10 janeiro 2016

O medo

Créditos da imagem aqui

Por vezes falta-nos coragem pra chutar o balde, 
o pau da barraca e a cara
de todo e qualquer babaca
que quiser nos tolher
a liberdade de ser
quem queremos ser.

Por vezes falta-nos sangue nos olhos pra tocar o terror,
de ignorar as regras, as métricas e o que dizem
ser certo, pra, assim, sermos
quem podemos ser.

Por vezes falta-nos ousadia pra bater
de frente contra quem quer nos
ditar a melhor maneira de
viver ou ser.

Por vezes sobra-nos covardia,
e é assim que nos entregamos ao status
de quem passa todo o tempo usando máscaras,
escondendo o rosto,
o gosto e se alimentando
de desgostos.

No fim, o que nos restará
é uma história de amargura, 
de quem tinha tudo para ser feliz,
pleno e verdadeiro consigo mesmo,
mas que não conseguiu driblar o medo.

E o medo, amigo, tem dois lados:
convida pra sair da zona de conforto
ou pra mergulhar em uma profunda
improdutividade e uma desgastante
infelicidade.

Na maioria das vezes, meu caro amigo,
prefiro ser do time de quem peita o sistema,
de quem joga a merda no ventilador
e não tem pudor em ser quem se é.

Mas o medo é um garoto traquino,
esperando um tropeço nosso,
aguardando, ansiosamente, um recuar,
um titubear.

Afinal, o medo está sempre pronto
pra nos tragar.

Erica Ferro

* * *
Fan Page Sacudindo Palavras Twitter Sacudindo Palavras Fan Page Atleta Erica Ferro Twitter Erica Ferro

12 comentários:

  1. Oi Erica, tudo bem?
    Ah, o medo... Ele, que nos faz ser cautelosos e muitas vezes evitarmos situações ruins. Ele, também, que nos deixa acovardados e acomodados, sem coragem de ir em frente. Acho que o segredo é sempre dosar, né? =)
    Ótimo poema!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Ericona, voltei ao mundo dos blogs rsrs
    Enfim, amei o que vc escreveu. Acho que o medo tem tanto poder sobre nós, que algumas vezes ele até ajuda. Como também acredito que podemos superar boa parte do medo que sentimos. Enfim, medo faz parte da vida.
    Abraços Mika
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha! Você é como eu: vive indo e voltando a blogosfera.

      Excluir
  3. Oi, Erica!
    Seu poema ficou muito lindo! E, realmente, concordo que o medo tem esses dois lados, o difícil é saber quando vai ser tal tipo, quando será o outro...
    Enfim, adorei!
    Beijoss
    www.vidaemmarte.com.br

    ResponderExcluir
  4. O medo é o sentimento que mais nos paralisa, em todos os sentidos.
    É uma praga que você conseguiu relatar lindamente nesse poema.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, o medo! Causa-nos até crises de pânico! :(

      Excluir
  5. Olá, Erica.
    Essa imagem me lembrou do livro Enigma na televisão da série vaga lume hehe. Adorei o pema. Falou tudo. Infelizmente deixamos o medo dominar em diversas situações.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Que lindo texto, Erica. Eu tenho problema com medo, parece que quanto mais velha fico, mais cautelosa e medrosa me torno, e concordo que isso não é nada bom.
    Vou me inspirar e peitar mais as situações rs
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?