18 fevereiro 2010

No silêncio nos ouvimos

Hoje eu preciso me falar,
por isso cale-se.
Não veja meu ato como rispidez,
apenas cale-se sem maiores reclamações.

Preciso me ouvir,
escutar a melodia que dizem emanar de mim.
Preciso me olhar,
enxergar os defeitos e solucioná-los, enfim.

Não quero aplausos.
Não quero tapinhas nas costas.
Não quero holofotes.
Não quero câmeras.
Não quero reconhecimento alheio.

Eu só anseio hoje, mais do que nunca, me reconhecer;
pois, quando a tempestade chegar, as ruas ficarem vazias, eu estarei na calçada,
sentada, a chuva batendo em minha pele e alegria pulsando em minhas veias.
Estarei sozinha, mas a minha presença bastará,
pois eu não precisarei de que ninguém confirme o que sou;
eu serei clara o suficiente pra mim.

Hoje...
Ah, hoje eu só quero me ouvir!

(Erica Ferro)


P.s: Oh Deus! Quantos séculos não venho aqui? Duas semanas, ou quase isso; muito tempo mesmo. Acho que foi o maior afastamento de todos. Primeiro, vou confessar, eu tenho tentado fugir do assunto principal que me leva a escrever, talvez porque ele não tenha futuro e só me faça devanear sobre ele. E devido a isso, tenho me escondido das palavras, tenha temido o ato de escrever pra não revelar coisas que eu sei bem, mas insisto em esquecer.
Segundo, quando pensava em dar o ar da graça aqui no blog, a internet, simplesmente, deixa de funcionar. Isso aconteceu na sexta passada, a danada só voltou a funcionar ontem, mas ontem o entusiasmo pela volta dela foi tão grande, que não tive como escrever nada.
Há tempos que não leio as atualizações dos meus "seguidos", e será impossível ler todas que perdi por esses dias. Por isso, comecei a responder os comentários do post anterior, mas não deu pra responder tudo hoje, afinal eu queria postar aqui; mas amanhã continuo. E claro, pouco a pouco, volto a acompanhar os blogs que sigo.
Estou muito feliz de ter voltado aqui, viu?
Quando eu começo a ler os posts de vocês, eu penso: "Oh Deus, não posso ficar longe da blogosfera. Esse povo é fantástico!". E por favor, não vejam isso como bajulação, certo? É que, poxa, muitos de vocês escrevem como verdadeiros escritores.
Amo muito tudo isso! (risos)
Um abraço forte da @ericona.

55 comentários:

  1. Ferro voltou! E em grande estilo! E eu sou a primeira a comentar! Uhuuul!


    Ótimo, Ferro! Precisamos tirar tempo para nós mesmos às vezes, sem se importar com os outros. Devemos nos satisfazer conosco antes de satisfazer os outros...


    Beijoo

    ResponderExcluir
  2. Hum, esse post fez-me pensar, sobre aquela minha questão interior, a do "afastamento". Vei-o-me à cabeça que, talvez, também eu estivesse a tentar fugir às palavras, não pelo mesmo motivo que tu (e confesso que fiquei preocupada em ler esse P.S...)mas pelo tédio em que andava a minha vida naqueles dias em que não postei...

    Já quanto ao poema que postaste acho que é normal nós termos aquelas "fases" de auto-análise, em mim essas são frequentes... xP

    Beijoo :*

    Amo-teee hehe x)

    ResponderExcluir
  3. Eu preciso me ouvir...
    Parece que o que tu escreveste caiu como uma luva...
    Precisava ler isso...
    Obrigada dona Erica!!!

    Bjs

    P.S.: Também estava sentindo falta de você por aqui... Vê se não some!!!

    ResponderExcluir
  4. caramba, muito tempo, hein? gostei de vc ter mudado um pouco de assunto. é bom 'respirar' outros ars de vez em quando. dá um cala boca em todo mundo e escute o que emana de você! o/
    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Erica meu bem!
    Amei teu texto!
    Tão bonito, tão você!

    Destaco um trecho do que escreveu.

