22 julho 2010

Amo. Sem sonhos.

Canso-me do não-ser e resolvo não querer mais nada.
Canso-me do não querer mais nada e volto a querer muito, tudo.
Canso-me das coisas improváveis da vida e perco a fé em qualquer palavra bonita.
Canso-me de viver sem nenhum tipo de crença e volto a crer no amor.

É preciso amor. Amor em suas variadas formas.
Amor em sua melhor forma: o amor despretensioso.

Você chegou num dia em que eu não queria mais nada.
Pois eu já tinha cansado de tudo que não foi.
A não-reciprocidade me sugou quase todo o meu acreditar.
Mas ainda bem que ela deixou intacta a minha capacidade de amar.
E eu voltei a querer tudo.
Voltei a querer ser a melodia da canção de alguém.

E há tempo cansei-me de novo. De novo e sempre.
Cansei de esperar retorno de qualquer coisa, da vida, eu diria.
Das coisas da vida.
Entendi que há beleza no amor despretensioso.
No amor só por amar. Sem esperar. Sem devanear.
Eu te amo sem sonhar. E isso me basta. Hoje me basta.

(Erica Ferro)

* * *

Oi, oi! Como estão?
Como viram, não demorei muito pra voltar. Tenho algumas coisas que querem sair da "cachola", mas essa de hoje era a mais urgente.
[...]
Visitem o Pensamentos Devaneantes.
Um abraço da @ericona.


57 comentários:

  1. Como já dizia Renato Russo, é preciso amar as pessoas como se não houvesse o amanhã.
    Belíssimo Erica! :)

    ResponderExcluir
  2. Ah... Ericona... na minha opinião, também esse é o melhor amor, o melhor relacionamento teórico entre pessoas, quanto mais quando prático, penso assim, pois esse tipo de raciocínio [espontâneo por natureza] é um terreno hostil para a manifestação do egoísmo.

    ResponderExcluir
  3. O amor não é tudo o que se precisa. É mais!
    Saudade daqui, Ericona!
    beijão

    ResponderExcluir
  4. Erica!
    Mais um texto que nos leva a pensar e,
    nos identificar com as coisas que escreves.
    Escreva vida, escreva amor, escreva sofrimento, escreva superação.
    Da mesma forma como tens escrito.

    Abraços!!!
    @lightbreeder

    ResponderExcluir
  5. Erica...Quanto sentimento e verdade! E nem te conto o quanto me identifiquei com suas palavras!

    No amor tudo basta, é sempre assim!

    Bjs

    ResponderExcluir
  6. Linda!!

    Vejo nessas linhas sentimentos expostos e intensos...Tú tens uma alma tão iluminada!!

    Adoro-te, beijinhos

    ResponderExcluir
  7. Que lindo, adorei! Adore mt! rsrs eu queria ter esse taleno de escrever sentimentalismo assim, sabe? Sei lá, acho q eu so presto pra comedia e terror rsrs eh isso, bjão!

    ResponderExcluir
  8. Oi menina, uma boa descoberta na net... lendo seus posts "sem cansar" =)

    ResponderExcluir
  9. Erica,
    Vim lhe conhecer pós post da Luneta.
    Belíssimo texto, tão lá no fundo que chegou no meu eu, que tá assim, meio parecido com tudo isso...
    O problema é que todos os dias me pergunto o porque e o que fazer em relação a isso também...Mas ai, também não encontro e ai passa mais um dia e outro e assim vai...
    Acho que sou egoista para o menos e carente para o mais...
    E assim vamo que vamo
    Bjs, parabens!

    ResponderExcluir
  10. É o amor mais "amor" que tem. Rs'
    O amor sincero e incondicional!

    Que versos leves, Erica! Lindo! ( =

    Fique com Deus!

    ResponderExcluir
  11. Poder viver esse amor real... é perfeito!

    bj

    ResponderExcluir
  12. Erica, meu bem.

    Assim como a fé, o amor é um "combustível" essencial.

    Não deixe de acreditar nesse sentimento tão nobre.

    Lindo te ler, minha amiga.



    Beijo doce!

    ResponderExcluir
  13. Eu ainda não aprendi amar sem sonhar, amar sem esperar retornos e acho que por isso me machuco tanto.
    Preciso aprender a me cansar disso tudo também.
    :*

    ResponderExcluir
  14. Oi

    È o "amar" sem aquele interesse sexual né? O amor puro e verdadeiro. Aquele que você quer que a pessoa seja feliz e nada mais importa.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. muito bom o texto érica.. xD e tens toda razão no que disse.. =]]

    bjinhusss

    ResponderExcluir
  16. às vezes cansa ter alguém do lado que por alguma razão não está por inteiro. mas olha, por mais que tenha dias que eu sofra, eu n troco por nada não :s rs

    beijo grande ;*

    ResponderExcluir
  17. Não podemos esperar nada, precisamos correr atrás daquilo que nos faz bem. Viver como não houvesse amanhã. O presente é bem melhor. LINDO, ERICA *-*

    xx

    ResponderExcluir
  18. Cansar é uma coisa passageira e todo mundo sofre isso. Bj

    ResponderExcluir
  19. Esse é o mais verdadeiro amor livre. COmo deve ser dificil sentir isso, pois o amor correspondido sempre esta na espera de mais, é mais egoísta.

