04 agosto 2009

Âncora no mar...

Meu coração ficou gelado.
É, aquele que já foi tão quente e enamorado.
Não, eu não esqueci meu coração na geladeira.
Você que arrancou meu coração, colocou num baú e colocou para gelar. E gelou, pedrou, nem a erupção de um vulcão o faria descongelar. Não, não é exagero. É apenas o relato de um coração extremamente gelado, irremediavelmente gélido. O calor das tuas palavras é nada.
Tua voz doce e com traços de paixão ardente não inflama mais meu coração. Não e não.
Vai pra lá com esse teus olhos sedutores e perfurantes. Vai pra lá com essa tua boca convidativa. Eu não quero mais contato com a tua pele. Não quero mais descansar em teus braços. Não quero e não quero.
Eu quero te ver bem longe de mim. Eu quero te ver chorar, sofrer e penar por mim. Mas eu quero ver isso de longe. Porque eu poderia retirar tudo que disse a algumas linhas atrás. Quando estás longe, eu posso fingir que você não me causa arrepios, que não mexe comigo.
Posso até sentir prazer em te ver sofrer. Mas só de longe. De perto eu me derreto, eu esqueço que te odeio. Não, eu não te odeio. É que de perto eu lembro que odeio fingir te odiar. Acabo me afundando em teus braços como âncora no mar. Te amo. Acho que sempre será assim. Eu sempre hei de te amar.

(Erica Ferro)

31 comentários:

  1. Nada é pra sempre, pode até demorar a passar, mas nada será eterno. bjbj

    ResponderExcluir
  2. O amor é confuso!Como dizia o poeta " que seja eterno enquanto dure"
    bj

    ResponderExcluir
  3. és uma verdadeira poetisa.
    te linkando beijos =)

    ResponderExcluir
  4. Que lindo! Mas tão triste. Porque é que o amor tem que fazer isso connosco? =(

    Bem a única coisa que posso desejar
    é que essa história acabe bem... =)

    Beijo =*

    ResponderExcluir
  5. É por isso que amo seus textos sempre me identifico com eles.

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Me lembrou uma música do Hebert Vianna que o Cazuza também gravou:
    "(...) As vezes te odeio por quase um segundo, depois te amo mais. Teus pêlos, teu gosto, teu rosto, tudo. Tudo o que não me deixa em paz (...)"
    Adorei!
    beijos

    ResponderExcluir
  7. Ah, Érica, foi lindo e poético. Quantas reações adversas :S
    Mas tudo passa, e com toda a certeza sempre superamos - nos entregando ou nos afastando.
    Beijos e adoro seus textos :*

    ResponderExcluir
  8. 'é pra sempre enquanto durar'

    beeijas ;*

    ResponderExcluir
  9. 'eu sempre visito os blogs pra avisar o que tá acontecendo no meu blog e tal. mas hoje eu vou fazer diferente, afinal todos querem ter os seus textos lidos e compreendido. desculpa se alguma vez te enchi a paciência pedindo comentários e tal.'
    porque que o amor tede a ser melancólico... :'(
    beijos,
    Sofia

    ResponderExcluir
  10. por que amor nos faz sofrer tanto, por que alguém nos faz sofrer tanto e mesmo assim nós o amamos ?
    É porque é o AMOR, simples assim.

    ResponderExcluir
  11. Simplesmente lindoo*.*

    Retrata o que sinto..*.*

    E eu te entendo sabe...Amor é uma coisa confusa, que faz a gente fazer coisas meio que sem noção...Igual vc descreve nesse poema, que quer ele longe,pois assim pode fingir que ele não significa algo pra vc...Por que por perto vc se derrete por ele e não resiste á ele...

    Own...Você descreveu nesse poema o que eu tbm sinto...É impressionante encontrar blogueiras como vc que sentem as mesmas coisas que sinto, eu me acabdo quase sempre me vendo nesses post's...

