02 fevereiro 2010

Poesia que vive em mim

Ah! Esses teus olhos enigmáticos,
nunca hei de os desvendar.
Sabe, ensaio frases pra te falar,
não de amor,
apenas perguntas.

Quero te conhecer,
saber do que tu tens medo,
do que faz teu coração bater acelerado,
descompassado.

Quantas paixões tiveste?
Quantas bocas beijaste?
Quantos sonhos teus por água abaixo foram?

O que tu escondes por trás dos teus olhos?
Choras à noite?
O que pensas quando acordas?

Anseio em saber do que se passa em tua mente.
Insano desejo!
Nunca hei de saber,
nem que me contes,
pois tu sempre hás de esconder algo.
Tu és poeta,
e tua poesia vive em mim.

(Erica Ferro)



P.s: Sim! Mais uma pra você, poeta. Mais uma que não lerás; e eu não sei se respiro aliviada ou se choro. Pouco importa, principalmente pra você, suponho. É "apenas mais uma de amor".
(...)
Bom, caríssimos, não pedirei desculpas pelo post dedicado mais uma vez pr'aquele que vive arranhando minha mente, pois, infelizmente ou felizmente, aqui é o lugar dos meus desabafos e das minhas "externações"; afinal é melhor externar aqui o que pulsa em mim do que me internar, não é? (hehehe...).
Sei que canso vocês com o meu pseudo-poetizar, mas sou assim e não posso me desculpar por ser Erica Ferro.
Um abraço da blogueira louca, pseudo-poetisa.

61 comentários:

  1. linda poesia.
    ah sempre, quem gosta das poesias em que tu posta dos teus poetas. e ate mesmo os teus textos, que tu escreve em forma de poesia, em que torna eles maravilhosos :*

    ResponderExcluir
  2. Lindo, lindo!!! Fiquei sem palavras. Você deve gostar muito desse poeta. ;)

    ResponderExcluir
  3. que bom ler voce...
    aproveito para te desejar um dia feliz.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  4. Composição de Lugar

    Não caibo nesta tarde que me desfolhas
    sobre o coração. Renovam-se-me sob os passos
    todos os caminhos e o dia é uma página que lida
    e soletrada descubro inatingível como o vento a rua e a vida
    As mesmas mãos que antes desfraldavam
    domésticas insígnias abaixo dos beirais
    emprestam novos pássaros às árvores
    Pétala a pétala chego à corola desta minha hora
    Roubo meu sera qualquer outro tempo
    não há em mim memória de alguma morte
    em nenhum outro lugar me edifiquei
    Arredondas à minha volta os lábios para me dizer
    recuo de repente àquele princípio que em tua boca tive
    Eu sei que só tu sabes o meu nome
    tentar sabê-lo foi afinal o única
    esforço importante da minha vida
    Sinto-me olhado e não tenho mais ser
    que ser visto por ti. Há no meu ombro lugar
    para o teu cansaço e a minha altura é para ser medida
    palmo a palmo pela tua mão ferida


    Ruy Belo

    ResponderExcluir
  5. Eriquinha!!

    Você consegue mostrar o verdadeiro sentido das palavras...
    traz a delicadeza e a magia de uma verdadeira poesia!!!


    Adoro!!!

    Um beijo enorme e Parabéns!!!

    ResponderExcluir
  6. linda poesia.
    comecei meu dia bem

    beijo
    ;@

    ResponderExcluir
  7. Que nada, cansa nem um pouquinho. O blog é tua entensão mesmo, só poderia existir um pouco do teu coração.

    Beijos e achei lindo!

    ResponderExcluir
  8. Realmente o amor sempre nos leva a mais e mais perguntas e principalmente em mentes,onde existem mistos de sentimentos e sensações [a mente de um poeta]...

    ResponderExcluir
  9. A beleza no teu blog é ver tua sinceridade...
    É fabuloso ter um local onde podemos desabafar de alguma forma...
    Tu escreves muito bem...
    E vou continuar a ler cada post seu e tentar entender o que se passa contigo...
    Apesar de não ser fácil...
    Mas tenho tentado...
    E preciso dizer algo...
    Como você escreve esses lindos poemas?
    Porque eu sou um zero a esquerda quanto a poemas e rimas...
    Acho que a poesia que me falta encontro aqui...
    Nem preciso dizer que amei, né?
    Mas...
    Acho que repetir não faz mal...
    Amei teu poema dona Erica!!!
    E como esse comentário ficou grande!!!
    Kkkkk...
    Acho que vou parar por aqui...

