21 abril 2009

Alegria sutil;

Hoje acordei sem saber se seria um dia alegre.
Se eu faria algo útil, bonito, que me trouxesse paz e alegria.
Eu fiz...
Comi pipoca e bebi refrigerante (guaraná) com meu irmão, rimos de nossas besteiras, nossas brincadeiras.
Oh... Escuto alguém retrucar:
"Mas que coisa simples! O que tem de alegre e diferente nisso?"
Aos olhos de quem já se psicoadaptou com o amor, com a tristeza e a dor, não há nada de alegre e diferente nisso. Mas aos olhos de quem tem uma sensibilidade relevante, uma pessoa que não psicoadaptou-se com a alegria, vê nisso uma grande beleza, uma grande fonte de júbilo.
Me invadiu um contentamento após esse lanchinho com o meu irmão; e eu nem sabia especificar, dizer o porquê.
Mas não há o que dizer, só se deve sentir, rir...
A cada dia se confirma a ideia de que as pessoas não veem mais a beleza das coisas simples.
As coisas simples... As coisas simples... As coisas sutilmente belas...
As coisas que, aos olhos apressados, nem se notam. Eles não enxergam e perdem, perdem...
Perdem o melhor, o mais sutil da vida.
É uma pena.

(Erica Ferro)

6 comentários:

  1. "Não podemos viver apenas para nós mesmos. Mil fibras nos conectam com outras pessoas, e por essas fibras nossas ações vão como causas, e voltam para nós como efeitos."

    ResponderExcluir
  2. Absurdamente perfeito teu blog!!!

    ResponderExcluir
  3. e muitas vezes, as mais simples são as mais belas, que mais nos trazem boas lembranças!

    belo texto!

    ResponderExcluir
  4. Menina,
    Você está escrevendo muuuito hein!
    E é isso... Na simplicidade, encontramos as maiores e mais intensas alegrias.
    E são esses momentos que viverão pra sempre na nossa lembrança...

    Adorei!!!

    Beijo meu!

    Fabricante...

    ResponderExcluir
  5. (8)Onde você está, porque você está... as coisas são mais lindas (8)

    fala sério, arrasou.

    ResponderExcluir
  6. É o que dizem, é preciso dar valor aos momentos simples da vida pois são esses que verdadeiramente importam.

    =)

    Lindo texto =*

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?