06 dezembro 2009

Dois poetas e uma só poesia...

Foi intriga à primeira vista. Te vi e me intriguei. És deveras intrigante, tens noção?
Teus cabelos, teus olhos, teu sorriso, tuas mãos, tua voz... Tudo isso me intrigou. Você impregnou a minha mente; fez-se disco arranhado.
Há dias só tenho pensado em ti; tento procurar outros assuntos para falar com os meus amigos, mas só consigo falar de ti, do vício que você causou em mim.

Todos os dias olho a sua foto, seu sorriso encantador, seus cabelos lisos, sua pele... Não consigo me concentrar ao lembrar dos seus detalhes. Na verdade, peguei a caneta e papel pensando em fazer um poema para ti. Logo eu que não sei fazer poesia; minhas rimas são bobas e infantis. Eu queria fazer algo bonito, inteligente, que chamasse a tua atenção, que você me admirasse, que conseguisse enxergar o florescer dessa paixão insana e platônica através das minhas palavras, das minhas tolas rimas.
Queria viver uma poesia contigo, para ser mais sincera ainda. Queria te ouvir cantar canções apaixonadas, declarando o seu amor por mim, me dizendo o quanto que agora és feliz por termos um ao outro. Não queria que disseste que és completo comigo, nem te diria isso. Digamos que nós nos somaríamos e seríamos melhores, cada um com suas qualidades e valores. Formaríamos uma dupla de poetas, eu e você; mas seríamos uma só poesia.
Mas também sei que isso é uma fantasia, uma louca fantasia. Acho até que preciso de um psicólogo, psiquiatra... Coisa desse gênero.
Nós nunca nos vimos. Nunca.
Veja como a paixão nasce: de umas palavras, de uma foto e de uma voz.
Música. Sua voz é música. Sua imagem é uma miragem. Isso soou brega, eu sei. Me perdoe, meu lado romântica cheira a brega. Você me perdoa?
Olhe, toda essa loucura que lhe digo é uma tentativa de mostrar a ti o quanto hoje és importante para mim.
Eu também não quero te assustar. Você deve temer esse meu jeito louco de amar. Amar o que não se vê, amar a ideia de você. Eu formulei ideias, inventei cenários de amor.
Você não pode imaginar para os vários lugares que fomos. Sim, a praia, a praça... Sentamos na calçada da minha casa. Você envolvia a minha mão à sua, olhava-me profundamente e começava a cantar aquela canção que eu tanto gosto.
Depois beijava-me os lábios delicadamente, com toda a sua alma. Depois abraçava-me e ficávamos ali, juntos, falando das estrelas e do nosso amor.
Oh! Como eu quero tornar todos esses sonhos em realidade. Como eu queria viver esses sonhos.
Sabe aquela música "...que teu afeto me afetou é fato..."?
Sim, mas nem afeto da tua parte existiu. Seu sorriso me afetou, seu olhar me afetou, suas mãos me afetaram, seu cantar me encantou - tudo isso através da tua foto e da melodia da tua voz, meu poeta. E fantasiei o teu afeto e deixei a fantasia me afetar.
Olhe, poeta, não quero que me aches louca. Não, podes me achar, se assim lhe apetecer.
Só não ache loucura isso que está florescendo aqui dentro do meu peito. Não é loucura; é só uma platônica paixão.
É isso, poeta...
Você me intriga. Você me fascina. Você... ah, você é meu poeta.

Vamos viver essa fantasia? Vamos transformar toda essa paixão insana em pura poesia?

(Erica Ferro)



P.s: Me ausentei por quatro dias daqui; não por falta do que dizer, mas sim por uma questão de não saber como dizer. Muitas coisas nos engasgam e nos impedem de respirar e de viver com mais leveza.
E hoje me sinto mais leve; falei da minha paixão platônica e de toda essa loucura que se apossou de mim ultimamente. Vocês acabaram de ler um relato de um nascimento. Sim, o nascer de uma paixão; de um amor, quem sabe.
Tudo isso está sendo bom para mim, para a minha alma. Até agora não me alcançou a desilusão e o sofrimento; agradeço imensamente por isso.
Então eu permaneço sonhando contigo, poeta meu.
(...)
E a votação dos "Melhores do ano" do Blorkutando continua. Podem votar até o dia 15/12. Como sabem, estou concorrendo em duas categorias (blog e blogueira do ano). Para votar, clique aqui. E fica o meu agradecimento a todos que já votarem e continuam divulgando. Vocês são os melhores amigos blogueiros que existe no mundo!
Por hoje fico por aqui.
Recebam meu abraço carinhoso e o meu sincero desejo de uma ótima e feliz semana.

