15 janeiro 2010

Quanto tu passaste, tudo passou...

Naquela rua passaste por mim
Passaste e apagaste tudo o que um dia existiu
Passaste e arrebataste quem fui e quem eu queria ser
No esquecimento meus planos ficaram
Pretérito perfeito, mas desfalecido

Tu tornaste-se o meu futuro perfeito
Todos os meus planos passaram a estar contigo
Quero o que tu queres
E tu tudo podes fazer comigo

De submissão me cubro
Amor a tudo se submete-se, não?
Disseram-me isto certo dia
É errado, por acaso?
Porém eu te amo e a tudo que tu dizes acato

Toda errada, toda insensata tornei-me
Culpa tua, fiques certo
Antes era a dita "politicamente correta"
Contudo não condeno-te
Todo esse amor devaneado transformou-me
Mudou-me e moldou-me
Hoje sou o que sou por ti
Porque tu me fizeste assim
Apaixonada, louca de amores
Presa às suas correntes
Correntes de paixão
Correntes de submissão

(Erica Ferro)



P.s: Ei, povo! Olha quem voltou, o tal do "P.s"!
Espero que estejam bem, porque eu tô ótima, né? Linda (essa parte é mentira, mas tudo bem...) e ótima (isso é verdade).
O Divã Cor de Rosa está no ar novamente, depois de nossas férias. E amanhã é o meu dia de sentar no divã e falar um monte de besteiras. Se quiserem passar lá, cliquem aqui.
Fica meu abraço carinhoso a vocês.
Até a próxima, caros blogueiros!

40 comentários:

  1. Simplesmente amei o novo visu do blog. O antigo era lindo, mas esse ta mesmo show!
    Ah passo la sim!
    bjs

    ResponderExcluir
  2. que lindo erica estou me sentindo assim

    beijos

    ResponderExcluir
  3. Quanto tempo verbal! EHASUHESA

    ^^^Lindo érica.

    ResponderExcluir
  4. É querer. É loucura. É amor.
    Acho que nós duas estamos em uma fase completamentamente 'in love' :)

    Beijocas, frô.

    ResponderExcluir
  5. Se tudo passa... espero que você passe por aqui. E passou não foi?

    Lindo o layout. *-*

    ResponderExcluir
  6. Amor. Quantos dilemas ele nos coloca.
    Seu texto desperta uma questão interessante: até onde vale a pena irmos, ou abdicarmos de nos mesmos, ou abrirmos mão de liberdades, tudo para viver um grande amor? Vale a pena pagar qualquer preço ou não para vive-lo?

    Abraços.

    ResponderExcluir
  7. eu que acho lindo de longe, mas não aceito submeter-me. essa coisa de tornar-se frágil.. sei lá, não sei se quero, entende?
    pra mim amar é bom, mas não submeter-se às vontades do outro, entende? é aceitá-las ou dar sugestões para que sejam melhoradas. é encontrar um pouco de si no outro, ou deixar-se cravada nele.
    eeenfim... lá vai mari ficar sentimental, acho melhor parar por aqui kkk
    ficou liindo teu post.. e ainda pensaste em parar tsc tsc, ericona e suas idéias.. hauehauhe
    beeeeeeeeeeijos, queridona.

    ResponderExcluir
  8. O amor é algo mágico mesmo. E sem querer acabamos nos moldando à ele de tal forma...

    Adorei o lay, e principalmente a contente noticia que voce voltou!

    Beeeeeeeeeijo enorme Erica, adoro voce amiga blogueira s222
    ótimo final de semana!

    ResponderExcluir
  9. ahh, belo poema! xD
    PS voltou!! kakakakak... adoro seus PS!!! ^^
    bjinhusss

    ResponderExcluir
  10. Garota você esta inspirada!!!
    Que texto lindo!!!
    Fico feliz que você esta ótima!!!
    Um lindo fim de semana pra ti!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  11. Me libertei dessas tais correntes de submissão. Graças!

    Ei.. obrigada pelo carinho lá no blog, viu???

    Beijão

    ResponderExcluir
  12. tha cada vez mais lindoo seu blog erica..
    a um tempinhu atras, eol usei um poema seu no meu blog, e atendendo a pedidos, publiquei uns poemas..
    passa lah e veja oq tuh axa,pk ja deu pra perceber que vc é craque no assunto!
    bjs,Naty!

    ResponderExcluir
  13. Cara,muito lindo o poema!
    Adorei o novo lay também, não tinha visto ainda! Acho que gosto dessa cor... (será? uahsauhsaushaush)



    Beeijos!

    ResponderExcluir
  14. Obrigadaaa pela visitaaa, tb gostei do seu blog, começando pelo layout dele, eu adoro esse roxo...

    beijosssss

    ResponderExcluir
  15. Texto lindo!
    Bom final de semana pra você,
    Erica.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Blog lindo, texto lindo. Adorei :D
    Topa uma troca de links?

    :*

    ResponderExcluir
  17. esse ps foi discreto heje hein ^^

    gostei do poeminha, só não gostei dá parte de ser submissa :S, mas no geral é lindo ^^

    ResponderExcluir
  18. Eu gosto mais dos PS imensos *-* shaushaush
    O poema tá impecável, Erica *-* Lindo mesmo! É a prova viva de que o Sacudindo Palavras permanece perfeitamente incrível após uma mudança de layout!

