31 outubro 2009

Amanhã é Natal!

Trinta e um de outubro. Jingle bells. Amanhã é Natal.
Olhe, lá vem vindo o Papai Noel. "Que besteira!", alguém grita. "Não vem ninguém, não", não vinha mesmo. Só ia. O tempo escorrendo dos dedos, o ano passando como a velocidade da luz. O que foi feito, afinal? Nada. "Nenhuma mísera vitória", ela pensava. Nenhuma evolução, ela se lamentava. Será? Será?
É claro que ela não conseguia ver o tanto que evoluira ao longo do ano e quanto sonhara, também. Sonhara e ainda sonha, porém, mesmo que tarde, começou a agir, a buscar trazer a utopia para o cotidiano. Ela sabia que era possível. "Tudo é possível ao que crê", ela lembrou.
Sim, tudo é possível desde que se lute para que seja. "Fazer do difícil o fácil", lembrou também.
O quanto lera ao longo do ano? Muito. Devorara livros e mais livros, aprendeu com todos eles. E a fome só aumenta mais e mais.
É Natal logo mais.
"O tempo não volta atrás. Pobre de mim que demorei tanto a enxergar que devo sair de casa sempre que necessário, e não esperar a ventania e a tempestade se acalmarem", a pesarosa menina se lamentava, chorando fracamente.
"Mas não importa mais. Não há como voltar atrás, então deixarei o lamento escorrer de mim através desse choro brando e fraco. O que importa é que agora sei que farei valer a pena. O que importa agora é a fome que eu tenho de vida. O que importa é que agora farei o céu azul, mesmo quando ele estiver acizentado. Sim! Andarei com lápis de cor azul, amarelo... uma caixa repleta de lápis de cor. Sim, é isso. Não quero o monocromático, o frio, o vazio. Nunca mais."
É Natal.
Amanhã é Natal.

(Erica Ferro)



P.s: Olá, meus queridos!
Bem, essa minha postagem ficou meio maluca, podem dizer. Na verdade, queria expressar nela os meus sentimentos do ano que já está acabando e como ele passou rápido. Queria expressar também o meu posicionamento em relação a esse ano que está indo embora, que não foi muito efetivo, digamos assim. Mas, como dizem, nunca é tarde. Agora, finalmente, aproveitarei o finzinho do doce com toda a voracidade e rasparei o máximo que eu puder do pote.
Afinal, a vida pode ser um doce, não é?
Mudando um pouco de assunto, minha página inicial está repleta de atualizações, mas eu não tive tempo de ler tudo. Tenho vários comentários a ser respondidos também. Enfim, não foi proposital essa acumulação de tarefas. É que só ontem, desde terça, que pude acessar a internet.
A minha casa, simplesmente, estava de pernas para o ar. Estava sendo reformada, uma mini-reforma, mas que causou uma bagunça tremenda. O meu quarto seria pintado na quarta. Realmente começou, mas só terminaram de pintar na sexta. Isso mesmo! As paredes estavam muito manchadas, graças a umas infiltrações. Enfim, não pude acompanhar o blog nesse tempo.
Confesso que fiquei looouca de não poder estar lendo e comentando nos blogs, que é uma das coisas que mais gosto de fazer ao longo do dia.
Mas sobrevivi. Terminei de ler Mapa-múndi, do Nivaldo Pereira. Lembram que eu ganhei o livro do PRÓPRIO Nivaldo e, o mais lindo, autografado?
Pois é! Não me canso de dizer esses detalhes. O livro é ótimo, aliás... pra lá de ótimo! Sem dúvida, Nivaldo Pereira é um grande escritor. Minha admiração por ele só cresceu a cada página que lia.
Vocês gostariam de ver uma crônica dele aqui? Se quiserem, eu posto. O difícil será escolher uma entre as tantas maravilhosas que ele escreveu; mas tudo bem. Eu decidirei!
Ah, também, graças a falta de internet, comecei a ler Marley e eu, na sexta-feira (pois na quinta minha linda priminha estava aqui em casa, então a atenção é toda para ela). Acreditam que eu li mais de 160 páginas num dia só? Pois é. Longe da internet, consigo ler vorazmente. Pretendia terminar de ler hoje o maravilhoso livro do Grogan, mas a internet não deixou.
Mas vou fazer o seguinte: lerei todas as atualizações que tenho para ler hoje e agora, responderei os comentários da postagem anterior hoje (ou amanhã, não sei, depende do sono) e amanhã o dia será dedicado a Marley e eu. Quero terminar amanhã, sem falta.
Espero que consiga tal façanha. Internet, minha filha, me deixe em paz e não fique me tentando, certo?
Sim! Antes que eu me esqueça. Na postagem abaixo postei alguns selinhos. Vejam clicando aqui.
Caraca! Meu P.s ficou maior do que o próprio texto (haha!). Eu sou muito engraçada mesmo, muito.
Bem, fico por aqui, meu povo.
Ótimo domingo pra vocês!
Acho que amanhã apareço por aqui.
Grande abraço.

