16 abril 2009

Perdi o controle remoto

Estou distante, e tão próxima.
Me levanto, me aproximo, aumento o som da TV, penso em você, deito... Não... O volume está alto, e atrapalha meus pensamentos; levanto, diminuo o volume, deito, me irrito com a TV ligada. Não, não é nada com a TV, mesmo assim a desligo. Choro, grito. E tudo isso acaba com uma queda, caio num sono, um sono cansado, profundo e impregnado de saudade de você.

(Erica Ferro)

Um comentário:

  1. Quanta indecisão, hein...

    Sei como é isso. E o pior é que demoramos, quando estamos assim, a encontrar a posição certa para dormir.

    Mas depois dormimos com a nossa companheira de todas as horas: a saudade.

    Beijo.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?