02 maio 2009

Amor tímido;

Hoje quero falar do amor tímido. (hã?! que troço é esse, Erica?!)
Certo, vou explicar.
Sabe aquela pessoa que ama outra, só que não fala isso? Mesmo depois de casado? (Não, eu não estou doida; isso acontece, sim)

Eu conheço várias pessoas desse jeito. Pessoas que dizem que beijar seu namorado/marido em público é frescura; pessoas que tem uma barreira (tipo a muralha da China) pra dizer um "eu te amo".
Sinceramente, eu sou daquelas pessoas que precisam ouvir um 'eu te amo', 'eu preciso de você'.
Tudo bem, eu sei também que um abraço, um beijo, um carinho muitas vezes falam coisas que palavras nunca conseguiram nem conseguirão falar. Mas, sei lá, eu ainda prezo e amo ouvir declarações de amor; preciso ouvir o amor de outra pessoa traduzido (ou quase) em palavras.


Eu conheço um casal que é casado há mais de 18 anos, e nunca foram, nem são de falar 'eu te amo'; não se beijam na frente dos outros; eu cheguei a achar até que o amor deles era meio frio. Mas não, refletindo sobre isso, concluí que o amor deles é tímido.
O amor tímido é o amor mais puro e sensível que existe. É sentido bem no íntimo do coração, e é expressado nos mais singelos gestos; naquele 'bom dia' de manhã; naquele 'alô' dele quando ele está no trabalho e ela em casa, e ele liga só pra ouvir a voz dela; naquele abraço; naquele 'quer que eu coloque seu almoço?'.

O amor tímido é um amor singelo, mas é um amor sincero.
Acho que eu já fui/sou uma adepta do amor tímido; em raras vezes, confesso. Eu sou de falar, de expressar, de abraçar, de amar, de ser adepta do amor escancarado.

E você? Como é o seu amor? Tímido ou escancarado? Seja como for, é amor.

(Erica Ferro)

15 comentários:

  1. aaai, eu não tinha te acc pq tenho mania de demorar a acc as pessoas que me adc oO .. aai, eu até te ensinaria a linkar, mas o caso é que eu só sei mexer no meu blog confuso e destrambelhado, e mesmo assim muito mal "/
    mas tudo bem, nada a ver se não consegue linkar, ok ? :D

    ResponderExcluir
  2. Texto lindo! O amor é sempre complicadinho mesmo, tem diversas formas de se manifestar, mas sempre é válido. Com certeza existem pessoas que casam e não manifestam esse amor. Mas não quer dizer que elas não amem! Obrigada pela visita, espero que volte sempre que puder. Bjosssss e sucesso! :DD

    ResponderExcluir
  3. Ericaaaaa
    A-MEI o novo visual do blog!
    Agora entendi pq tu qr saber a linkar... Assim que te encontrar no msn te explico direitinho se tu ainda tiver interesse!!

    Bjooo

    ResponderExcluir
  4. O amor tem desses coisas.
    Acho que a solução para pessoas com timidez sentimento é a experiência. A gnt conhece tantas pessoas nessa vida, se relaciona com outras tantas, o bom disso é tirar proveito, é sugar conhecimento, é adiquirir experiência.
    Foi assim que eu curei minha timidez.

    PS: Seu blog está lindo. Adorei o Template.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  5. AAhhh pra vc linkar alguém... precisa adicionar um "gadget" de lista de links, vc precisa começar pelo painel (página inicial da personalização do blog).
    Tenta e depois me diz se conseguiu
    PS: Eu li os outros comentários e resolvi tentar te ajudar. rsrs...
    Beijos.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Erica!
    Lindo seu texto. O meu amor é meio tímido e meio escancarado, pois eu falo "eu te amo" muitas poucas vezes, mas pelo menos falo.
    Fico feliz em ver que você está lendo o meu livro. Sempre que for atualizado, te avisarei!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Te encontrei no blorkutando :D
    De fato, a questão do "eu te amo" a toda instante junto com os beijos não quer dizer que eles não se amem.
    Aliás, muito bom o teu texto!

    ResponderExcluir
  8. Eu concordo plenamente quando você disse que um simples 'te amo' é importante. Eu diria importantíssimo! são como as "palavrinhas mágicas" (por favor, obrigada, com lincença...)um 'eu te amo, eu preciso de você..." é fundamental pra qualquer relacionamento. é um dos combustíveis. mas pra isso, as palavras tem que ser sinceras, tem que vir do coração. eu creio que palavras sinceras valem BEM mais que simples atitudes, gestos... Belo texto Erica ;)

    ResponderExcluir
  9. confesso que acho esse amor meio estranho, mas é ele na sua maneira, afinal, se cada um tem seu jeito, o amor também pode ter o seu, se adequando às pessoas que o vivem. mas eu também prefiro que as palavras sejam ditas, expressas, faladas abertamente, para que todo o mundo possa ouvir. não há nada como um "eu te amo" no pé da sua orelha. =D

    ResponderExcluir
  10. ahhh, esqueci de dizer! LAYOUT LINDO DE MORRER!!!!!!!!!!!

    e teu blog tá bombando hein!?

    ;D

    ResponderExcluir
  11. Olá!
    Já foi postada a continuação do livro, para ler:
    http://odiariodeumaeternaamizade.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. conheço este tipo, e concordo com você, também tenho necessidade de ouvir, mesmo que bem baixiho, mas não me sinto a vontade dizendo, marcas da vida, va entender...
    :)

    ResponderExcluir
  13. Às vezes acho que meu amor é oculto, culpado, escondido. Isso é tão complexo, né? Mas eu compreendo o que quis dizer no texto.
    Adorei, pra variar. *-*

    ResponderExcluir
  14. Adorei o texto :D
    Meu amor é misturado, ora tímida ora escancarado, mas é sempre amor *-* Não deixo de demonstrar tudo o que sinto, seja em palavras ou gestos.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?