31 janeiro 2010

"Fins"

Não sei se ficar nostálgica e um pouco triste com "fins" seja estranheza; se for, eu sou estranha. Aliás, tenho tantas manias esquisitas, mas é melhor não comentar hoje; vim falar de outra coisa. Sobre o que eu quero falar hoje? Sobre saudade antecipada. Sim, é que Janeiro já vai embora. Veja, agora, exatamente agora, são 23:31, e meu coração está pesado; diria pressionado por uma mão que eu não sei de quem é ou do que é. Aliás, é um pouco de nostalgia, aflição, agonia... - tudo junto e, sim, misturado.
Não sei a razão da minha aflição com a passagem dos dias. Seria medo da morte? Não, não é isso. Acho que é culpa; culpa de não ter feito tudo o que eu quis por covardia ou preguiça. E isso não é um dos melhores sentimentos; não mesmo.
Eu sinto saudade: do primeiro dia do ano, do primeiro fim de semana... Sinto saudade de Janeiro.
Tudo bem, eu sei que eu perdi a autonomia sobre Janeiro; sei bem. Mas dói, não dói? Claro que dói, principalmente quem sente e sabe que não viveu, não sugou todos os nutrientes, por assim dizer, dos dias de Janeiro - meu caso.
E a promessa de não fazer promessa, apenas viver - não deixa de ser uma promessa -, fracassaram. Mas hoje, como quem acende uma fogueira, eu reacendo o prometido: viver fevereiro, viver o restante dos meus dias. Mas eu não vivo? Eu acho que eu vivo, mas não sei qual tipo de viver eu procuro. É porque eu não consigo enxergar a simplicidade da vida, de se viver, como muitos dizem:
"Ora, como se vive a vida? Vivendo!".
Mas é só isso? Viver é tanto. Viver é renunciar a todo instante, e o que deixamos pra trás é o que incomoda, o que nos angustiará no fim.
E hoje é o fim de Janeiro.
É, eu sei que isso parece exagerado e dramático ao extremo; mas eu sou assim, eu sinto isso e eu irei me derramar assim, exageradamente.
Escrevendo, eu posso dissipar, de certo modo e com uma certa medida, essas agonias internas, essa angústia que vez ou outra me sufoca. E isso não é ser triste, é ser humana; porque o que não é humano é sufocar o que se sente apenas para alimentar as convenções. Aliás, eu estou farta das convenções e dos subordinados à elas. Tolos e fracos são os que se submetem a ela completamente, porque não serei hipócrita a ponto de dizer que não tenho que me render a nenhuma convenção que seja. Nós sempre temos, pois, do contrário, ninguém nos aguentaria. Mas olha, ultimamente minha preocupação em relação ao quanto e a quem me suporta é mínima.
Eu gosto mais das minhas verdades e das minhas convicções do que das convenções e dos supostos benefícios delas.
Fevereiro bate a porta, são 23:50. Vem, Fevereiro!
Vem, quero te viver! Quero te absorver por completo e poder, ao fim, dizer que de pouco me arrependi e me culpei; de muito pouco. Até porque, infelizmente ou felizmente, nós sempre iremos nos arrepender de algo; somos imperfeitos e faltosos com nós mesmos.

(Erica Ferro)



P.s: O 'pós-texto' será curto, pois o texto foi praticamente (ou totalmente) um desabafo. A ideia que eu mencionei ontem e prometi revelar hoje, será mantida em segredo, porque eu estou amadurecendo a ideia e organizando-a.
Estou feliz e orgulhosa de mim (Ui! haha), pois consegui retribuir todas (sim, todas!) as visitas que eu estava devendo desde o ano passado e as desse ano; e por também não estar acumulando muitas tarefas bloguísticas (se eu acumulo, é culpa da minha preguiça - coisa que eu tentarei eliminar dos meus dias).
Enfim, enquanto a isso, estou satisfeita e me amando (Que lindo!).
É isso, pessoal, um último abraço de Janeiro pra vocês!
Até a próxima.

45 comentários:

  1. Engraçado, Érica...
    estou hj igualzinha a vc!!! Só que meio ao contrário!
    (É porque não viu meu minúsculo post nos 'botões'...hehe)
    Mas que venha fev, mar, abr... não tem jeito, eles virão de qualquer forma...rs
    Parece que queremos 'segurar' um pouco mais o tempo, na tentativa de agarrá-lo...desesperadamente, mas não podemos, né?

    Esperar por dias e ares melhores é o que há de melhor para a gente fazer..

    Bjss
    Grande Érica.

