13 outubro 2009

De ti eu não vou desistir...

Vai, ele vai indo
Pega, menino!
O tempo já foi
Você não viu?

Como vapor ele subiu
Sumiu

Tempo, tempo
Não posso dar um tempo
O tempo não dá tempo pra mim

Tempo, por que você corre assim?
Por que você não gosta de andar junto a mim?
Te fiz algum mal, meu rapaz?
Ah, tanto faz...

Tempo, tempo...
Ensina-me a correr assim
Ensina-me a te seguir
A te curtir

Tempo, tempo...
Eu quero me apaixonar por ti

A música diz que é preciso paixão
Tempo, deixa que eu me apaixone por ti
Olhe, de ti eu não vou desistir!

(Erica Ferro)





P.s:
Meus amigos blogueiros, aqui estou eu (não, Erica, eles não sabem que você está aqui, haha!) mais uma vez.
Olha, hoje, sinceramente, não iria escrever nada (justamente por ultimamente não saber organizar as ideias), mas desde cedo fiquei refletindo sobre o tempo, o quanto ele passa rápido ou o quanto nós não sabemos correr junto com ele...
Enfim, como aproveitar o tempo que temos.
Então, nasceu esse poema aí.
Um poema na tentativa de conquistar o tempo, de fisgar seu coração.
Só devaneios, meus caros. Só devaneios...
Ei! De coração, acho que vocês estão a ponto de me esbofetear com a minha chatice "Obrigada pra lá, obrigada pra cá". Mas é sério, gente, não tem como não agradecer.
Olha, eu fiquei tão feliz com todos os comentários na última postagem, todos os 50, mas teve um...
Nossa, teve um que eu precisei ler UMAS DEZ VEZES pra acreditar no que lia.
Meu amigo blogueiro, que admiro muito, que escreve coisas lindas, tocantes, que me fazem refletir, me fez um elogio, que eu fui nas nuvens e voltei.
Eu me senti "a cara", sabem?

Recado para o Kaio Rafael:
Meu caro, da próxima vez você me mata, de verdade. Que comentário é aquele?
Lindo é pouco, tocante é pouco, emocionante é pouco, dizer que eu tive vontade de chorar de tanta alegria é pouco.
Enfim, o meu muito obrigada é pouco.
Espero, apenas, poder honrar a sua admiração escrevendo cada vez melhor.
E, olha, eu que te admiro muito. Você, sim, escreve maravilhosamente bem.
E, para que fique claro, não é balela, nem elogios falsos, é coisa da alma, é o que meu coração quer dizer pra você.
Kaio, para finalizar, saiba que você me fez muito feliz hoje. Muito mesmo.

Quem quiser ler o comentário, clique aqui e procure por Kaio Rafael.

Ai, gente, juro que um dia eu morro de tanta alegria. É, pensando bem, seria um belo modo de morrer, não? Certo, mas viver é melhor ainda.
Meu (de novo, desculpa) muito obrigada a todos.
Vocês me emocionam mais a cada nova postagem.
Grande abraço, meus queridos!

46 comentários:

  1. adoroo textos sobre o tempo.
    tenho fascínio por ele!

    ei, nao sei se comentei no texto do 'p' que você fez...
    SE GARANTIU EM GAROTA?!
    muuuuito boom, sério!

    =*
    bjos, querida!

    ResponderExcluir
  2. O tempo tem me ensinado muitas coisas!

    Adorei o texto!
    =)

    Muitooo 10!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. O tempo e o amor sempre dão belos textos. Não foi diferente com você , Erica.
    Você a cada dia que passa estar maravilhosa nos textos.

    "Tempo, tempo..
    Eu quero me apaixonar por ti.."


    Sabe aquela paixão louca? Que nos mata aos poucos? Aqueeeela que no fundo não tem nenhum gozo, nos maltrata e ainda sim a gente gosta e pede mais e mais e mais? Pois é, é igualzinha. Esse tempo é muito ordinário comigo.. hahaha


    Adorei o texto, visse?

    Um beijos


    Ps:. Como não ficar feliz com um comentário desses? rs..
    Vocês são dois ótimos escritores, um dia chego lá! Vamo na fé! hahaha

    ResponderExcluir
  4. Ah Deus, o tempo, não deu tempo de pensar sobre o que penso dele. :B

    ResponderExcluir
  5. Li o comment do Kaio Rafael, não se preocupe, nina, ele soh disse o q todos aqui tivemos vontade de dizer :D

    Dessa vez qm ficou de boca aberta fui eu :O Esse seu poema tah muuuuuuuiiito fera, tudo o q eu queria dizer mas n consigo...

    Ei, se vc parar de escrever, n sei o q vai ser dessa net viu? rsrs

    BjoO*

    ResponderExcluir
  6. Querida Erica!
    Sabe quando conheci seu blog, a primeira coisa que me chamou atenção foi o 'ps', eu coloco isto em algumas postagem e as vezes é 'obs'.
    Antes, eu colocava diariamente, agora tinha parado.. e voltei.
    Mas pode ficar tranquila que prometo fazer(se eu não exclui o blog) diferente do seu, ou até mesmo não colocar.
    Desculpe qualquer coisa!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. De ti eu não vou mais desistir


    — não vou?

