06 outubro 2011

Das coisas que não entendo

Não consigo entender pessoas que pregam uma coisa e fazem outra completamente diferente. Propagam ideias de amor-próprio, mas são elas mesmas que vivem em função dos elogios alheios. Apregoam ideologias sobre autossuficiência, mas precisam, patologicamente, de alguém para dar sentido às suas vidas monótonas. Ora, é óbvio que não se pode ser verdadeiramente feliz sozinho! Não há como, por mais que se tente. Uma hora ou outra sentimos uma enorme e sincera necessidade de compartilhar as nossas alegrias, chorar no ombro de alguém num momento de tristeza assoladora ou profunda desilusão. Então, qual a finalidade de enganar a si próprio? Por que sempre esconder a sua verdadeira face?
Não consigo enxergar a razão de ser tão difícil para alguns assumirem a sua condição humana. Vá lá, tudo bem que eu seja sentimental e tudo o mais, mas é mesmo tão árduo assim gritar por socorro, pedir colo e carinho, aceitar que se é fraco, que por vezes não consegue caminhar sozinho? Sou mesmo muito privilegiada por conseguir vomitar todas as minhas dores! Definitivamente, não suportaria esconder quem sou. Sou assim, como a água cristalina de um lago, transparente, transparente. Se eu não gosto de algo, amigo, não consigo fingir o contrário, muito menos omito o meu desgosto.

(Erica Ferro)

* * *

Ah, ENEM, estás a enlouquecer-me!
(...)
Sim, revolto-me ao constatar pela milésima vez o quanto as pessoas são contraditórias.
Ah, Erica, aceite, porque isso é ser humano! Ou não?


5 comentários:

  1. Com um verdadeiro e

    Imenso Abraço, Erica

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. Nossa adorei seu espaço, já estou seguindo.



    Blog LET ME BE.
    [Seja e deixe ser]
    Não deixe de conferir!
    http://deixa-me-ser-entao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Também não entendo muitas coisas, mas estou tentando aprender!!

    Amei o texto, já estou seguindo o seu blog...

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Na nossa mente queremos ser o que não conseguimos ser realmente, tentamos, queremos, mas não conseguimos fazer como planejamos. Um exemplo é a tão famosa dieta de toda segunda-feira. Ninguém é perfeito, não adianta. Beijo

    ResponderExcluir
  5. quando você entender faz um post explicando quem sabe assim eu também entenderei.
    Ps. estou te lendo no reader, não pense que sumi, bjs, feliz dia das crianças.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?