11 maio 2010

Doente e sem sentido

Eu não perdi a fé, não perdi, não perdi, não perdi - insisto na repetição. Mentiras repetidas tornam-se verdades, foi o que disse alguém. Não foi? Mas não se tornam. Mentiroso! Desgraçado!
De mentiras, eu estou farta. Farta de fingimento, de doçura. Aliás, tenho que confessar uma coisa. Esses dias, comprei uma barra de chocolate e, ao contrário do que acontecia antes, não a devorei de uma única vez. Comi o que sobrou faz pouco; com relutância, com muito penar. Eu não gosto de chocolate como antes. Chocolate é doce, doce demais pra mim. Eu tenho gostado do agridoce. Disseram que esse meu desgosto pelo chocolate é quase um pecado, afinal todo mundo adora chocolate. Todo mundo é muita gente, por isso não acredito muito e sempre rebato dizendo que deve haver alguém que não gosta ou que se cansou dele, como eu.
Preciso confessar outra coisa. Esses dias eu fiz suco de limão, mas sem açúcar, sem adoçante, sem qualquer coisa que tirasse o gosto azedo dele. E tomei, e foi bom, e depois me deu uma vontade de beber água, muita água, pra tirar aquele azedume da minha boca, porque, como já disse, cansei do doce - não queria causar ânsia de vômito.
Ah! Lembrei de Los Hermanos: "Tire esse azedume do meu peito e com respeito trate minha dor. Se hoje, sem você, eu sofro tanto; tens no meu pranto a certeza de um amor...".
Olha, às vezes acho que ninguém me leva a sério. Acho que eu tenho sido boa demais, legal demais, atenciosa demais, prestativa demais. Tenho que ser durona, intimidar a todos com meu novo jeito bruto de ser. Eu tento tanto ser assim, menos palhaça, mais ofensiva. Mas eu estou sempre na defensiva, sempre sorrindo, sempre fazendo os outros rirem; e, quando eu sinto a necessidade de ser séria, não entendem, acham que é mais uma gracinha. As pessoas parecem não saber que eu também canso dos meus gracejos e dos alheios.
"Tens no meu pranto a certeza de um amor...". Hoje por meus olhos saem lágrimas finas, mas constantes. E eu não sei o que fazer para eliminá-las de vez. Mas não se preocupem, é gripe mesmo. Acho que é crise de sinusite. Minha garganta dói, meus olhos doem (especialmente o direito...), meu corpo parece ter sido esmurrado por uma semana, sem pausa. Será que é virose? Que não seja a gripe A... Olha, não me admira nada que, daqui a umas décadas, teremos gripes de A a Z. Interessante, muito interessante, se não fosse trágico.
Eu estou doente. Eu estou com as ideias embaralhadas. Eu tenho um blog. Detesto fotologs. Detesto tirar fotos, mas gosto de admirar belas fotos. Eu quero um chá. Eu quero um abraço, mas não apertado. Um abraço de leve, com jeito, pra não quebrar minhas costelas e meus braços frágeis.
Eu peço desculpas. A mim, a ti, ao mundo.
E nem sei a razão...
Mas eu estou doente, não sei o que digo. Eu não quero deitar, não quero ficar aqui. Eu quero parar de tossir, de me revirar e de escrever textos totalmente sem nexo algum aqui.
Ah, virose, pra longe de mim!

(Erica Ferro)

* * *
É isso mesmo. Tô com uma virose daquelas, uma agonia grande... Uma vontade imensa de ficar melhor, de poder nadar.
Ah, eu estava tão louca domingo (já tava doente), que nem comentei por aqui que a minha internet tá bem melhor, diria que tá ótima. Tenho baixado os episódios do meu seriado amado, e por esses dois motivos, a indisposição pela virose e o fato de evitar usar a internet enquanto os episódios baixam, é que não retomei a leitura dos blogs que sigo.
Espero que vocês estejam bem e que perdoem meu post tão desconexo.
Adoro vocês, de verdade.
A @ericona deseja uma terça-feira bonita. E, se for possível, nadem por mim.

27 comentários:

  1. Eaii florzinha! Que bad heein ? Espero que você melhore logo.
    Ontem eu estava de bode, mas era totalmente emocional.
    Um ótima terça e vamo que vamo♥

    ResponderExcluir
  2. Ô tadinha!
    Fica boa logo, tá?
    Estarei aqui orando por ti.

    Beijo grande
    :)

    ResponderExcluir
  3. Oi flor, melhoras!!!!

