15 janeiro 2013

Amor(dor)



Transformar a dor em riso
Riso triste, meio Diamante Negro
Meio amargo
Transformar o amor doído em brilho
Brilho dos olhos frios
Brilho quase fantasmagórico que provém da alma
Alma que chora e que ri e que ama
Ama, mas clama pra parar de amar
Porque amar dói
Dói como ferro em brasa
Dói como uma lança enfiada no coração
Coração meio insano
Coração meio indecente
Indecente é padecer de um amor não-recíproco
Porque amor não era pra doer
Quem é capaz de amar, entregue, intenso
Deveria ser amado instantaneamente, com a mesma força
Com o mesmo fogo
Porque o amor é fogo, e Camões sabia bem disso
O amor incorrespondido é um fogo que solapa sonhos
Devasta esperanças
Porque o amor incorrespondido é quase uma doença
É uma quase uma sentença
De morte
A morte da alma
De um apaixonado
De um enamorado que só queria
Um beijo dos lábios do ser amado
Que só queria amor
Um amor quentinho
Daqueles com gosto de chá das cinco
Amor com gosto de bolo de chocolate
Amor gostoso, amor que abraça
Mas se não tem amor, só tem dor
A dor corrói
Até que mata


Erica Ferro




Porque hoje resolvi poetizar, do meu jeito torto mesmo, desconexo e melodramático.
(...)
Um abraço da @ericona.
Hasta la vista!

10 comentários:

  1. Que título interessante. ^^

    Realmente o amor doí, especialmente senão for correspondido. Gostei de uma frase: "indecente é padecer de um amor não-recíproco" <3

    Camões! *----*

    ResponderExcluir
  2. Como diz a música "Com sabor de fruta mordida"... Linda sua poesia!

    ResponderExcluir
  3. Preciso dizer que adorei, Erica?
    Porque, como sempre, você arrasou na poesia! Adoro ler algo e sentir uma balançada na alma e, confesso, senti isso ao ler e me deliciar com um verdadeiro desabafo de algo tão complexo e sofrido como o amor.
    É até confortante saber que a dor é coisa do amor mesmo e não pura fraqueza do meu forte coração... <3
    Aliás, ótimo título!

    Beijos! :*

    ResponderExcluir
  4. "Amor com com gosto de bolo de chocolate"?
    Vê uma fatia para mim rs

    ResponderExcluir
  5. "Amor com gosto de bolo de chocolate"? eta amor calórico! kkkk
    eu sei bem como é essa história de amar e não ser correspondida, é uma merda enorme. Acho que todo mundo já deve ter passado por isso, e é impossivel não se identificar com seu poema. parabéns pela obra prima ^_^

    ResponderExcluir
  6. Nahim...adoro seus textos e acho que já falei isso, né? Amooooo demais poesia e adorei essa...a foto é inspiradora.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  7. Nooooooossa. Amei o poema, a imagem, tudo. *----------*

    - Vitamina de Pimenta -
    Twitter.com/LariCrazy_

    ResponderExcluir
  8. Perfeito!
    Amor só dói se não correspondido.
    Muito fiel esse texto. Adorei.
    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Oi Erica, tudo bem flor?
    Amei o seu texto e sei bem como é a sensação d amar alguém que não sente o mesmo. E sabe o que é pior? a pessoa nem tem culpa de não sentir o mesmo pela gente, ms nem por isso significa doer menos. Acho que o ideal é simplesmente reconhecer e tentar esquecer na medida do possível e ser forte. Texto mais do que lido e acho que você deveria copilá-los e colocá-los em um livro.
    Bjus,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  10. Sem fôlego mesmo, adorei essas palavras encaixadas perfeitamente .

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?