50 comentários:

  1. ah as paixões platonicas,confesso que tento a todo instante fugir delas...geralmente só gosto de alguem quando é impossivel depois que se torna possivel eu nem ligo.

    ResponderExcluir
  2. cuidado que poetas costumam fingir. poetas escondem os verdadeiros sentimentos. poetas escrevem tristezas para os outros sorrirem

    ResponderExcluir
  3. Concordo com o Marcelo, e isso até faz rir. Mas para os poetas iniciantes, creio que a confiança possamos neles depositar.
    Érica, você não sabe a saudade devastadora que eu estava disso tudo... O tempo deixa o toc-toc avisando que a validade e o limite da ausência já se esgotaram, os meus ultrapassaram isto.
    O seu texto foi muito rápido de ler e sinceramente, nunca se esqueça dos pés ao chão, pois o pior é algum dia acordar e perceber o quão alto elevou-se a alma, espero que não em vão e sim, de todo o coração.
    Boa sorte com o seu novo amor à lá distancé, até porque reprimir em demasiado uma nova plantinha da paixçao que se penetra em nós é maldade, das piores.
    Amei o texto ao seu amado poeta.
    Beeijos e muito obg por tudo!
    :D

    ResponderExcluir
  4. Paixão platônica é boa até certo ponto, mas tente não despender muita energia nela.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  5. mas tente não despender muita energia nela.

    gostei disso, é isso aí.

    mas que ele é inspirante é., mas nao tanto como se fosse de verdade.

    Ericaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa.
    te amo.

    ResponderExcluir
  6. Ow, querida...não posso votar porque não tenho Orkut, desculpa.

    Quanto à paixão, claro que ela pode nascer de uma imagem, de uma voz e de muitas ideias...eu que o diga! =)

    Beijos, felicidades, gostoso vê-la empolgada.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  7. Que bom que essa paixão platônica está te fazendo tão bem.Fiquei fascinada com esse seu post,tão lindo!Me fez muito bem.Parabéns pela indicação no Blorkutando,você merece.Beeijo,tenha uma ótima semana também.

    ResponderExcluir
  8. Foi um dos seus textos mais sensíveis, pude sentir. E ando assim bem emotiva (e sem saber como dizer), mas não é por paixão. É falta dela...


    ^^

    ResponderExcluir
  9. Como vc faz do amor um doce de mel... *--*
    Muito lindo seu texto moça... e torço para que essa paixão se torne um amor mais que correspondido... e que seja uma só poesia!
    VOTEM NA ERICAA!! rs...

    Beijão flor (:

    ResponderExcluir
  10. show de bola seu blog.
    te linkei
    me visita qundo puder
    ficarei feliz
    bjao

    ResponderExcluir
  11. ah, adorei e me identifiquei TOTALMENTE!

    Essa coisa de ficar gostando de alguém à distância é bem a minha cara. De sonhar e imaginar n situações tb. (Antes eu me perguntava se era a única a fazer isso, que alívio saber que não!).

    Viva este momento lindo, garota! E espero de coração que essa paixão deixe de ser "platônica" logo e seja correspondida.

    Tô torcendo viu?

    BjãoO*

    ResponderExcluir
  12. Que esse platônico, apareça um dia em um bar e te chame pra dançar! :)

    Você escreveu exatamente, tudo, tudinho, o que eu queria ter escrito. Li cada pedacinho, me envolvi completamente. Muito perfeito! E concordo contigo: não ache alguém que te complete, mas que some!

    Beijão.

    ResponderExcluir
  13. Ah, poetas compreendem bem uns os outros...

    Poetas costumam fingir, como o Mayer disse. Cuidado! E tente entender a mensagem escondida!

    (Como eu me divirto com isso!)

    beijoo

    ResponderExcluir
  14. Amores platônicos, quem nunca teve não é...
    É tão bom estar amando,ficar horas sonhando com aquela pessoa que não toma mais conta dos seus sonhos mais de todo o seu pensar *---*

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. É tão bom o nascimento de um amor, de uma paixão.Viva isso intensamente. E obrigada por ter comentado as minhas postagens, mesmo eu estando bem ausente do blog.