    "É que, poxa, muitos de vocês escrevem como verdadeiros escritores".

    Achei isso belo! E não é para bajular, haha! Mas você está incluída.

    Beijos pra ti!

    ResponderExcluir
  6. O silêncio nada mais é que a nossa essência, quando falamos podemos ser de diferentes formas: doce, autoritário. podemos ser o que a outra pessoa espera de nós; eu diria que quando falamos muito, somos meio falsos... vou explicar: muitas vezes sentimos uma coisa e com palavras expressamos outra. Mesmo o silêncio me assustando um pouco, é nele que eu me encontro.

    Amiga, adorei o texto.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, Érica!

    Encontrar-se é TUDO!!!

    Beijos e mais beijos, 'sem bajulação'...rsrs

    Teu poema tá digno da tua volta, amiga.
    Sinto sua falta.

    ResponderExcluir
  8. Que bom que voltou!!!

    E quanta inspiração!!!

    Adorei flor!!

    beijos e bom final de semana

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto, muito lindo e acho que é disso que eu preciso hoje. E quanto fugir de escrever o que exatamente se sente, devo concordar que às vezes é o melhor a se fazer mesmo, mas sempre se permita a contar de alguma forma a sua verdade.
    Beijos.
    PS. Senti sua falta.

    ResponderExcluir
  10. Fiquei feliz de voce ter voltado!
    E com a corda toda!

    Olha, voce merece aplausos, sim!
    Por esse poema lindo!
    E calei-me para oubi-lo ;)

    Beijo!

    ResponderExcluir
  11. Ai, que linda, eu sinto a mesma coisa quando fico longe, hahaha
    E adorei seu escrito.

    ResponderExcluir
  12. Todo mundo precisa de um tempo mesmo pra pensar sobre algo em especial ou sobre tudo. É bom mesmo, tirar um tempo pra se ouvir e botar tudo no lugar.



    bjo.

    ResponderExcluir
  13. Bom, sem comentários, já não tenho mais palavras para elogiar o que vc escreve. Eu só posso dizer que dom e talento é realmente uma coisa que não se discute e que ninguém, eu disse ninguém, pode tirar de vc. Parabéns pelo talento, um grande abraço!!!

    ResponderExcluir
  14. Adorei!!
    Tem mesmo momentos em que precisamos nos escutar melhor.
    Que bom que voltou!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  15. Sabe que escrever sempre me fez bem, também, florzinha? Eu acho que é uma excelente forma de extravasar, e de "gastar" o assunto, além de ajudar a entender o que se passa com a gente.

    Escreve, sim. Ainda que decida não publicar, escreve. Faz bem pra alma, alivia. ;)

    Beijo grande.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  16. Também acho que esse foi um dos seus maiores afastamentos.
    Saudades de teus versos.
    Preciso aprender tb a me calar para ouvir mais à mim.

    Beeeeijos flor ótimo final de semana =)

    ResponderExcluir
  17. O bom é que volta né? Tudo na mais perfeita dicotomia proporcional... rsrs.

    Beijos e muito obrigada pelo teu carinho, és mesmo uma querida!

    :**

    ResponderExcluir
  18. Muito boito, sério! haha É sempre bom a gente ficar sem fazer nada e realmente, nos escutar *-*

    ResponderExcluir
  19. Ownnn mas minha Ericona é mesmo uma fofa! *-*

    Texto mais lindoooo


    Beijocas e bom final de semana

    ResponderExcluir
  20. ah, adorei o poema!!!
    entendo... pois é, eu estava mesmo era curtindo a folga do carnaval e meio sem o que postar, mas agora já estou com idéias acumuladas.. engraçado, né?
    mas mesmo não postando, sempre vejo os outros blogs, pq não dá mesmo pra ficar longe... xD
    bjinhus!

    ResponderExcluir
  21. Escute com carinho Poetisa.
    Isso é muito bom! :)

    ResponderExcluir
  22. Arrasou no poema , Erica! Ficou ótimo! E o final? Ótimo!