    ResponderExcluir
  2. Hoje, me lembrei angustiada também das promessas da noite de véspera de 2010, do 1° dia do ano. Mas junto delas, também pessoas e momentos... Ah, quanta nostalgia!

    Eu tenho que agarrar alguma coisa, né, já que essas coisas não têm vida própria.

    Beijos!
    ;*

    ResponderExcluir
  3. eita, menina! Como passou rápido esse mês!!! hehehe... ainda bem que eu consegui cumprir meu cronograma hehehe...

    Nussa... a impressão que eu tenho é que cada vez mais tenho que me adaptar a velocidade do tempo... parece que está acelerando...

    gostaria de saber se os filósofos no passado pensavam ou falavam sobre isso... hum... acho que vou pesquisar sobre...

    pode ser também que seja assim por causa da grande quantidade de informação que absorvemos, não só em textos, vídeos, mas a nossa volta... sei lá... vou dar uma pesquisada pra ver se eu acho alguém de séculos atrás falando sobre essas coisas... ehehhe

    xD

    :P

    ResponderExcluir
  4. Janeiro terminou ontem, o dia de hoje vai terminar logo também... Mas, pra nossa sorte, todo final ainda é um começo, né?

    beijo flor :)

    ResponderExcluir
  5. Primeiro de Fevereiro \õ
    Esse mês tem algumas festas, começa minhas aulas e vou saber ainda esse mês se vou arrumar um emprego ou não...
    Então espero viver fevereiro intensamente -q
    Espero que esse mês seja ótimo pra vc Erica!
    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Pois é, parece que a virada do ano foi ontem!
    A vida passa muito rápido, e se não damos valor..puft! Acabou e a gente nem aproveitou.

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Faça diferente e deixe que os anos não passem por ti :)

    ResponderExcluir
  8. Eu não sei lidar com finais. Me angustia ver o tempo passar rápido assim.
    beijos

    ResponderExcluir
  9. É verdade!
    Agente sempre fica com esse sentimento de que podia ter feito mais.Ás vezes eu me pergunto, será medo ou covardia?
    sei lá...
    mas é algo innexplicável.
    bjos

    ResponderExcluir
  10. Bonito, Érica. Muito bonito.

    Sabe, agora que realmente parei pra pensar percebi que o nome do teu blog combina perfeitamente com você. Você sacode as palavras e mais do que isso, brinca com elas.
    Às vezes elas estão perfeitamente ordenadas e de repente fazem um malabarismo de tirar o fôlego.
    Às vezes parecem simples e de repente se tornam muito mais complexas em seus significados.

    E, Erica, saiba que viver às vezes pode ser também ver televisão, desde que voce não esteja perdendo outras coisas por causa disso.

    Desde que voce se sinta completa e tente fazer da sua vida algo leve e feliz, o viver pode ser simplesmente viver.

    Beijos, e quero descobrir qual é sua surpresa :*

    p.s.: Erica, minha inspiração sumiu. O que eu faço agora?
    Acho todos os meus textos simples demais, sem graça demais.
    Argh, acho que nem suicidio resolve .__.

    ResponderExcluir
  11. Seu texto, o tempo todo, me fez duas coisas: tempo, vida.
    O tempo tempo tempo... tempo traiçoeiro. Uma vez aqui e depois, cadê? É tudo muito rápido.
    E você fala em viver. Pois é, viva. Mas viva mesmo. O tempo faz parte dessa coisa chamada vida e o que seria da vida se nao fosse o tempo passando. Seriamos quadros estáticos. Sem "vida". -rs;
    E aqui, um trecho da Clarice que eu levo pra minha "vida": Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento.

    Beijo, linda! ^^

    ResponderExcluir
  12. O mês de janeiro, ja passou mais uma vez.
    ja estamos em 01 de fevereiro, e o que fizemos de diferente nesse inicio de ano ?
    muitos de nós passamos mais, uma vez fazendo praticamente nada.
    passando as tardes no computador, e muitas vezes não fazendo praticamente nada. pois ja se tornou rotina aquilo.
    ah eu fiquei 10 dias fora de casa, e realmente aproveitei.
    mas, sempre quando voltamos, aquela mesma, rotina, passar o dia na internet.
    e depois nós perguntamos se aproveitamos a VIDA.
    E depois passa, e fica o arrependimento, pq não fizemos isso ou aquilo.
    mas isso sempre acontecera.
    ainda mais, que daqui, um mês, ja começam as aulas, ou tem gente que ja esta começando, ai, vem o arrependimento, o que eu fiz nas minhas férias que não aproveitei.
    sempre acontecera isso :**

    PS : Tava sentindo falta dos seus exelentes textos, pois fazia mais de 15 dias, que não passava por aqui :**

    ResponderExcluir
  13. Não se pode lamentar do que não aproveitou. Lá se vai o janeiro, e vem fevereiro. A vida é assim. Não podemos nos agarrar em dias, horas, creio eu que não. Temos que deixar fluir, e a cada minuto programar fazer tudo o que queremos. Sem pressa, sem medo.
    A morte nunca vem na hora errada. Então pra quê temê-la? Deixa ela vir, sirva um café e peça que ela espere apenas mais um segundo.