    Beijujubas

    ResponderExcluir
  16. eu sou totalmente anti-romantica/fato nunca revelaria uma paixão platônica, nem se quer me permitira alimentá-la com pensamentos durante o dia, o amor é bom? sim, mas prefiro vive-lo nos livros e novelas, O amor não é pra mim, e prefiro dexa-lo onde estar.

    Boa sorte no seu romance ^^

    ResponderExcluir
  17. Nunca tive uma paixão platônica... tenho aversão a qualquer forma de sofrimento, principalmente o emocional que doi mais do que umas pancadas na cara. rs
    Mesmo que já tivesse passado por isso, não teria coragem de colocar assim, pra todo mundo ler... sou muito timida e reservada nesse ponto. ^^

    ResponderExcluir
  18. Ah, estes poetas... são perigosos. Conheci um assim, que me afetou de fato. Para ele, escrevi meus melhores textos.

    ResponderExcluir
  19. Fora isso que estava conversando contigo outro dia. Meu amor "platônico" era correspondido, mas distante, e acabava idealizando.

    Espero que tenhas sorte, Ericona!
    Grande empatia por teu texto, lindo!

    Beijos
    ;*

    ResponderExcluir
  20. Érica,

    estou sem fôlego com o seu texto...

    foi dito aí acima que amor platônico é sinônimo de sofrimento e tb que vc precisa tomar cuidado, essas coisas...

    Sim, como tudo nessa vida, né, minha linda?
    Tome cuidado, mas não a ponto de se privar de viver esse amor.
    E sofrimento, eu acho que não há como a gente se prevenir dele não!
    É preciso coragem, e eu sei que isso vc tem, de sobra!!!
    Viva sim, deixe acontecer - só não supervalorize e pinte com cores muito fortes se o que na realidade for bonito, colorido, mas suave...
    Bjsssssssssssss

    ResponderExcluir
  21. Amor platônico, ai. ai...

    Quem nunca teve?!
    A gente sofre, mas é tão bom!!!... srsrs

    "Então eu permaneço sonhando contigo, poeta meu." ADOREEEEEI ISSO!!!!!

    Beijos Mil.

    ResponderExcluir
  22. Oi, @ericona!!! Que bom que tu gostou, mulé! o/ não sei se o amor supera tudo, talvez só amor não seja suficiente... sei lá. endoidei, né? tá, parei... rs
    Bom, vim mesmo agradecer teu comment, querida. :)
    Beijo beijo =*

    ResponderExcluir
  23. Lindo texto!
    Vim uma paixão.. um desejo..!
    Não sei, amei isso!
    Poetas,
    não tenho boas experiência!
    O que o Marcelo Mayer falou, é muito verdade: "cuidado que poetas costumam fingir. poetas escondem os verdadeiros sentimentos. poetas escrevem tristezas para os outros sorrirem."

    Um beijo, Flor.
    Adoro você!

    ResponderExcluir
  24. Oiii
    Mudou a foto..rsrs..Já to com saudades da bonequinha(era assim que eu chamava rsrs), mas já estou me acostumando com essa..
    Sobre seu comentário.. Obrigada por desejar boas férias!!!
    Sobre seu post...Sabe, eu não me apaixonei por um poeta, mas tive uma atração por um Sensação da vida..kkkk..esquece...código,sabe!
    Sobre seu 'P.S'.. Sonhe..É tão bom sonhar, só não esqueça da realidade.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  25. Paixões platônicas são tão gostosas. Fazem a gente sonhar e inventar tanto! Não sei se sou mais capaz de 'inventar' um amor pra mim assim... Ultimamente tenho repudiado ilusões.


    Acho que os amores reais são um pouco mais seguros... Ao menos dá pra pegar e agarrar com toda a força!

    ^^
    Bjo, Ericona!

