27 agosto 2009

Motivo de vida...

Insana sou
Sou humana
Humanamente errada
Errada que sempre quer estar certa
Certamente indecisa
Indecisamente confusa
Confusamente apaixonada
Apaixonada por tudo o que me satisfaz
Me satisfaz o que me traz paz
Paz me dá a água que corre no mar
Mar calmo
Calmo e tranquilo céu
Céu que me enfeita a vida
Vida que não tem razão de existir
Se eu não tenho você perto de mim

(Erica Ferro)

18 comentários:

  1. *__*

    Sempre acaba com algo romântico, né senhorita Érica? Rs'

    Muito bonito essas palavras, começou com algo mais seu, e terminou com algo mais de vocês. Acho que falei meio confuso, mas é mais o menos isso.

    Tenha um ótimo final de semana!
    Beijo Doce!

    ResponderExcluir
  2. Que legal! Ficou uma brincadeira com as palavras muito interessante, adorei!

    ResponderExcluir
  3. Érica,
    Li teu comentário. Amei. E saiba que acho você uma bloggeira bem mais inteligente do que eu, muito mais poética e diferenciada. Também admiro suas palavras transparentes e seus pensamentos geniais.
    Adorei o poema. Rumou para um lado inesperado. E ser humano é, literalmente, algo muito complexo.

    Ah, eu estou enlouquecendo com essa rotina. O problema é que eu sempre comentei em TODOS os blogs, e tem gente que só tava acessando o meu pelas visitas que eu faço. Mas teu blog pra mim é prioridade.

    Te adoro e te admiro, Érica. Adoraria te conhecer pessoalmente.
    Continue sempre atenciosa assim, ok?
    Amo. ♥
    :*

    ResponderExcluir
  4. Nossa, ficou muito lindo o poema... eu adorei!! ^^
    bjusss

    ResponderExcluir
  5. Eu adoro jogos de palavras. Ficou gostoso de ler!
    beijãoo

    ResponderExcluir
  6. Não me canso de ler seus textos e poemas Érica...(Foi a segunda blogueira pra quem disse isso,mas tudo bem...Rs)Como disse o comentário anterior,ficou gostoso de ler *.*

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Érica, poetisa da blogosfera!
    O efeito que o final dos versos iniciando os sucessores proporcionou ao poema foi muito bom!
    Nunca que iria se passar pela minha mente, um final assim, foi tão tão ... fofo *-*
    "Vida que não tem razão de existir / Se eu não tenho você perto de mim"
    Sinto corações pairando ao ar e espero que eles possam se encontrar, dentre o borbulhar do amar.
    Boa sorte nessa sua caminhada do amor!
    Beeijos :*

    ResponderExcluir
  8. Ficou muito bom mesmo o post. Queria poder criar rimas assim ;p



    bjo

    ResponderExcluir
  9. Ai amiga, gostei tanto, está tão lindo, tão verdadeiro, tão meigo... *-*

    Adoro-te muito *.*
    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  10. aaaaaaaaaaaai Erica, assim você me mata com esses textos tão poéticos e românticos: MINHA POETA PREFERIDA E PONTO FINAL!
    beijos, love and love *:

    ResponderExcluir
  11. Noooooossa! Que post lindo meenina!
    Achei legal o fato de que cada verso do poema começava com a ultima palavr do verso anterior! =D
    Super romantico o final também!


    Beeijos!

    ResponderExcluir
  12. Que ENCANTO!
    Me apaixonei pelo seu canto!
    Rimou?!? =D
    Beijão menina!;***

    ResponderExcluir
  13. Que lindo! Amei ! (como sempre)
    Ei, minha fã (rsrs), tenho uma proposta para vc!
    Vc tem msn??
    Meu msn está no meu perfil!
    Eu preciso falar com vc!!
    se der me adiciona o mais rapido possivel!

    :)

    ResponderExcluir
  14. aah,amei onjogo de palavraas *--*
    como sempre,né?
    impossivel ñ gostar dos seus poeminhas pequenos,fofos e com significados imensos *--*

    Bjs:**

    ResponderExcluir
  15. Dancei junto com as palavras!!Lindo!!
    P.S: Imagina... Eu que sou sua fã!!
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Oi, Érica
    Tudo bem?
    Adorei seu texto, sabe...
    Sua forma de lhe dar com as palavras foram simples e encantadoras...
    Obrigado por passar no meu blogger
    Beijos e cuide-se

    ResponderExcluir
  17. Vou chorar...
    Tuas palavras sempre me tocam, esse teu ar romantico de escrever é demais!
    Beijos

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?