    Bjs

    ResponderExcluir
  10. Érica,
    Belo poema! Parabéns!
    Já senti isso, este impulso, este desejo de ter, de conhecer... mas... algumas coisas foram feitas para ficarem assim, nos envolvendo e encantando... nem tudo conseguimos entender, né?!
    E eu acho que você não tem que pedir desculpas por nada! Você se expressa muito bem e aqui é o seu canto, sua casa.
    E gosto de vir te ler!
    Beijos

    http://meninamisteriosa.wordpress.com/
    http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Tu és poeta e tua poesia vive em mim. Que bonito, que bonito!
    Tua poesia tem melhorado a cada passo, sempre uma melhor que a outra! Parabéns e um beijo.

    ResponderExcluir
  12. Me lembrei daquela música do Lulu
    'Eu gosto tanto de você que até prefiro esconder'

    ResponderExcluir
  13. Poooxa,Ericaa! *_*

    Que versos lindos estes que escreveste. Quando leio algo desse nível sinto até uma vontade de escrever, tal como uma inspiração.

    Tanto amor não deveria ficar sendo guardado aqui para nós... que tal mostrá-lo para seu amado?

    ;*

    ResponderExcluir
  14. Hey, menina, para com essa história de cansar a gente, viu? Seus versos e textos sempre me fazem suspirar...
    Esse está mais que ótimo, dá até vontade de enviar pra uma certa pessoa - ok, deixa pra lá, é passado!

    Enfim, e esse poeta, hein? Espero que vc já tenha mostrado algum desses teus poemas a ele. Se ele te rejeitar depois disso, terei certeza de que é louco e que, ele sim, merece ser internado.
    Quanto a ti, pode externar o que quiser, quando quiser!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  15. Ahhh denovo esse poeta Erica?bele já tô me acostumando com ele kkkkkk
    Aii se eles lesse seus versos aposto que seria um louco se rejeitasse.São belos e sinceros.
    "Tu és poeta,e tua poesia vive em mim" perfeito.
    Beijo

    ResponderExcluir
  16. o espaço é seu Ericona!!! gosto muito do seu espaço!!! Gosto muito das suas poesias... mas não gosto do poeta tanto quanto você... hauahauahau

    definitivamente...

    :)

    :P

    ResponderExcluir
  17. Como é preciso dedicar esboços a um poeta!

    ResponderExcluir
  18. Que lindo *-* Poesia, é um mistério, é linda. Ainda mais essa, sério! :D
    Eiei, te linkei! :B

    ResponderExcluir
  19. ah cara, nun pensa assim!
    Pensa que quando vc desabafa, milhões de amigos seus sabem do que você ta passando. São milhões de conselhos que dentre eles pode se achar pelo menos uma saida!
    Acredito que o poeta aí deve saber do que se passa, caso contrário, os poemas dedicados a ele pode se perpetuar!

    Bejão do amigo doido varrido James. Se cuidaa!

    ResponderExcluir
  20. Lindo poema, Érica... Lindo mesmo...
    Tenho a impressão de nunca ter entrado no teu blog antes... Quanto tempo perdido o.o'
    Gostei muito... fora do padrão a tua escrita, chegando a ser até meio angustiante no "p.s."... (Isso, pra mim, é um grande elogio ;D)

    Ah, sobre não passar... É que, não passando em SP, fico em Porto Alegre mesmo, cidade onde mora meus amigos e minha namorada ^^ Mas vai saber, né? Aquela velha história de razão versus emoção xD

    Anyway, adorei o blog e prometo dar uma passada sempre que der ^^

    Beijos

    ResponderExcluir
  21. A poesia possui muitas moradas, mas dentro da gente é onde ela melhor se acolhe.

    ResponderExcluir
  22. hehe, aquele texto é baseado nas ideias dele que sem duvida, deixaram um legado em mim, rs!
    obg pelas inúmeras visitas Ericona!

    ResponderExcluir
  23. eu não canso nem um pouco de poesias de amor, pelo contrário, adoro!! e a sua, mais uma vez, ficou perfeita...
    e vc tá certa, temos que falar daquilo que sentimos e gostamos em nossos blogs.. xD
    bjinn

    ResponderExcluir
  24. Olha só, está de layout novo no blog.