    ResponderExcluir
  26. no meu caso foi platônica assim por quatro meses. quando só havia a voz, as palavras e a imagem. mas se firmou, e aconteceu! foi lindo, lindo! aheuhae

    aah, erica querida, é o blog sim ): problemas de todos os tipos vão me deixar afastada por UM MÊS INTEIRO! e eu juro que estou quase tendo um ataque de nervos aqui. Mas serei obrigada a fazer isso ): aaai, amiga erica, eu fiquei muito mal mesmo com isso. nem poesia saía das minhas mãos. e as que saíam não me agradavam. acho que entrei no tal trem e ele voltou sem mim (como eu disse no texto que acabo de postar).
    mas espero que o tempo passe beeeeem rápido e que eu volte a viajar por esse teclado aqui *-* só promete uma coisinha pra miiim?? não me abandona, tá? aheuhaeuaeh continua indo lá, vasculha os textos antigos, comenta, manda recadinhos no orkut aehuaheuaheu sei lá, qualquer coisa. mas quando eu voltar com o blog, vais ser a primeiríssima a saber!

    beijão, erica, fique bem :*

    ResponderExcluir
  27. Olá Érica!!!
    Quanta intensidade nas palavras menina... Ai, é tão bom viver momentos assim... mesmo que só na literalidade das palavras, porque há intensidade nas palavras... e como há!

    Meu carinho.

    P.S: tenho adorado as tuas passagens no meu blog também, viu!? beijos.

    ResponderExcluir
  28. Muito lindo o texto, Érica! Impossível que, se ele ler, não se apaixone! Beijo.

    ResponderExcluir
  29. ADOREI esse *-*
    aah , escreves lindo lindo viu?
    nunca pára nao

    ResponderExcluir
  30. " vamos vicer a fantasia..."
    eu gosto disso.
    Belo post, parabens.
    Maurizio

    ResponderExcluir
  31. ah, que linda!!!
    e tomara que esse amor te faça feliz né? xD
    bjuss

    ResponderExcluir
  32. Já falei isso várias vezes, mas não canso de repetir: vc escreve muito bem! Amei o título, amei o texto, amei o sentimento, tudo muito lindo! *-*
    O amor é tudo de bom, até o platônico. A gente se sente melhor, as pessoas ficam melhores, resumindo, o mundo fica cor-de-rosa!
    Boa sorte pra vc, no concurso e no amor tbm!
    Bjooss

    ResponderExcluir
  33. Erica, Erica, senti falta da bonequinha que ficava na tua foto quando abri o teu perfil =P

    Mas veja, amar é sempre bom, mesmo que é plantônico. Aliás, quando é plantônico é que é bom, porque a gente idealiza tudo, e enquanto dura é perfeito. Mas não deixe teu platonismo te intimidar ;) Se queres o poeta, vá lá e seja a poesia dele.

    :D

    ResponderExcluir
  34. É engraçado como isso realmente acontece né? É um terreno delicado, é fácil acabar nos levando demais. Mas é lindo quando se sente, e é verdadeiro e forte, presente. Ocupa espaços, coisas de sentimentos reais, que mechem com o estômago, que criam ilusões de um futuro bom. Eu sei bem. Talvez os poemas não se encontrem, talvez até se encontem e depois se percam, mas o bom é que tudo que se vive com verdade, vale a pena.
    Gostei muito daqui, beijos!

    ResponderExcluir
  35. Ai que lindo!!!
    Estou intrigada com alguém também... quero desintrigar..hehehe(acho que essa palavra não existe)Mas enfim, o que importa é que adorei seu texto!!!
    bju

    ResponderExcluir
  36. Os poetas costumam realmente fingir, mas fingem mais não sentir dor. Quando falam de amor são os mais sinceros.
    Bom, eu poetisa nata digo que minhas palavras sempre são bem sinceras =D

    Espero que vocês vivam essa fantasia.

    ResponderExcluir
  37. Teu texto foi intrigante de início ao fim.

    __
    Bonita,
    farei teu layout semana que vem :D

    ResponderExcluir
  38. eita menina! Eu gosto de ver duas pessoas que dão certo... dizer que gosto é pouco... pq gosto muito, muito x tanto mais que muito... mas... preocupo-me quando pessoas que considero se apaixonam...

    Que DEUS cuide do seu coração, menina!!! xD

    :-P

    ResponderExcluir
  39. Erica você me fez viajar nas tuas palavras, fiquei meio desnorteada e agora o que faço? Esse ponto final chato estragou a minha diversão.