    Tava na hora de voltar, né mulher? Confesso que seu blog é meu xodó ♥

    Mil beijos ;*

    ResponderExcluir
  23. Ah, o silÊncio sempre nos ajuda!
    Adoro escrever também..Escrever é meu refúgio e me faz bem.

    Adoro seus "P.S"..kkk..

    Beijos

    ResponderExcluir
  24. Que bom que voltou, senti falta dos seus poemas, seus textos.. Voltou com tudo ainda por cima hauahua, adorei erica. Beijos

    ResponderExcluir
  25. Eu parei para ouvif minha voz interna, não ouví nada, então fiquei em silêncio... comecei a ouvir uma voz sussurando algo, mas não dava para entender. Então mergulhei profundamente em mim e ouví meu eu interior dizendo: "Meu, pára de encher o meu saco p@#$!!! E daí que o papai noel não existe... que se dane, você não tem mais nada com que se preocupar não?" (obs: essa historia é pura ficção, qualquer semelhança é mera coincidência). (Eu não estou aguentando ser reflexivo hoje) haha. Bj t+

    ResponderExcluir
  26. A gente precisa mesmo de silêncio para dizer, e, tantas vezes, do nosso próprio silêncio...

    ResponderExcluir
  27. Ahh pois sim. Escute-se, você vai ver que só vai ouvir coisa boa ^^
    É uma confusão, realmente sacode tudo dentro da gente uahsuahsuhasuhas mas mesmo que sejam poucos, são os momentos felizes que fazer tudo ficar mais colorido e valer a pena ^^
    Obrigado por visitar!
    :*

    ResponderExcluir
  28. own céus. você consegue ser tão fofa *-* - e não, também não é bajulação, é verdade! hueheueheueheueheue.

    Gostei muito do seu texto. Ficou muito bom , mesmo.

    um beijo e um queijo ;@

    ResponderExcluir
  29. Se precisa falar, fale....grite, se exponha...
    se o assunto não vale mais a pena, mude, troque...
    Mas não nos abandone nunca!!

    bjkas

    ResponderExcluir
  30. É sempre bom estarmos perto do que queremos perto da gente.
    Cadinho RoCo

    ResponderExcluir
  31. Oun, Erica! Ouvir a voz que temos é divino. Só é necessário saber o caminho para encontrá-la, aquele que - muitas vezes - é para nós difícil. Mas se a tivermos em mente, como um eco que ecoa do coração, tempestade nenhuma nos fará ao solo tocar... Como vc disse: a alegria irá nos inundar. *-*
    Ah, estava com saudades daqui e de tudo... Enfim, brinquei de esconde-esconde cmg mesma. Por que vivo fazendo isso, ein? Rs. ):
    Agora quero encontrar-me também, e rir dos meus erros, para concordar com o Gil Vicente: que rindo é que se corrigem os defeitos. (Viajei).
    Enfim, repito o de sempre, parabéns pela poesia e venha sempre nos comunicar, por meio dos teus doces versos! :D
    Um bjo!

    ResponderExcluir
  32. Sua presença já imprescindível por aqui. Bjos Ótimo domingo

    ResponderExcluir
  33. ah... como eu queria ser clara o suficiente, ao menos pra mim );
    *--*

    ResponderExcluir
  34. Aêe, dona Erica!
    A gente também fica muito feliz por você ter voltado. A blogosfera não é a mesma sem os teus poemas/textos. Sério.

    E, meu Deus, como eu preciso olhar pra mim também! De vez em quando eu me vejo tão agoniada com o que está acontecendo aí por fora que esqueço de olhar o que está dentro...

    Como estou? Ótima, naquela moleza de férias, haushaush

    Beijo*

    ResponderExcluir
  35. Eu texto me soou familiar... há tempos que procuro me ver, falar comigo mesma, entender exatamente quem sou. E essa é a mais difícil das tarefas.
    Mas é como vc disse, no final estaremos sozinhos, e é bom que nessa hora isso nos baste!
    Não se desulpe pela falta.. eu entendo bem disso. Fiquei fora tbm não é? O importante é não deixar a blogosfera!
    Um abraço ^^

    ResponderExcluir
  36. Todos precisamos de um tempo só nosso, para melhor nos conhecermos.
    Que bom que voltou!
    Beijos Erica

    ResponderExcluir
  37. acho que todos nós precisamos nos afastar um pouco. pensar em si mesmo vez ou outra não é ruim xD
    bem vinda da volta!