    Ficou muito lindo, gostei.

    Quanto tempo neh. Bom, estou voltando aos poucos, obrigado pela visita viu.

    bjos

    ResponderExcluir
  25. A verdade é que todos, ou pelo menos a maioria de nos gostamos de enigmas, dificuldades, mistérios. Mesmo não admitindo, aquilo muito simples parece-me não ter graça. Linda poesia. Por trás de lindos olhos sempre procuramos mistérios e questões que nos roubam o sono e habitam nossos sonhos.
    Beijos, Mel

    Obs.: Eu que agradeço sua visita! :)

    ResponderExcluir
  26. Bela poesia Erica!
    Acho que vc deveria arrumar um jeito desse seu poeta ler o que escreve para ele..

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Me apetece falar que essa poetisa é tão encantadora com seus escritos que não me importa a inspiração, pois quando os divide conosco, passa a ser sentimento nosso também.

    Eu gosto de acompanhar essa "pseudo-saga-de-poemas-de-amor"!

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  28. Ah, estes poetas, eu os conheço bem, Erica. Mas, porque você acha que ele não lê? Deve ler, sim. Só não fala.

    Beijo

    ResponderExcluir
  29. Meu Deus, suas poesias são... não tenho nem mesmo palavras para dizer, acho q espetacular, sem puxar saco, cada uma me impressiona mais q a outra, forte abraço.

    ResponderExcluir
  30. existem coisas que é melhor a gente não ficar sabendo, e mesmo que saibamos talvez não é para ser compreendida!

    cada dia melhor!
    ^^

    beijos, flor!
    =*

    ResponderExcluir
  31. Que lindo!!

    Não precisa se desculpar.. Qdo amamos alguém, respiramos, pensamos e vivemos esse amor a cada momento!

    Eu não quero saber qtas bocas beijou.. mas qdo beijará a sua?! rs

    bjs

    ResponderExcluir
  32. ew lelê... o drama do msn... eu fico querendo rir, mas deve ser dificil, agoniante. Bom, espero que você crie coragem! seja mais cara de pau, menina. rs Beijos!

    ResponderExcluir
  33. belissimo desabafo érica.. mas fiquei na dúvida.. amor platonico? ou mensagem para seu eu lirico? - talvez as duas coisas rs

    bjs

    ResponderExcluir
  34. Linda, mas ela ja conseguiu falar Carol tb rs

    bj

    ResponderExcluir
  35. Que delicia! É exatamente como eu me sinto, e NEM PENSE em se desculpar de novo! Afinal precisamos despejar aquilo que sentimos pra tdo ficar mais leve e ser mais suportável viver .

    Beijoo

    ResponderExcluir
  36. Ericona, por que ele não lê? Será que não lê, mesmo?

    Um desperdício, isso...

    Beijo, querida!

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  37. esses teu poema é de desbravar sentimentos e emoções quem assim se permitir é uma alma nua pronta para ser devorada

    ResponderExcluir
  38. Não se desculpe, apenas escreva :)
    Isso também faz o meu coração aliviar quando crio um poema,ou simplesmente escrevo um conto :D
    Ah, taambém já tive alguém que me inspirava em poemas; aliás,ele foi o maior motivo por eu ter começado a escrever xD
    Looonga história.
    -
    Anyway, ameeeeeeei *_*

    beeijos;

    ResponderExcluir
  39. Que isso ...LINDO LINDO LINDO !!
    SEmpre quis ter o dom de escrever poesias..porém nunca consegui produzir ao menos um, acredita ??
    Quem eh esse poeta que tanto mexe contigo ? É um tipo de paixão platônicaa ?? SEi exatamente como se sente...a minha vida inteira foi marcada por paixões como essas. ADORO!!

    e obrigada por sempre acompanhar meus posts, me motiva muito!!

    umm ótimo restinho de semana!!
    beijoo!

    ResponderExcluir
  40. Caaaara, você não cansa de escrever tão lindo, tão profundo, tocante?
    Que tudo! Essa poesia tá perfeita!
    A ânsia de querer saber dos desejos. Como isso me dói as vezes, pensar no que já aconteceu na vida de alguém e lembrar que nunca vou saber, mas pensar nisso é tão enlouquecedor! Nossa, adorei! Beeeijos na Alma!