    ResponderExcluir
  20. Erica, Há em cada verso a essência mais pura,
    Cheiro de ternura e de flores que não murcham!

    BeijooO

    ResponderExcluir
  21. Aii lindo texto. O amor livre, tranquilo, sem esperar nada mais, é incrível isso.

    =D

    ResponderExcluir
  22. Amar sem esperar nada em troca, a melhor maneira de amar diria, também um pouco difícil hm*
    Beijos

    ResponderExcluir
  23. aah, o amor :)
    não existem palavras

    ResponderExcluir
  24. A descoberta quanto ao amor despretensioso foi valiosa, Ericona. Tenha essa certeza.

    Beijos, querida! =)

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  25. O amor por si só é despretensioso, se ele pretender algo não é mais amor e sim um sentimento forjado que espera uma recompensa. Entende?

    Bom, tu sabe que esse papo sentimental não é comigo, então já não sei se me fiz entender e se tem algo a ser entendido, se não é apenas viagem minha, mas enfim, tô meio pancada hoje...

    Belo poema, Ferro!

    =]

    ResponderExcluir
  26. Acredito que quando conseguirmos praticar esse amor despretencioso,finalmente alcançamos um nível aceitável de maturidade.

    Belo texto.
    Beijo! ^^

    ResponderExcluir
  27. Lindíssimo! Esse é realmente o amor, calmo e bonito, sem cobranças. O resto que queima, atropela e voa, todo o resto é paixão.

    Beeeijo :*

    ResponderExcluir
  28. é lindo saber amar, aprender a amar na verdade é o crucial para toda a humanidade.
    beijos :*

    ResponderExcluir
  29. oi Erica =D
    a única pretensão dos amantes deve ser fazer o outro feliz.. outros tipos de pretensão, considero interesse.. bom, mas acho que qdo fazemos o bem, a gente tem que se sentir bem e esse é o pago.. se não for assim, significa que o fazemos por obrigação, logo não é de coração, logo não é amor... então, não importa se o alvo do nosso amor não retribui como esperamos, o que importa é que não sei como, mas de algum jeito somos capazes de estar em paz pq conseguimos fazer o bem sem olhar o que isso pode nos trazer em troca... o q eu quero dizer é que quem ama de verdade tem o amor por si só como fonte inegostável de bem-estar... ah n sei explicar! enfim... eu gostei do texto, vc é verdadeira em suas palavras e mostra o que é o ser humano por dentro.. bem, é o q eu acho... é o que tu disse: "a não-reciprocidade me sugou quase todo o meu acreditar, mas ainda bem que ela deixou intacta a minha capacidade de amar..."
    --
    e por favor, sonhe! esse treco de sem sonhos me incomodou.. eu sei que essa é a essência do texto, e entendi o seu ponto de vista e o que te levou a pensar assim, mas ñ vejo motivos pra ñ sonhar.. digo, ver além da realidade e lutar por isso... não se escorando em ngm... não dependendo dos outros pra que tu se sinta bem... é um pouco viajante essa história, mas funfa.. rss.. e amar sem interesse já é um sonho que vc conseguiu realizar... nem é pra qualquer um.. definitivamente..
    --
    vou postar um novo texto em breve. hehe, eu acho.

    bjssss

    ResponderExcluir
  30. "Na espera tua dor não tem balsama"

    É preciso agir...

    Tenta-ação! :D

    Beijo, Érica. Saudades de cá! ;)

    ResponderExcluir
  31. td que a gente precisa é amor mesmo, como diz um cara muito legal, rs.

    ResponderExcluir
  32. Ericona! rs
    Sinto o mesmo! Sinto-me tão cansado ultimamente... de acreditar, pensar, existir! Falta amor, calor... tanta coisa.
    Belo texto... te adoro, ser! Beijos!

    ResponderExcluir
  33. Concordo com a Seerig:
    "O amor por si só é despretensioso, se ele pretender algo não é mais amor e sim um sentimento forjado que espera uma recompensa."

    Passa a ser qualquer outro sentimento ou estará mais mesmo para invencionice de quem precisa apenas querer. Amor vai além até quando não pode acontecer. E permanece para sempre consigo, calado. Achei teu texto tão sublime e senti empatia imensa!