    ResponderExcluir
  38. Acho que auto-conhecimento e amor próprio são super importantes. Justamente pra quando você tiver que ficar só com você, não achar que é pouco. Nós nunca somos pouco pra nós mesmos, fomos feito na medida pra nós. Os outros são outra estória.

    E quando a sua futura coluna no Globo, será lindo sim. Mas principalmente pra nós que vamos te ler todos os dias haha
    :*

    ResponderExcluir
  39. Ficar sozinho pode ser tão bom...
    =/ Eu adoro

    Beeijos erikinha *-*

    ResponderExcluir
  40. Erica, te linkei no Pirulito, se tiver alguma coisa contra, se manifesta lá!
    beijos
    Sofia.

    ResponderExcluir
  41. O silencio é mais importante.

    èrica, sobre tentar fugir do ato de escrever com o argumento "assunto", isso nao me convence... vc escreve tao bem, me parece tao matura... que tal propor temas... ou reiventar sua inspiração..

    bju fique bem

    ResponderExcluir
  42. Como a Jana disse: "é bom respirar outros ares". Ao menos escutaste a ti mesma e deixou fluir todas as palavras que pudessem descrever esse seu momento.

    É bom te ler, Ericona. Gostei de "ouvir" a tua voz interior gritante!

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  43. Volta logo, poxa! Seus comentários são preciosos =)
    Hehhe..
    belo texto moça
    fica com Deus e boa sorte na reestruturação das atts.. ahuahauh
    beeijo!

    ResponderExcluir
  44. É tão dificil parar um pouco e escutar apenas a gente mesmo.
    Que bom que voltou hehhe.Senti sua falta ^^)
    Minhas costas estão doendo agora pelo seu abraço forte kkk
    Bjo,bom começo de semana

    ResponderExcluir
  45. E pra variar, suas poesias sempre me deixando maravilhada, né?

    amei... e realmente fazia um tempo.
    HSUAHAUAHAUS

    ResponderExcluir
  46. Erica, Erica que texto lindo!! Como é importante nos saber, né? E sempre há algo ainda que precisaremos aprender...

    beijos

    ResponderExcluir
  47. Meu Deus que coisa LINDA! você escreve muito bem, e tem toda razão nestas palavras, devemos sempre ter um momento só nosso, um tempo para nós

    ResponderExcluir
  48. Carambaa, li esse texto como se fosse meu (só que mto melhor na forma de escrever), vc conseguiu expressar td que eu ando sentindo. Definitivamente, vc tem o dom de passar exatamente aquilo que a gnt pensa.
    Tbm tô voltando, ando com mtas saudades da blogosfera e das suas palavras. Seu blog me coloca pra cima em qualquer situação.
    Bjooss

    ResponderExcluir
  49. aah obg pelo elogio (: e pela visita também, claro. Nossa, eu me queimei toda do lado direito nesse carnaval, a até hoje tá mais escuro kkkkkkk'
    até mais :*

    ResponderExcluir
  50. Hmm... às vezes? Eu diria que quase sempre precisamos de um silêncio pra ouvirmos só nós mesmos!



    Saudade de ler esse seu blogão, viu, srta...
    Como sempre, ótimos textos (:


    :*

    ResponderExcluir
  51. Ah, como te entendo!
    Tantas vezes quero e preciso do silêncio. E nem sempre nos respeitam por não entenderem, né?!
    Quanto a escrever, faça isso, sempre! Eu costumo citar Buk e dizer que é o que me mantém um pouco mais sã!
    Saudades de ti,
    Beijos

    p.s.: você pode até fugir, enquanto não estiver preparada; mas, no fundo, você sabe!

    http://meninamisteriosa.wordpress.com/
    http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  52. tbm faz um tempo que eu não vinha a blogosfera, esse texto foi um presente. OBG Erica Ferro ^^

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?