    ResponderExcluir
  14. Como Janeiro passou rápido!!!
    Parece que foi ontem que iniciamos 2010...
    Mas sabe...
    Tenho boas e más lembranças desse primeiro mês do ano...
    Posso dizer que aproveitei...
    Ah!!! Tô curiosa pra saber que ideia maravilhosa você teve...

    Bjs

    ResponderExcluir
  15. Tudo acabando dá triztezinha.. é esse negócio de terque adaptar e gostar de tudo (ou não).. de novo.

    ResponderExcluir
  16. A questão é que sempre há um fim em que nos arrependemos de não ter aproveitado o que termina, e sempre há um começo em que decidimos mudar, mas nem sempre fazemos isso...

    Tudo bem, isso ficou estranho, mas enfim...


    Uhul, eu sei o segredo! Uhul! Eu sei! Eu sei!

    Sim, não estou no meu juízo perfeito, o calor me mata!

    ResponderExcluir
  17. É lendo o seu texto Erica percebi que também não aproveitei janeiro,mas temos que ver que hoje é fevereiro(já é fevereiro o.O)e temos aproveitar ele,esquecer janeiro porque já passou,tempos que aproveitar agora esse momento,cada instantes antes que passe anos e invés de falar que Janeiro passou a gente fale "nossa a vida passou e eu não vi"
    Aproveitar cada dia um de cada vez é o necessário para uma vida boa sem culpa depois.
    Beijo Erica.

    ResponderExcluir
  18. Lembro de ter lido algo parecido, aqui, quando 2009 terminava...

    Moça, moça...o futuro SEMPRE é melhor, pense nisso. ;)

    Beijos, querida.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  19. É, dói.
    Eu tb fico nostálgica quando as coisas - boas - acabam. Parece que não vai ser mais o mesmo sem aquilo.

    Bom, seja como for, fevereiro já está aí, esperando para ser vivido, o que eu pretendo fazer bem, nem que pra isso eu tenha que optar pela "tentativa e erro". Fazer o quê? Ninguém me deu nenhuma receita...

    Beijos*

    ResponderExcluir
  20. O tempo passa realmente rápido...
    Por isso, viva o hoje, seja feliz hoje, perdoe hoje...

    Assim as coisas ficam mais gostosas!

    bj

    ResponderExcluir
  21. Deixei um Oi! para você, lá no meu blogue, viu?!

    ResponderExcluir
  22. tempo, algo que sempre nos escapa por entre nossos dedos :\

    ResponderExcluir
  23. Fiz meu blog ontem e como não tenho muiito o que fuçar, me infiltrei nos blogs alheios e encontrei você, rs...
    Muito bom o blog, parabens!
    Todo fim é um inicio, o ontem, equilibra o nosso hoje, para que possamos contruir o amanhã com mais cuidado e segurança...
    To seguindo, rs.. ;*

    ResponderExcluir
  24. eu geralmente sou muito nostalgica
    .--. mas este mês eu to começando a pensar mais no ''agora'', estou ate mais com vontades que antes, de caminhar, correr, estas coisas. xD

    beijos doces . ♥

    ResponderExcluir
  25. 'Fevereiro..huhu, alegria...' Eu não sinto saudades de janeiro. Mas, Erica, viver é muito mais que respirar... !

    Beijos

    ResponderExcluir
  26. Sei demais que saudade é essa. Acabei de voltar ao trabalho, faculdade e o pior é que eu tinha um monte de planos para janeiro. Bons sabe? Ótimos, mas... Não foi pra ser, e eu tive que adaptar outras coisas. Não foi ruim, mas acabou que termina o mês sem eu sentir que fiz coisas que valeriam a pena. Enfim. Não dá pra se ter tudo na vida..