    ResponderExcluir
  41. Ai, esse poeta ainda te mata, Erica :// O poema ficou impecável! Aquela parte dos olhos enigmáticos teve tudo a ver *-* Confesso que não curto poemas, mas tem uns que eu me identifico muito e que valem muito a pena! Como os seus!

    Um beijo ;*

    ResponderExcluir
  42. Érica...

    volto a te perguntar...

    queres mesmo, 'de verdade' saber as respostas para estas tuas perguntas, ou é melhor que a doçura, o instigante quê de mistério e a magia do 'não saber' deem um toque todo especial nos teus dias, hein meninona?
    Pensa bem...
    É tênue o fio que vejo por aqui, me entendes, não é? rs

    De qualquer forma, estou com a Déia, e interessa-ma saber quando é que o nobre cavalheiro vai estar beijando a TUA boca...corespondendo a esse amor que já não cabe mais em si de tão grande!!!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  43. Você escreve tão bem, mas tão bem.. Lindo.
    E que bom que vc gosta do meu jeitinho de escrever *-* haha
    Beijossss

    ResponderExcluir
  44. e a tal poesia (no gênero masculino kk) não fica bem clara na nossa mente. ora rima, ora não. e a gente vive cheia de perguntas sem resposta, não é?
    e eu adoro tua poesia, mesmo assim.
    sabes que sou uma fã incondicional, não é? hehe
    bjo grande;

    ResponderExcluir
  45. Não sei com não morro desidratada na tpm com esses textos de vocês.

    ResponderExcluir
  46. Olá,

    Acho q essa é a primeira vez q comento aqui...vim te convidar a participar da promoção de aniversário do meu blog.estou sorteado uns miminhos.
    Aguardo sua visita ok?

    http://patyfortunato.blogspot.com/2010/02/promocao-de-aniversario-do-blog.html

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  47. Ah, que linda poesia *-* me encantei :)
    Beijos Erica :*

    ResponderExcluir
  48. Poesia linda, dona Erica.
    E saber que voce pensou em desistir do blog !
    Ah, eu realmente espero que esse "poeta" mereça uma sacudidora de palavras como você.
    E, existindo ou não, as poesias dedicadas a ele são maravilhosas ♥

    Beijos pra ti :*

    ResponderExcluir
  49. Pois é né? Na blogsfera sempre encontramos pessoas vivendo situações parecidas ! As vezes dói, mas sempre passa .
    Beijoo ;*

    ResponderExcluir
  50. Você está certíssima. O blog é feito para exteriorizar ideias, sentimentos, e tudo mais que vier. Adorei! Beijos

    ResponderExcluir
  51. OLá?
    tudo bem com vc
    assim espero que tudo..
    passei por aquei e gostei ´seu blogsite esta muito lindo e com assuntos muito legais e interessantes
    espero trocar idéias pode ser?
    se puder vai lá no meu painel e copia o meu MSN e me adciona assim poderemos trocar idéias ok
    apartir de hoje vou ser seguidor de seu blogsite ok
    te aguardo
    bjs!!
    Will

    ResponderExcluir
  52. já havia lido, mas foi bom reler... sempre bom reler versos de qualidade

    ResponderExcluir
  53. Existe forma mais bonita de amor?
    Eu acho que não...

    ResponderExcluir
  54. Ola, achei seu blog.. gostei e estou seguindo! me segue??
    Quando puder, passa la! beijos

    ResponderExcluir
  55. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  56. oi Erica , adoro seu espaço e seus desabafos, por isso não creio que você tenha porque pedir desculpas se no final só que encontramos aqui são lindas mesangens. Ah espero que seu poeta se toque logo, pois todos nós sabemos o tamanho dos sentimento que você por ele ^^

    ah creio que já viu que tem um selinho pra ti lá no meu blog Selo

    ResponderExcluir
  57. Desculpar-se?
    Por amar?
    Por ser sincera?
    Por desabafar o que vai em teu coração?
    Por me encantar com tão belas palavras?

    Eu é que agradeço por ter lido tão bela poesia.

    Obrigada

    ResponderExcluir
  58. Muito bom o teu blog :D
    Adorei
    Ah! Gostei da Poesia
    Beeijoo :*

    ResponderExcluir
  59. Acho que deve-se externar sempre o que se passa por dentro. Ainda mais se vc passa-las PRA NOS por forma de poesia *.* Ameiii ler isso e 'o poeta' deve ser realmente muito sortudo.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?