    É tão bonito ver um amor florescer. Espero sinceramente que a desilusão e o sofrimento não te alcance e que você viva um lindo amor!

    Tá lendo Dom Casmurro é? Amo esse livro ♥

    ResponderExcluir
  40. Estou inundada nas suas palavras, porque elas tbm me pertencem.. Passo pelo mesmo drama ou passava, ja nem sei mais, enfiim..
    lindo!

    ResponderExcluir
  41. o meu comentário não fará muita diferença
    mas não importa
    o texto é teu
    isso é muito bom

    me envolvi nessa sequência meio impensada de palavras
    jogadas para fora por algo que pulsa
    e que acabou pulsando em um ritmo frenético
    e essas pulsações foram até os dedos
    e daí saiu isso

    ou não

    é só uma suposição

    mas

    não sei

    talvez que o que mais mexe
    envolve
    e
    intriga

    é aquilo que nos faz parar e pensar
    'como eu não tinha sentido isso antes?'

    talvez...

    ResponderExcluir
  42. Parece que é a terceira vez que sou o 43º a comentar no Sacudindo !shaushuasha
    Ai, amores platônicos. Você sabe o que eu já passei, Erica. E por um amor que de nada valeu. Me arrependo muito, mas muito mesmo de ter amado TM. Mas é meio como você quis dizer, não há como evitar. Não mesmo.


    Beijobeijo :*/ força pra ganhar no Blorkutando! Te vejo ganhando, gata *-* shuashuashua/ :)

    ResponderExcluir
  43. Transformar sentimento em poesia é para artistas. Tais como você.

    ResponderExcluir
  44. Néctar da Flor e Eu Hoje! querem presentear os amigos.

    Serão sorteados:

    6 pacotes com curso de inglês Quick English + boné + camisa + meia + chaveiro + pochete, tudo com a bandeira do Canadá.


    6 Layouts feitos pela Lelinha, da Fábrica de Layouts [Os modelos são mais simples, 2 colunas, com o topo decorado (de acordo com o tema/clima do blog de cada uma das vencedoras, ou seja, apesar do modelo ser mais simples, será exclusivo) e um background (fundo) colorido. No topo conterá uma referência ao blog Néctar da Flor e site Eu Hoje! , pequena do ladinho que mais for conveniente.]

    1 tela 25x 25 da Artista Plástica ADiniz

    [surpresa]

    Por que Canadá? Porque uma parte da Equipe trabalha de lá, fazendo o humor porreta pras bandas da Alegria melhorar. O site Eu Hoje! já está fazendo parte dos melhores blogs do Brasil, então não fique sem essa animação e atualize seu humor todos os dias, mostrando para quem acessa o seu estado de espírito.

    Como faz para participar? Leiam as regras abaixo e sigam as
    instruções corretamente.

    ATENÇÃO: Só será validado o blog que fizer todas as instruções corretamente.

    1 - Se cadastrar no pacote gratuito do EuHoje!
    2 - Deixar um comentário no Néctar da Flor avisando que se cadastrou e que está participando da promoção.
    3 - Colocar o humor no seu blog.
    4 - Postar sobre a promoção no próprio blog
    5 - Quem já for cadastrado no Eu Hoje! só informa o nome do blog e retorne para o item 4.

    O sorteio será realizado pelo RANDOM e filmado. Os 6 primeiros ganharão os livros e depois mais 6 serão sorteados para ganhar o layout, onde o 13º ganhador levará a tela.

    Mostrem que a emoção realmente vale a pena!

    Corra lá e faça já a sua inscrição!



    Clica aqui: http://www.euhoje.com/



    Beijos jogados no ar, sempre!



    -

    ResponderExcluir
  45. Muita poesia, muito amor, muito sonho. A M E I. estou seguindo aqui.

    ResponderExcluir
  46. Lindo texto;é tão bom viver uma paixão, por mais que seja platônico :O
    Pelo menos assim nem sofremos tanto, mas tome cuidado ;)


    beeijo!

    ResponderExcluir
  47. Quando o nosso ser implica com alguém, ele implica e pronto, não quer saber mais nada.
    Das paixões platônicas, meu mundo sempre foi repleto delas. Inventar sempre foi mais agradável do que tê-las na vida real...

    bjosss!!!

    ResponderExcluir
  48. Poetas são tão estranhos e eu gosto disso!
    beijos

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?