23 comentários:

  1. Nossa, levei um susto quando li. Só depois peguei a alma da coisa. Isso me lembrou o poema "Seiscentos e Sessenta e Seis" de Mario Quitanda *-*
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Eita, essa Erica é uma figura! Rs

    Natal, nem digo, mas Ano Novo tá chegando pra mim, no domingo que vem, que é meu aniversário.

    Sei como a Internet consegue ser sedutora e atrapalhar nossos afazeres...aff!

    Posta a crônica, sim. =)

    Beijos, moça. Bom feriado.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  3. Un gusto pasar por tu blog.. me gusta como escribes, te sigo para poder leerte con mas frecuencia..

    Un beso


    Un abrazo
    Saludos fraternos

    Que tengas una muy buena semana...

    ResponderExcluir
  4. Ô Érica, demorou umas três linhas pra eu pegar o "jeito a coisa" - n por culpa sua, eu sou meio lerda mesmo rsrs - e acabei amando. Sinto a mesma coisa, nina! Na verdade, em meados de junho o ano já está perto do fim, pra mim. Passa tão rápido né?

    Aii, eu sei o q a internet faz. Estou lendo "O guardião de memórias" e n consigo avançar mt pq sempre me lembro d vir checar as atualizações dos amigos rsrs

    E tow esperando a crônica, viu?

    Ahn, tenho dois amigos q jah leram Marley e eu -disseram q choraram no dim - quer leer tb. :D

    Meu comment tb ficou longo. N ligo n pq vc sabe q eu amooo dizer q amooo o q escreves.

    Um Bjo e um ótimo fds-feriado recheado de leitura!

    ResponderExcluir
  5. Marley e Eu? amo chorei litros lendo esse livro e aprendei a gostar de cães(o que não era minha paixão)

    e tbm quando tô sem net leio horroes, fiz até um cartão pra obter descontos na livrarias, porque virei cliente de ir quase que diariamente O.O

    mas quanto ao post, mossa lindo msme verdade que a gente só percebir que não pode mais voltar atráz quando ver o natal na nossa frente, e ver que já acabou, e novamente vamos fazer um monte de promessas(que não vamos comprir nem a maioria) para o ano que vem e é claro que vamos prometer que vai ser diferente e tudo mais, mas acontece que novamente o natal bate a sua porta e vc ver que não foi bem o que vc esperou, o presente não lhe agradou tanto assim, mas pelo menos teve presente né ?

    Bjs ;* té mais

    ResponderExcluir
  6. Érica, sinto o mesmo que você em relação ao ano,passou bem rápido,mas pra mim ele foi útil,não fiz muitas coisas,nem li muitos livros,mas foi um ano de descobertas e aprendizagens que levo pra toda a vida! Seu poema me fez refletir nisso...*.*

    Ahh eu sem internet fico louca!Rs' Mas a ausência dela,tem suas vantagens,como ler um livro,ou metade dele em apensa um dia...Rs'
    E sabe que eu nem reparo muito no 'P.S',Rs', é que leio o texto como se fosse algo fora do P.S,o que é na verdade dã,rs', mas tipo o texto mostra o que você sente,e o P.S é como se fosse uma explicação,uma conversa por fora do texto sabe?! Rs' Tá,parece que estou conversando com você pelos seus 'P.S', rs' exagerei né?! Rs' Mas é algo que diferencia seu blog de todos que acompanho!Amo aqui!*.*

    Ótimo domingo e começo de semana pra você! ;)

    Bjs!

    ResponderExcluir
  7. a cada ano é como se passasse mais rápido...
    esse ano pra mim realmente foi uma loucura, aprendi tanta tanta tanta coisa...
    ri muito, chorei demais!

    e qeu venha o natal, e que venha o ano novo!
    ^^


    bjos

    ResponderExcluir
  8. LINDO.
    E sim, parece mesmo que o natal é amanhã e o ano novo chegou ontem. D:

    ResponderExcluir
  9. Parem o tempo que eu fiquei pra trás. Ótimo texto!
    E Marley e Eu é um dos poucos livros dos quais eu ainda não sei se gosto ou não. Me parece tão.... medíocre, e ao mesmo tempo tão.... interessante.

    É isso aí. abraços!

    ResponderExcluir
  10. depois de um P.S imenso ela diz: aaah, eu sou muito engraçada mesmo, muito haeuhauhe

    aaai erica, me fizeste rir (: não conheço as crônicas de Nivaldo Pereira :o devo ser uma total alienada, podes me indicar alguma que gostes? ;)

    aah, pra mim, acabou outubro já é natal e outro ano chega. 2009 passou rápido demais, e minha fiel numerologia disse que deveria ser um ano de renovações. realmente foi. mas espero que 2010 também o seja, afinal, novo ano, novas expextativas, novas idéias, e é assim que a gente vai amadurecendo, né?