    ResponderExcluir
  8. Muito lindo o texto!Gostei de verdade; Faz sentido...
    parabéns, você merece
    escreve bem mesmo
    continue assim, com sua sensibilidade para ir cada vez mais longe !

    ResponderExcluir
  9. Aaaaahhhh, eu morri!

    TIVE UM INFARTO!

    O que eu te falo?!

    Minha próxima postagem pode ser do seu "Poema do 'p'"? *-*'

    Me lembrou "V de vingança", no estilo,
    Já assistiu?
    Têm uma hora em que ele fala tudo começando com "v", *-----*'

    Ah, Erica, *-*'

    Lindo e lindo,

    Me diz se você deixa eu publicar depois, ;****

    (Esse texto do tempo também tá ótimo! Mas eu ainda tô meio impressionado com o do "p" e essa sua homenagem me deixou bobo! gente, eu não sei o que dizer! tô todo bobo, todo alegre! *-*').

    ResponderExcluir
  10. Foram vários "caralho" que ele escreveu,huashaushuahsuas,mas foi bem sincero,deu pra ver que ele gostou e muuuito,assim como todos!!!Rs' *-*

    Outro poema lindo que vejo aqui em seu blog Érica!;)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  11. É amiga blogueira voce tem que ver que voce é uma otima escritora e seu blog só vai crescer mais e mais. :)
    O tempo anda muito rapido tenho que correr pra andar junto com ele...
    AOSPAKS'
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. com certeza receber o carinho dos nossos leitores é muito especial.. nesse mundo de blogueiros e blogueiras, só quem participa que sabe de verdade o que é ler um comentário com elogios... até mesmo com críticas... enfim, amo essa blogosfera... ^^
    bjusss

    ResponderExcluir
  13. Aii, pra começa, mto obrigada por comentar sempre lá no blog.
    Siim, mudei mto, mas agora finalmente achei uma coisa q ficou legal, dá uma olhada e me diz.
    O livro do fernado sabino muda a vida da gente, a história é tão... demais!
    E, não sei o q Kaio Rafael escreveu, mas que você escreve mtoo bem, eu preciso concordar.
    bjs!!

    ResponderExcluir
  14. O tempo não gosta de mim bixo, isso é faaaato! =X
    ps: fui lá ler o coment do Kaio, muuuito legal! Me sentiria igual a você! uasuahsuahsauhs


    beeijos!

    ResponderExcluir
  15. Erica,

    Como diria Renato, ♪ "...temos todo o tempo do mundo..." ♫

    Carinho e admiração de amigo não tem preço, mesmo. Tem todos os motivos para ficar feliz. =)

    Beijos, dois, de quarta.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  16. Nossa, adorei seu poema. Mas o anterior é ainda melhor. Rimas bem distribuídas, todas milimetricamente calculadas. O significado de cada palavra se encaixou a outra. Um plágio você fez, da perfeição.

    Beijos. Continue assim. Sigo-te.

    ResponderExcluir
  17. Eu sempre digo que o tempo é muito promíscuo. que ele passa por todos, mas nunca fica com ninguém!

    ResponderExcluir
  18. poema bem Cecilia Meireles, né?
    eu gostei ^^

    ResponderExcluir
  19. Você se emociona ai, e nos toca aqui!
    Você merece! Um dia recebi um elogio de um amigo meu que admiro muito nas palavras que me fez me sentir tãaaao bem que nunca mais me faltou inspiração naqela semana! rs
    Espero que isso só lhe faça refletir e ter mais imaginação. Novamente: você merece, e merece porque tem potencial, porque é 'a cara'. Beijãããao. Obrigada pelo carinho VOCÊ. Me sinto lisongeada com a sua pessoa comentando nos meus humildes posts! *-* rs

    ResponderExcluir
  20. Apaixonar-se pelo Tempo,este ser?!
    Talvez você faça ele parar, aí será o próprio amor.

    Continuemos,Erica...

    ResponderExcluir
  21. Seu poema tá lindãao!
    Não precisa agradecer pelos comentários.
    Obs.: Você merece todos os comentários mais lindos do mundo *-*
    beijos,
    Sofia
    (http://pirulito-no-palito.blogspot.com/ - Atualizado)

    ResponderExcluir
  22. o tempo sempre me mata ;
    adorei o poema
    bejos;

    ResponderExcluir
  23. Ain, eu gostaria de receber um comentário que nem o do Kaio Rafael! kkkkkkkk
    Ah, o tempo é uma praga. Só aumenta meu sofrimento e meu ego não infla nem com uma câmara de gás! kkkk

    Eu queria muito que o tempo fosse meu aliado. Ele quer o contrário.

    Amei o poema, nasceu pra ser poeta (ou poetisa?) Eriquinha *-* muito :D

    Incrível, seus comentários me alegram mais que chocolate! kkkk

    Beijonas ;*/teamo/(LLL'

    ResponderExcluir
  24. Afinal elogios são sempre bem vindos, não sou muito boa em faze-los mais pode acreditar pelo que eu vi só nesse ultimo post você escreve muito bem. Elogios são uma recompensa pelo seu trabalho e não há nada mais gratificamente do que ser reconhecido pelo que você faz.