    Gosto muito daqui, acho que escreves bem demais, e sempre coisas certas, pelo menos pra mim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. ai quanto tempo!

    saudade do seu blog... ;D

    ResponderExcluir
  28. Embora já seja 6h e pouco da matina do dia 2, para mim ainda é o começo, ainda é o primeiro de fevereiro porque ainda não dormi (acho que me deito logo depois desse comentário), então pego um pouco desse clima incipiente em sua postagem, sobre a qual sinto que há algumas sensações paralelas com as que carrego frequentemente - saudade e sensações afins -, porque, ao menos no meu caso, estou sempre olhando pra trás, aliás, pra mim que não faço nem conquisto muita coisa, as coisas se completam quando penso no futuro do pretérito, onde tudo serIA diferente...

    Eu também estou tentando retribuir as visitas e retomar leitura de novos blogs... espero dar sequência. Perdoe meu sumiço tolo.

    Um beijo, até.

    ResponderExcluir
  29. Como vê, eu não dormi depois de fazer o comentário, mas durante ele... escrevi um pouco, fui deitar e só postei agora, depois desse cochilo diário... rs

    ResponderExcluir
  30. Que desabafon, hein? Eu tb me sinto um pouco culpada por ter deixado a preguiça tomar conta de mim durante boa parte de Janeiro, mas não estou triste pelo mês ter acabado, não mesmo.



    bjo.

    ResponderExcluir
  31. Oie,

    Sera que o Rô não é uma boa pessoa? kkkkkk Quem viver verá! kkkk

    Bj

    ResponderExcluir
  32. Eu adorei, sinto saudades antecipadas também, do que não acabou e de muitas outras coisas que jamais acontecerão...
    É como sofrer antecipadamente, dói muito, dói em dobro...

    ResponderExcluir
  33. Como essa moça escreve bem, também sinto saudades antecipadas.

    ps. Tô comentando rapidinho, pois estou meio sem criatividade. Me perdoa tá?

    Beijinhos Erica!!

    ResponderExcluir
  34. Verdade... eu tbm fiquei meio assim com o fim de janeiro.. tbm nem fiz as coisas que queria E precisava... mas agora é encarar fevereiro e o fim das férias.. =//
    bjusss

    ResponderExcluir
  35. hahaha, vem fevereiro! Ah, e concordo com você: viver pe renunciar a todo instante!

    ResponderExcluir
  36. E quem acha que a casa tá caindo porque Janeiro já foi, Fevereiro é ainda mais curto!

    Erica, obrigado pelos mimos e pela audiência naquela espelunca. Pensei que só bêbados, nóias de crack e estupradores em potencial entravam lá!

    Mulheres não se enquadram nesse assunto de cornos, que comentei em breve por lá. Geralmente as gurias não têm as atitudes patéticas dos homens.

    PT SAUDAÇÕES!

    ResponderExcluir
  37. Sabe, às vezes, eu tbm sinto essa coisa de que eu devia ter vivido mais....
    Tbm sinto falta de Janeiro!

    Beijos

    ResponderExcluir
  38. eu to sentindo falta de como não aproveitei tbm janeiro e deixei ele passar entre os meu dedos DD:

    ResponderExcluir
  39. oi querida! nossa, obrigada de coração por ter passado no meu blog e comentado! você não sabe o quanto significa pra mim! um beijo e mais uma vez, cada vez que eu leio aqui eu fico mais encantada! xx

    ResponderExcluir
  40. Calma, fevereiro já chegou e nem doeu!


    beijos Érica. ;*

    ResponderExcluir
  41. Fevereiro chegou e ontem eu também estava assim. Janeiro passou tão rápido, é tão estranho isso as vezes..
    Que fevereiro seja especial pra você, Poetisa.

    Um beijo.

    ResponderExcluir
  42. Rsrs'

    Pequena Érica! Esbanjando alegria em cada palavra, como sempre!

    Realmente fazia muita falta não vir lê-la aqui, comumente! >< Mas, prometo fazê-lo com mais frequência!

    Janeiro passou rápido, muito rápido... eu quem o diga. Pra quem celebrou seu aniversário em seu último "dia de vida" sabe bem como passou rápido esse bendito tempo! >< É, meu aniversário foi no dia 31 de Janeiro! (:

    Agora é fazer bonito em Fevereiro e nos demais mêses, é claro... pra eles não ficarem com ciúmes (;

    Eeei... Obrigado pelo carinho que sempre demonstra ao visitar meu espacinho! Tenho-te com muito apreço, querida Érica! (: Espero sempre poder vir aqui!

    Fica aqui os meus agrdecimentos e um beijo de Fevereiro pra você! ;*

    ResponderExcluir
  43. Quando essa nostalgia bate ;s
    Acho que por mais que os dias sejam bem aproveitados, sempre sobra uma pontiinha pequenininha de falta. Acho que é do próprio ser humano exigir demais, sentir falta sempre de algo e não perceber a simplicidade da felicidade. Beeeijos!

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?