    Fique com Deus, beijos e boa terça!!!

    ResponderExcluir
  4. fica boa logo!!!!! beijao saude pra ti!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. "Olha, às vezes acho que ninguém me leva a sério. Acho que tenho sido boa demais, legal demais, atenciosa demais, prestativa demais. Tenho que ser durona..."

    Somos mais parecidas do que eu achei que fosse possível. Exceto pelo fato de que eu sou viciada/fanática/maluca por chocolate, mesmo [e principalmente] quando eu estou doente ou na fossa.

    Melhoras pra ti!

    ResponderExcluir
  6. Onde, onde, onde?...rs

    Tou procurando a tal 'falta de nexo' que vc jura que tem por aqui, amiga...mas que eu juro que não estou encontrando!!!

    Fora a virose, nada de anormal, viu, menina? Suas palavras têm sentido sempre, saiba disto.

    E nadaremos por vc, sim.

    Fique bem, minha querida!

    Uma bênção grande vai chegar na sua vida, que já é uma bênção, creia!!!

    ResponderExcluir
  7. Nossa, adorei o texto!
    Nada como uma dia doente para nos fazer dizer as maiores verdades e, não se preocupe, tem muito nexo sim!
    Ou então sou tão sem nexo como vc, vai saber? =)
    Melhoras, moça!
    Parabéns pelas palavras!
    Beijos ;***

    ResponderExcluir
  8. Como te desculpar lendo textos tão bons assim?! São os sem-nexos de que mais gosto! haha

    Melhoras viu?! Pelo menos a internet tá boa e vc tá podendo baixar os episódios da série que gosta! *-*

    Bjs!

    ResponderExcluir
  9. pelo menos vc nao pegou a mesma virose q eu nesses ultimos seis meses: falta de inspiração..

    hahaha

    belo texto como sempre, quero ler todos q ainda nao li.. blog ta lindo!

    beijos


    blog atualizado: perscrutarei.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. eu gosto de comer chocolate com algo salgado, fica mais gostoso (:

    melhoras aê, com a virose.

    mas, confesso que amei o texto, que mesmo parecendo não ter, tem nexo/sentido, pelo menos pra mim '-'

    beijas :*

    ResponderExcluir
  11. Doença atrapalha tudo. Se, inclusive, estávamos com problemas outros antes de ficar doentes, então, aí azeda tudo. Azedo de acerola, não de limão.

    No entanto, como a água que tira o azedo, a doença se vai e os problemas outros também, ainda que para estes haja água haja vinho haja whiskey.

    ResponderExcluir
  12. Que ruim estar dodoí, ;/
    Ahh acho que temos coisas em comum a respeito dos sorrisos e de fazer
    as pessoas sorrirem, logo depois acham que temos narizes vermelhos, mas...


    Abraços.

    ps: primeira vez que venho aqui, gostei. :)

    ResponderExcluir
  13. Ih menina, melhoras para você!!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  14. Seus texto são sempre bacanas, tem sempre um pouco de revolta, gosto disso. Fique boa logo. Saúde pra você...rs

    BeijooO'

    ResponderExcluir
  15. Erica, no texto em que vc falou sobre a natação eu senti isso. Enfim, o caso é que quando eu escrevi aquele texto não foi com o propósito de enfatizar que ele era cadeirante e coisa e tal. A minha mensagem pensada eraa passar para os leitores que não existem barreiras para aqueles que buscam serem felizes. O fato é que, o meu personagem sendo cadeirante deixou essa brecha para que vc entendesse isso errado. Longe de mim incentivar o preconceito, mas a história dele me impactou e foi aquilo lá que saiu. Perdoa-me se te onfendi, mas não foi minha intenção.

    Beijoss ;**

    ResponderExcluir
  16. Xô, virose!

    Não sei nadar, flor, infelizmente, mas logo, logo, tu volta pra piscininha, viu? ^^

    Beijos de melhoras!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  17. Querida ,

    Que saudade de vc!!

    Ve se repousa bastante e sara logo, ta?

    bjkas

    ResponderExcluir
  18. odeiooooo virose... apesar que ultimamente dou tudo pra ficar na cama, mas doença, dai acho q prefiro o cansaço.. aUHAuAHUHAUAHUHA
    melhoras ta???
    bjsss

    ResponderExcluir
  19. Eita, Ericona!!! que crítico...

    Melhoras!!!