    Um beijo ;*

    ResponderExcluir
  19. Layout tá lindo! E parabéns pelos textos, estão divinos.


    :*

    ResponderExcluir
  20. Post da Erica sem "PS" não tem o mesmo sabor. :p

    Beijos, lindona! Tudo vai ficar bem, estamos aqui, viu?

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  21. Fui lá no Divã, e me encantei com a poetisa que queria excluir o seu blog. Mas de louco (a), todos temos um pouco. E olha quem fala, a que está prestes a dizer adeus.
    Bem, antes que o mar dos sentimentos me invada, vou direto ao ponto...
    Li algo do Pe. Fábio de Melo, que dizia sobre o amor se alojar em infindos cantos, seja fazer morada ao lembrar de um aroma ou o passar numa simples rua, rs. É assim msm, lembranças que remetem-nos a memória direto, tranformando-se no mudar dos tempos verbais: passado, presente, quiçá o próprio futuro. E o amor, tão inocente, tão bobinho, sabe se defender por si só? Nunca vi, de fato. Amor é ingênuo e com a medida do tempo, adquire conhecimentos em seu baúzinho, aprendizados estes que fazem-no tornar independente, sem submissão, ou às vezes, que o deixam com inteireza e completa pureza... Enfrentando, se necessário, todos os riscos no presente. Todavia o ciclo muda, e quem somos nós para adivinhá-lo de imediato? Amor preso. Amor de cativeiro. Amor fé. Amor paixão. Amor força. Amor submisso. Amor perdido. Amor encontrado. Ah, cada um com o seu e que você, Erica, viva muito bem o teu!
    Não sou lá muito boa com despedidas, só que gostaria de dar os meus MUITO OBG, por cada letrinha que soube colocar perfeitamente nos meus textos e aquelas que colocou como a super amg que és.
    Continue esbanjando todo o seu talento, e que as suas promessas não sejam em vão, amg!
    Caminhe pela sombra, como fala a minha avó...
    A big hug of São Paulo! Beeijos e lembre-se de respirar, sempre. Rs.

    ResponderExcluir
  22. Lindo poema (como sempre)!
    Que bom que vc tá ótima, é bom se sentir assim!
    Bjooss

    ResponderExcluir
  23. Ahh meu Deuus, seus poemas tem o dom de me sadudir *-* Sinto-me sacudida de emoção com esse poema otimista. Era o que eu precisava ;D

    ResponderExcluir
  24. Você voltou mais lírica que nunca! *-*
    Conheço bem essa entrega (sem trégua)

    ResponderExcluir
  25. Que lindo! Tá lindo o novo visual do blog!!!

    Bjos no seu coração.

    ResponderExcluir
  26. Que lindo lay novo! *--*
    amei amei!

    e você arrasando nos versos com sempre né? #morrodeinveja!

    SHAUAHAUAHAUAHAUSHSU

    ResponderExcluir
  27. Que beleza, amei amei amei.

    Vou passar lá no divã mais tarde ;)

    ResponderExcluir
  28. Quanta inspiração... quanta delicadeza... tudo aqui tem cheirinho de Flor.

    Smack

    ResponderExcluir
  29. Tuas palavras foram mostrando-te a cada verso, doce e apaixonante... Porque és assim, Ericona.

    Amar é ceder, mas não é digno de submeter-se à loucura a qual nos deixa cegos e a sofrer.

    Beijos, flor!
    ;**

    ResponderExcluir
  30. Muito legal seu poema! Hum... pelo que conheço das mulheres para chegar no extremo de aceitar submissão nos dias de hoje... deve ser algo bem valioso... hehehe... xD

    Po... eu andei fazendo uns cursos... 2010 começou já muito corrido... Mas vou voltar a acessar o twitter quando der...

    eu acesso mais o blog, leio muitos posts, pena que agora tenho pouco tempo para comentar [é preciso de usar tempo pra isso, pois se eu não usar minha consciência escrevo "besteira" hehehe... xD]

    :-P

    ResponderExcluir
  31. É muito bom estar amando *---*
    Lindo poema!
    Beijos Erica :D

    ResponderExcluir
  32. @ericona apaixonada... sei não, hein! é o amor!
    lay renovado, as palavras sairam de debaixo do tapete. :)

    ResponderExcluir
  33. Cara eu queria saber escrever que nem você! Fiquei realmente lisonjeada com os seus elogios no meu blog, muito obrigada! Seus poemas são lindos!

    Sucesso!

    xx

    ResponderExcluir
  34. "Pretérito perfeito, mas desfalecido."

    Você enche meus olhos de admiração!
    Adoro ler - te. :)

    ResponderExcluir
  35. *suspiro*

    É o q os teus poemas fazem comigo. Essa coisa de ficar apaixonado é mior louca né?
    Por mais que antes vc se diga orgulhosa e independente, vc é capaz de abir mão de tudo por causa de uma pessoa. Pelo menos é assim comigo.

    Bom ver teus "p.s" de novo

    :)

    ResponderExcluir
  36. A paixão carrega tudo que vê, é um furacão que vai nos arrastando sem a gente perceber e de repente quando a gente tenta se mover, vem a surpresa. Ela nos pegou. Bá, já era 'qwiqweuiqweuiqweo² Beeeijo Beeijo

    ResponderExcluir
  37. prima adorei o novo blog tah. como senpre vc é a cara !adoro vc seja senpre a sim, minha bloguera favorita (L)

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?