    Amei de verdade!!!*.*

    Bjins...
    ;*

    ResponderExcluir
  12. Que lindo texto!
    Adorei teu perfil também, tão poético!
    Obg pela visita no meu blog.
    Te seguinddo!
    ;**

    ResponderExcluir
  13. Gosto de blog por isso, conhecemos uns aos outros pelo lado de dentro, pelo que temos a dizer, e pelo que realmente somos. E também te digo que pelo que conheci de você por aqui, és muuuito linda por dentro e com certeza também por fora. Você também me é muito querida!
    beijãooo

    ResponderExcluir
  14. .*. Olá!!! Passei daqui para conhecer seu lindo espaço! Se puder me fazer uma visitinha vou amar com certeza! Beijos e boa quinta! =*

    ResponderExcluir
  15. Obrigada pelo comentário ao meu blog (:
    Adorei o teu texto , também escreves muito bem .
    beijinho .

    ResponderExcluir
  16. É incrível como a gente escreve melhor durante a dor!
    Me identifiquei muito com tuas palavras.

    PS: Obrigada pela passada no meu blog, fico muito feliz quando vejp suas palavras saltitando por lá. rsrs...

    Beijos.

    ResponderExcluir
  17. Moça, tem selinho pra vc lá no meu blog!
    ;**

    ResponderExcluir
  18. "Meu coração ficou gelado. Não, eu não esqueci meu coração na geladeira." :)
    Ai, amei!! É verdade, fingimos, fazemos aquele teatro, mas no fundo o falso ódio não basta!
    Há uma linha bastante tênue entre o amor e o ódio!
    E engana-se quem pensa que o contrário do amor é o ódio... O contrário do amor é a indiferença!
    Amei o texto!

    :)

    ResponderExcluir
  19. Oii, seu blog é mto lindo e suas palavras são perfeitas vc escreve mto bem, beijos :*

    ResponderExcluir
  20. Sedutora ?!
    hehe
    Achei hiper, bj

    ResponderExcluir
  21. noooooooossa, que texto arrasador, meu! sempre acho os meus uma titica quando venho aqui, sério.

    às vezes a gente não sabe se ama ou se odeia, é difícil discernir os sentimentos...

    quando você diz 'coração congelado' eu lembro de vampiros, não sei por quê. é mais porque eu sou viciada mesmo e. D:

    ah, e quanto ao que você disse sobre Harry Potter no meu blog, a minha dica: leia. para ler HP não tem uma idade certa, não tenha vergonha de comprar e ler. não sei se você vai gostar, mas com certeza se identificará com algo. (:

    beeijos. :*

    ResponderExcluir
  22. gostei do post, vc conseguiu transmitir o que sente.

    ResponderExcluir
  23. Lindo texto...^^
    "Você arrancou meu coração, coloco num baú e coloco para gela..."
    uau

    ResponderExcluir
  24. Já li sim,Érica! o livro é apaxionante do começo ao fim.Ele está na minha estante lá no Blog!Beijãoooo

    ResponderExcluir
  25. ** "Uma atitude saudável é contagiosa, mas não espere para contagiar-se através dos outros. Seja um portador." (Bob Marley) **

    =^.^= E é com esta frase que t desejo um ótimo final de semana!!!! Bjo bjo, querida amiga!!! ;***

    Adorei "de perto eu me derreto, eu esqueço que te odeio" ... lindoo

    ResponderExcluir
  26. Se esse amor te faz mal desejo que se liberte dele.Eu sei bem como é isso.Beeijo

    ResponderExcluir
  27. Que lindo! *-* Lindo e realista. O amor é assim mesmo.
    __________________________________

    Cara, tô na página 411 e posso te dizer que é uma coleção de livros no míínimo exelente. Eu adoooro mesmo. É uma ficção que parece tão real que você viaja junto com os personagens. *-*

    Beijos,
    Bell.

    ResponderExcluir
  28. aaaaaaaaaaaaaah Erica, que mara esse seu texto: e olha, eu me identifiquei 101% com ele porque já senti isso (senti ou sinto, eu não sei!). TÁ DEEEEEEEEEEEEMAIS AMR, PARABÉEENS *-*

    ResponderExcluir

  29. Nossa, parece que foi em quem escreveu isso a uns 2 anos atrás?! Geente! Voscê deve ter seus motivos, mais saiba que tudo isso passa!

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?