    às vezes quando nos prendemos a tendências dos nossos limites, só nos levam a indeterminação.

    lim (x - 2) / (x² - 4), quando x tende a ser 2.

    solução imediata:

    (2 - 2) / (2² - 4) = 0/0. é uma indeterminação em real...

    mas podemos fugir da solução imediata e brincar um pouco mais com a verdade que temos:

    lim (x - 2) / (x² - 4), quando x tende a ser 2, no fundo não altera se representá-lo como:

    lim (x - 2) / (x² - 4 - 2x + 2x), quando x tende a ser 2.

    Assim como colocamos, nós tiramos o termo "2x".

    note que:
    (x + 2)*(x - 2) = (x² - 4 - 2x + 2x), daí podemos substituir (x + 2)*(x - 2) no lugar do (x² - 4 - 2x + 2x), assim, temos:

    lim (x - 2) / (x² - 4 - 2x + 2x), quando x tende a ser 2, no fundo é igual a:
    lim (x - 2) / (x - 2)*(x + 2), quando x tende a ser 2.

    se nossa mente é limitada, podemos separar as coisas, sem expressar mentiras, apenas apresentar de outra forma:

    lim (x - 2)/ (x - 2) * lim 1/(x + 2), ambos quando x tende a ser 2.

    (x-2)/(x-2) = 1, pois "qualquer coisa" dividida por "ela mesma" dá 1. Assim...

    1 / (2 + 2) = 1/4 = 0,25


    viu... achamos um resultado que existe em real e é determinado, sem mentir, graças as artimanhas e induções das verdades...

    hum... colocar e tirar um termo na mesma equação, não é ruim quando se mantém a verdade do sistema.

    hum... considero justo que alguém deseja fazer uma coisa e faz outra, só para manter sua honestidade, prática. As confusões [demoram, mas] passam, se permanecermos com foco na verdade do sistema, que aparentemente vai gerar uma indeterminação [em real], mas no fim gera um valor bem determinado e coeso [que existe até mesmo em real]. E o melhor de tudo... o valor ainda é honesto.

    Hum... exponha os seus limites AO ÚNICO, haja com verdade, seja sincera com ELE, mesmo se errar [segundo o padrão DELE].

    quem não tem fé, está em situação melhor do que aquele que não tem amor... hehehe

    é como eu penso.


    que DEUS tenha misericórdia de nós, em CRISTO.


    eita... isso é um post... acho que vou postar no meu blog... ahauahauah

    ResponderExcluir
  20. Acredita que gosto de suas palavras até quando está com virose? Espero que não seja nada de mais e que logo esteja de volta, firme e forte para nadar.

    Um beijo e um queijo ;@

    ResponderExcluir
  21. Fiquei imaginando isso tipo "a la @PeceSiqueira" - só que você escreve de forma poética até quando fala de assuntos aleatórios. Mas... Melhoras, Ericona!

    E envia esse seu texto para os chatos que não te levam a sério. #fikdik

    Beijos
    :*

    ResponderExcluir
  22. Aah cara,eu não sei nadar,mas se soubesse nadaria até os sete mares! Desejo melhoras e muita saúde,haha' mesmo com virose suas palavras nos encantam *-*



    besos :)

    ResponderExcluir
  23. Oii!
    Adorei o texto, sério, acho incrível a naturalidade com que tu escreve, e parece tudo tão simples. Como sempre, o texto é ótimo.

    =D

    ResponderExcluir
  24. Não, não queremos mais gripes, deixa só a A que já ta bom hm*
    Ah, melhoras pra ti! :D
    Beijos

    ResponderExcluir
  25. Pow Erica,nem me fle viu,eu fiquei 1 semana de virose,fiquei melhor recentemente,aff...espero q vc melhore tbm XD,e continua no suco de limão q eh baum,hehehe
    Nadar?Ô...minha vida ultimamente tah uma correria,mas prometo q plo menos irei sair para ver o mar por esses dias e ai mando boas energias p/ vc,oks?
    Deveríamos msm fzer um alfabeto,pq são tantas as viroses,g-zuis
    Melhoras!!!
    Beijos!!!

    ResponderExcluir
  26. hm, tá melhor Erica? acho q sim ne hueue. demorei, mas voltei.
    não é só você que acha que os textos escritos assim como veem a mente saem confusos, pra falar a verdade, eu não achei confuso esse especificamente, consegui definir uma lógica de acordo com o seu ponto de partida e estado de espírito.. cara, não temos que viver em função disso ou daquilo que nos faça mal, se alguém não nos dá crédito, o problema é de quem? ser igual a todo mundo é chato :P hehe
    beijos :)

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?