13 agosto 2009

Um comprimido para descomprimir...

E o meu corpo se sente fraco e dolorido. E a dor aperta meu coração. O coração é comprimido.
Me dá um comprimido?
O mar vermelho se abriu. Estou febril.

A febre me queima. Você me vê em chamas?
Chamas que inflamam corpo e alma. A alma quer na água se refrescar.
Cadê a água? Um copo d'água e um comprimido é o que eu preciso. Seria o ideal?
A ideia do ideal é utópica. A realidade é dura, quente, cortante. Diria quase irremediável.
Quase.
Têm os comprimidos que descomprimem o que foi comprimido.
Alguém ouve meus gritos? Cadê o remédio, os comprimidos, os antídotos?
Peço socorro.
Choro.
- Chamem os bombeiros...
Emergência, emergência.
É urgente.

(...)

Demoraram demais.
O último suspiro foi dado.

(Erica Ferro)

27 comentários:

  1. nossa, muito doido esse seu post. você precisa passar menos tempo com o álcool e drogas haha brincadeira :D

    ResponderExcluir
  2. Muito legal e bem escrito! Adorei, de verdade... ;*

    ResponderExcluir
  3. Uooou... Lê-se em segundos... e dá uma sensação de estar dentro do texto.
    Vc é mara, forevermente.

    ResponderExcluir
  4. Eu te enxerguei num palco, vestida de vermelho, interpretando isso. Tu te jogava no chão e vinha um bando de bombeiros, mas anões. HAHA bjbj

    ResponderExcluir
  5. adooorei o seu blog !
    eu vim aqui antes! mas quase nunca tenho tempo de comentar :C
    e o seu outro blog tbm é mara *-*

    beijos :*

    ResponderExcluir
  6. Wow, que coisa mais... sinestésica. Poético, profundo, uma obra de arte. Me atrevo a dizer que é um dos que eu mais gostei daqui do seu blog, e olha que isso não é pouca coisa! Parabéns.


    beijos

    ResponderExcluir
  7. Um post fantástico, como sempre.

    Como eu costumo dizer, uma história triste de palavras bonitas...

    Beijo =*

    ResponderExcluir
  8. Adorei os jogos de palavras. Parabéns!
    beijos

    ResponderExcluir
  9. que loucuraaaa ericaat! e esse eu consegui ler todinho sem ser interrompida e perder completamente o fio da meada como acontece sempre!

    ResponderExcluir
  10. Érica,
    Adorei o jogo de palavras. A impressão que me passou foi de pensamentos confusos no meio de uma situação complexa. Adorei.
    Érica, tenho impressão de que você gosta mesmo dos meus textos. Acho isso ótimo, já que admiro tanto os teus.
    Acho que você tem alma de poeta. Suas poesias me lembram algo profissional, e seus textos são tão bem escritos e formados que abismam.
    Parabéns pelo seu talento, e obrigada pelos seus elogios.
    Beijos de uma fã, mas sobretudo, uma AMIGA ♥
    :*

    ResponderExcluir
  11. É um post confuso...rsrs...Mas acho que entendo perfeitamente o que você quiz dizer...Seus post's semre são bons!!!Seu blog é mara!!!

    Também costumos fazer poemas...versos e tal...Claro que a inspiração vai de cada pessoa...Mas o bom é ver nossa obra,nossos sentimentos expressos naquelas palavras sendo reconhecidos e compreendidos pelo próximo...*.*

    Lindo mesmo...*.*

    Bjus
    =*

    ResponderExcluir
  12. Que ritmo, Érica!
    Uma delícia de ler.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Ah que belezinha.
    O selinho destaque blorkutando fui eu que fiz e você tá usando. ^^'
    Achei que tinham "tirado do ar". :P

    ResponderExcluir
  14. Erica, tudo bom?
    ficou muito bonito seu texto, (eu li,tá?) gostei de verdade.
    Aah! Tem post novo lá no blog, dá uma passadinha lá?
    beijos e bom final de semana,
    Sofia

    ResponderExcluir
  15. mew,que post!
    ...tô sem palavras,é daqueles poemas que deixam a gnt hiper pensativa!
    amei,mto profundo!
    *--*

    Ps. Lay novo? Ameei!
    bjs:**

    ResponderExcluir
  16. noooossa!

    como não é novidade nem para mim e nem para você, sabe que eu A-M-E-I seu texto, haha. mesmo ele sendo pequeno se comparado aos outros. :D
    são aqueles curtos e grossos que nos fazem refletir.
    às vezes o remédio não é o que precisamos. precisamos ser amados. esse é o remédio mais precioso.

    e, sim, alcançaremos nossos sonhos. (:

    beeijos. :*

    ResponderExcluir
  17. uau, adorei essa loucura.
    fico feliz que tenha gostado do blog, brigada.
    simpatizei com aqui tbm.
    bjos

    ResponderExcluir
  18. aaaaaaaaaaaaaaaaah Erica, é incrivel como até com palavras simples e curtas você consegue ser tão.. FANTÁSTICA! amei, amei e ameeeeei *-*

    ResponderExcluir
  19. foi fundo tua imaginação. Meio doido confesso ,mas legal de se ler.

    ResponderExcluir
  20. Belo texto, adorei. Grato pela visita.

    ResponderExcluir
  21. sei que a essência não é a mesma, mas esse texto me lembrou muito a música brompton cocktail, do avenged sevenfold. com certeza foram os comprimidos. hehehehe

    você escreve extremamente bem, adorei mesmo. parabéns.

    ResponderExcluir
  22. No dia que eu tiver 1/3 do teu talento com as palavras, estuou feita!

    hahaha

    Adorei o texto, obrigada pela visita.

    Volte sempre lá no blog, sinta-se a vontade para comentar e virar seguidora.

    ;*

    [bellanogueiira.blogspot.com]

    ResponderExcluir
  23. É interessante o jeito que você transforma uma dor em uma lição. beijos

    ResponderExcluir
  24. Tá na hora de parar com as drogas... Risos.

    ResponderExcluir
  25. AH meu deus, que post mara <3 muito profundo meeeesmo, cara. quase chorei (quase?), haha.
    o blog também tá liiiindo, a-m-e-i! continue assim, amr. e nunc pare de escrever, oks?
    tô acompanhando :)
    OBS.: desculpa pela demora para voltar aqui, estou tão atarefada ultimamente ¬¬
    beijo, beijo :*

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?