    Beijos, Ericona.
    :*

    ResponderExcluir
  34. Amar é viver.Ou seja, seja lá o que aconteça dentro do seu coração,ame.Sempre.Tooodos os outros sentimentos podem fugir, menos o amor :)
    -

    Beeijos :)

    ResponderExcluir
  35. Os sonhadores cansam mesmo, é tanto obstáculo. Mas se mesmo sem sonhos o amor continua firme, então tá bom. Basta mesmo.
    :*

    ResponderExcluir
  36. O amor basta, sempre bastou. Por vezes, a não-reciprocidade torna-o ainda mais belo! Beijos

    ResponderExcluir
  37. Tchan ran! Adivinha quem voltou?! Sim, uma das maiores fãs do teu jeito único de escrever, haha.

    É bom saber que não sou a única que ver beleza no amar por amar, ainda que não seja recíproco, caso de novela e coisa e tal. Às vezes acho que é exatamente isso: amar só por amar é o que todos precisam.

    Saudade de te ler. (L)

    ResponderExcluir
  38. Ah, esqueci de dizer. Apesar da mudança (mudança bem fajuta, inclusive) no nome, é a mesma Fernanda do Sopa de Entrelinhas. haha

    ResponderExcluir
  39. Essa coisa de você falar com seus leitores num tom casual depois dos textos ainda te levará além, Ferro.

    Carinho.

    ResponderExcluir
  40. Em muito belo - e verdadeiro. Afinal, “amor animi arbitrio sumitur, non ponitur”. Em uma tradução não-literal, “nós escolhemos amar, mas não podemos escolher deixar de fazê-lo”.

    BjO'ss

    ResponderExcluir
  41. O importante é amar, sem se preocupar com o amanhã, com a intensidade, com os fatos!

    Bjus Ericona!

    ResponderExcluir
  42. Concordo plenamente contigo, Erica! Também acho que o amor na prática, o amor que faz valer a pena não deve ser sonhado. Deve ser vivenciado!

    Um beijo :* Incrível o poema, ficou lindo!

    ResponderExcluir
  43. e a gente querendo tanto que o amor seja despretensioso...

    e a gente querendo tanto o amor...

    ah... esse amor...

    lindo !

    beijos

    ResponderExcluir
  44. vc andou sumida ne ?
    adorrei o texto
    passa la no meu blog tem novidade(:

    ResponderExcluir
  45. eu nunca amei sem sonhar...
    as vezes eu acho que eu amei sonhos!

    ResponderExcluir
  46. Amar sem sonhar!

    algo, que talvez em chegue a invejar.
    Talvez.

    =)

    ResponderExcluir
  47. Basta saber amar, despretenciosamente, e isso basta!
    adorei o post, bjs :*

    ResponderExcluir
  48. Amar sem esperar reciprocidade é bom e mesmo que por vezes machuque, não deixa de ser amor que, eu acho, é a cura de tudo, pra tudo.
    Lindo, lindo! xxx

    ResponderExcluir
  49. nossa, que sacudida lindas de letras aglomeradas em palavras *---*
    e PARABÉNS por ser a versão feminina de Forrest Gump , porque ele conseguiu ser tudo ao mesmo tempo sem deixar de ser ele, talvez até pela inocência . rs . amo aquele filme !
    beeijo, fique com Deus e até ;*
    firtimpression.zip.net
    betweenstars.zip.net

    ResponderExcluir
  50. Erica visite o meu blog, lá eu cito o teu blog na apresentação www.abracosbrasil.blogspot.com

    bjos e mta arte

    ResponderExcluir
  51. O amor está sempre dentro de nós - eu, você e mais algumas pessoas - e, por mais que às vezes abdicamos, enjoamos de viver a vida acreditando, eis que sempre estamos lá remexendo NELE e nos encantando denovo. Isso eu chamo de fases.

    Grande beijo! :)

    ResponderExcluir
  52. Erica, a tempos em que eu não lia nada seu, por falta de tempo posso dizer, enfim, agora li e nossa, como mudou, melhorou. Antes eu achava meio confusos seus versos, agora os entendo muito bem.
    Já cansei de tudo tantas vezes que ultimamente tenho até me cansado de me cansar, hahah, assim tenho aproveitado mais daquelas coisas que eu dizia me cansar, e tem dado certo.
    um beijo erica

    ResponderExcluir
  53. Que maravilhoso. O bom é que o amor, em nossas mentes, não morre. Deixamos de acreditar em quase tudo, mas nunca deixamos de acreditar no amor, e suas várias formas.
    Parabéns pelo blog, Érica. Ja sigo aqui :D

    ResponderExcluir
  54. Tem tanto tempo que não venho aqui... #quevergonha
    Mil desculpas Erica, mas você sabe que sou sua fã! =]

    Lindo esse texto, amei esse trechinho:

    "É preciso amor. Amor em suas variadas formas."

    Lindo, lindo!!!

    Beijos Mil,
    Dany.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?