.....srs! um xero flor!

    ResponderExcluir
  47. Vou dividir um pouco da minha (in)sanindade com vc. hehe. Todo mundo se questiona sobre o sentido da vida. Uns realmente se importam com isso todos os dias, outro falam que se importam mas raramente pensam nisso. Mas uma coisa eu acho praticamente certa, quando a gente está feliz a vida parece fazer muito sentido, sem precisar de explicação nenhuma, faz sentido por si só. Quando estamos tristes não há motivo que resista, temos que ficar repetindo ele o dia inteiro pra parecer que faz sentido. O que dá graça na minha vida é poder subir naquela montanha (auto-consciência) pra ver sempre um pouco mais longe, poder ver mais é sempre gratificante pra mim, mesmo não sabendo pra que e qual o fim disso. A consequencia é que isso traz sua dose de sofrimento, mas é pra isso que temos nossa cama e travesseiro, pra deitar lá, acalmar a cabeça e esperar a coisa ruim passar, porque como a coisa boa, ela costuma passar. beijo t+

    ResponderExcluir
  48. Muito obrigada por comentares os meu blog. :)
    eu adoro os teus textos, e por mim passaria aqui a vida.
    :) Um beijo,.

    ResponderExcluir
  49. Pensou que deixaria de te ler???
    Enganou-se!!!
    Erica...
    Amei!!!
    Verdades e mais verdades escritas em uma sintonia...
    Sabe...
    A mágica da escrita está em podermos dizer o que queremos dizer, sem medo...
    Amei a quantidade de verdades que deixaste nesse texto...
    Me deu algumas idéias...
    xD

    Bjs

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?