    Um beijo,
    belo blog.

    ResponderExcluir
  25. Linda, tô seguindo esse também!
    Como faz pra botar aquele negócio de plágio?
    beijos,
    Sofia (http://pirulito-no-palito.blogspot.com/)

    ResponderExcluir
  26. O tempo corre mesmo sem a gente ver... O lance é aproveitar cada segundo, fazendo sempre o que se gosta, pra não "perder o tempo" ...

    ResponderExcluir
  27. saudadesssssss Ericona!!
    amei o poema. Volteiiiiiii!!!
    beijos querida!!

    ResponderExcluir
  28. doido, tens veia de poeta, fala de poeta, inteligência de poeta, mas tua humildade é de fazer nascer sorrisos (: e que venha mais poesia pra eu me emocionar, gata (:

    é tão bom quando nossa escrita amadora é levada além disso, não é?

    bjão ,erica ;*

    ResponderExcluir
  29. Quanto ao tempo posso afirmar uma coisa: essa inconstância é charme, e no final das contas, não queremos sabê-lo por sobrevivência. Prevê-lo deixaria a vida monótona, nos enfraqueceria diante de certas conclusões calculadas.

    Adoro a tua presença em meu blog!
    E /rialto com o comentário do Kaio,um fofo!
    Beijo
    ;*

    ResponderExcluir
  30. Você é uma filósofa, provou com essa poesia. /prontofalei

    ResponderExcluir
  31. O tempo não para, E isto até que é bom para cuidar de dores de amor.

    Erica, chorar de alegria é a melhor coisa do mundo!! Morrer de felicidade deve já ser o céu...

    beijinhos

    ResponderExcluir
  32. Adorei, adorei
    "Tempo, Tempo
    Não posso dar um tempo
    O tempo não dá tempo pra mim"
    É, o tempo não nos dá tempo
    Se queremos algo devemos correr atrás,
    porque o tempo não espera, o tempo só passa e nos leva, no arrasta.

    -
    Sim, concordo, todo sentimento deve haver verdade;
    Sim, seus poemas são lindos mesmo *-* e eu que agradeço por você estar sempre no meu blog;

    Beijos na Alma!

    ResponderExcluir
  33. Tempo, tempo... Senhor de todas as coisas!

    Gosto do que leio quando venho aqui, moça.

    Beijos

    ResponderExcluir
  34. Que poema maravilhoso! O que você tá fazendo escondida atrás de uma tela de computador que não está colocando tudo isso num livro?

    JURO que quando fui lendo, pensei que fosse algo que outro autor, sabe? Pensei que fosse algo tipo Vinícius ou Drummond, mas quando li seu nome no fim, fiquei estática. Que criatividade é essa, guria?

    Parabéns, seus textos são ÓTIMOS.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  35. já tentei conquistar o tempo,mas parece que não faço o tipo dele... =x

    ResponderExcluir
  36. Tempo é inspiração pra tudo né? adoro ler e ouvir sobre ele @@

    ResponderExcluir
  37. Ahhh, qm ñ gosta dos seus poemas né?! E morrer de alegria, claro. Não tem jeito melhor. :)

    ResponderExcluir
  38. "Tão bom morrer de amor... E continuar vivendo". Mário Quintana
    Então, vida loooonga! Belos versos, moça.

    Um privilégio tê-la em meu espaço. Bem-vinda à trupe =DDD Obrigada, sim?

    Beijos doces

    ResponderExcluir
  39. O tempo... ele estraga tudo, melhora tudo e acaba até fazendo o certo por linhas tortas.

    beijos.

    ResponderExcluir
  40. Heey flor!
    Hiperobrigada pelo comentário lá no bloog viu?
    Tem post novo por lá, espero que não demore a att por aqui!


    Beeijos!

    ResponderExcluir
  41. Ok, se vc já tá cansada de agradecer o carinhos da gente, eu não me canso de dizer que vc escreve super bem e que esse poema tá lindo d+, assim como os outros! O Kaio falou tudo, tá super certo!
    E como dizia Cazuza: "O tempo não pára..."
    Bjooss

    ResponderExcluir
  42. De ti eu não vou desistir.!
    Muito lindo.

    Beijoooos

    ResponderExcluir
  43. Também não me dou muito bem com o tempo... Às vezes ando apressada demais, às vezes fico para trás. Quem entende?

    Poema lindo.

    E... Poxa, fiquei lisonjedada com o comentário sobre meu humilde textinho (:p), mas triste pq vc falou que desistiu de escrever seu próprio... Até parece que os seus textos não são lindos de morrer! ¬¬

    ResponderExcluir
  44. nossa erika não sei o que dizer, vc escreve que fica até dificil comentar algo que si iguale a tamanha beleza de suas palavras/fato

    como sempre adorei ^^

    ResponderExcluir
  45. que o tempo lhe leve só por caminhos bons, rsrs, e desistir nunca mesmo...
    bons dias

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?