    gostei do texto (e da observação hauehae) ;)

    bjão ;*

    ResponderExcluir
  11. Esse tempo, sei não viu!
    Fique nervosa e feliz com o texto. Nervosa por que o pote tá acabando, logo o meu.. gostei tanto desse docinho.. ;/
    Feliz por que logo vão me dá outro pote (espero), estarei pronta pra me lambuzar até dá dor de barriga, não importa.. amadurecimento sem dor, não dá!
    Me empolguei nessa história de doce.. kkkkkkkk

    Belissimo o texto Erica, adoro a maneira leve com que você escreve. Adorei!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Olha, estou muuuito feliz por esse ano estar acabando. Foi um ano em que eu sofri muito, não me diverti quase nada e pretendo não repetir. Mas tudo tem sua parcela boa, e o que eu amadureci não está no gibi.
    'O que importa agora é a fome que eu tenho de vida'
    Sim, também tenho essa fome, e em 2010 vou fazer de tudo para saciá-la, mas espero que nunca consiga e sempre a tenha comigo.
    Texto magnífico, como sempre. Erica, você é um gênio.

    :*

    ResponderExcluir
  13. tá chegando os dois meses mais falsos do ano!

    ResponderExcluir
  14. E chega a hora da balança: pese o que fez, o que não fez, renove as promessas e a esperença... Eita, e por aí vai! "...os dois meses falsos do ano!" [2]

    Ao menos chegamos até aqui.

    Que ideia, hein, Erica?! Adorei o texto! Quando li o título pensava que estavas louca. [abafa]

    Beijo
    ;*

    ResponderExcluir
  15. Ótimo texto!
    Sabe, faz um mês que vejo Natal por tudo e ainda falta mais de um mês.
    Meu ano também passou rápido e, a impressão que tenho, é que não foi muito lucrativo, pelo contrário.
    Quem sabe eu consigo dar a volta por cima até o final do ano? E tomara que o próximo seja bem melhor...

    Já sobre o teu P.S., fico super feliz quando tu fala da tua admiração pelo Nivaldo... Sei lá, pode parecer egocentria da minha parte, mas fico orgulhosa por ter te apresentado as crônicas dele e tu gostar tanto...
    Ah, Marley & eu é ótimo, não lembro se li tão rápido, mas é muito bom e, obbviamente, melhor que o filme...
    E preciso responder a respeito de querer ou não uma crônica de Mapa-múndi aqui??

    Bjoo

    ResponderExcluir
  16. Ai, ficou muito lindo o texto.

    Eu por um lado sinto-me como tu e por outro não, bem, ao contrário do que tu dizes eu acho que este ano passou bem devagar, dolorosamente devagar. Mas, assim como tu agora sinto muito a vontade de mudar a minha "pintura" para tons mais claros, para melhor, aproveitar o que de melhor há, coisa que já comecei a fazer há umas semanas e me deixa muito muito feliz!

    ;* Um grande beijo!
    Amo-tééééé <3

    ResponderExcluir
  17. O natal está aí à porta. E realmente não vi o ano passar... mas ainda não acabou! Há muito a se viver até lá. Não são 2 meses...mas cada dia. Há vida, vamos viver!

    Beijos doces

    ResponderExcluir
  18. E lá vem as promoções de natal @_@ --"

    beeeijos *-*

    ResponderExcluir
  19. Se o tempo passou rápido? Voou. Ontem era o início do ano, amanhã já é Natal! :o
    Amei o texto muito louco! Ficou realmente bom. aushuaushuahsua
    Adoro reformas, não sei porque, mas o clima de uma reforma me deixa feliz. aushuhahushua
    Bjooss

    ResponderExcluir
  20. Olá, Érica!
    Coincidências da vida?
    Ia clicar em outro nome e veja no que deu: cliquei no seu!♥
    Não, não creio assim, acho que tinha que ser, pois eu adorei o seu jeitinho menina e descontraído de escrever...
    E o que foi melhor, me lembrou que já é quase Natal!!!
    Bjs.
    Acho que vou voltar...........

    ResponderExcluir
  21. esse texto foi feito pra mim....sério me sinto assim......leio pacas...tenho q crescer(quando vc diz q tem q sair de casa), sabe eu tenho medo de sair de casa....:X de peitar minha mãe....pelo menos foi assim q entendi.
    Bjos

    ResponderExcluir
  22. O ano realmente passou muito rápido, eu tava conversando um dia desses com minhas amigas sobre isso! Muita coisa ruim aconteceu esse ano, mas nunca é tarde não é? E enquanto houverem pessoas que se importem o mundo terá salvação, fé sempre guria!
    bj bj <3

    ResponderExcluir
  23. Também andarei com uma caixa de lápis de cor, cansei do monocromático pálido e mortal. Cansei e cansei. Ano que vem, serei a garota ensolarada com a alegria encobrindo o pó da estrada.
    Amei o texto, Érica. Vou me cansar tbm, de dizer e redizer isso. Mas você merece, né? Fazer o que, só elogiando cada vez mais, acompanhando o ritmo do seu crescimento literário. Continue assim! *-*

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?