04 janeiro 2015

Não cabe orgulho onde há amor


“(...)
♪ ♫ ♪ Se pudesse voltar no tempo
Jamais mudaria um só momento
Então vai, é tudo o que eu posso pedir
Olhe pra trás, eu ainda estarei aqui

Do mesmo jeito (do mesmo jeito!)
Que você deixou
Vou te esperar
Mais certo que o nascer do dia
Só pra dizer (só pra dizer)
Que não acabou
Quero você
Pra encher minha casa vazia ♪ ♫ ♪
(...)”
(Skank - Do mesmo jeito)



• • •

Não, não acabou.
Não, eu não quero acreditar que tenha acabado.
Você quer?

Se pudesse mudar o que foi,
você mudaria?
Certa vez, você disse que não.
Não mudaria.
Eu acredito que, de fato,
não mudaria.

Não me tome por vaidosa,
mas eu sei muito bem que
te faço bem.
Sei tão bem,
como sei que é recíproco.

Não nos enlaçamos porque
temos medo de laços,
de contratos,
de acordos formais.

Você tem mais medo do que eu.
Não sei do quê.
Eu tentei entender,
mas desisti.

Esse medo pertence a ti.
E é você quem tem que
desvendar o que faz
a sua cabeça rodar
quando você coloca a sua mente 
pra pensar,
antes de cair nos sonhos
em que sei que figuro.

Você tem medo porque 
nunca soube o que era amar
e ser amado depois que
me conheceu,
depois que me teve por
alguns momentos em
seus abraços.

Agora que você já sabe,
isso o confundiu de tal forma,
que você não sabe o que fazer com isso.

Eu também não sei.
Por isso, eu parti.
Por isso, você partiu
na direção contrária.
Eu parti, mas permaneço
perto de você,
do mesmo jeito,
com os mesmos abraços
e os mesmos beijos.

Mas não, eu não gritarei o seu nome
aos quatro cantos.
Não te implorarei pra voltar.
Eu sei que você há de retornar
para o mais terno abraço que
você já conheceu.

No fundo, você sabe que ninguém
te amou ou irá te amar
como eu.
O amor que nos une é
uma espécie de magia.
Inexplicável, doce e intenso.
Incompreensível.

Estarei aqui,
no lugar que você sabe onde é.
Sei que você não
se demorará.

Não é preciso 
dizer que, mesmo com todo 
o meu orgulho, eu estou a te esperar.

 (Erica Ferro)

• • •
Sintam-se mais do que convidados a curtirem a fan page e a seguirem o blog no Twitter.
Um abraço da @ericona.
Hasta la vista!

15 comentários:

  1. Nesse saber e não saber eu só tenho certeza de uma coisa: você mandou bem demais nesse poema.

    ResponderExcluir
  2. Adorei a poesia, mesmo, achei muito bem construída. Arrasou!

    Bjs,Mi

    ResponderExcluir
  3. Ai, adorei o poema, lindo! E Skank sempre com suas letras lindas!

    Beijão!
    Boneca de Pano Rosa

    ResponderExcluir
  4. Belo poema, Ericona!
    Acho que suas viagens te deixaram ainda mais apaixonada =]
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
  5. Que lindo!
    E ainda tem Skank que sempre arrasa nas letras *o*
    Feliz Ano Novo!!!
    Bjuxxxxx

    ResponderExcluir
  6. Lindo e muito bem escrito. Admiro pessoas que tem esse dom. Parabéns!

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Belíssimo poema. Eu senti tanta verdade em cada palavra. Até me recordou de um velho sentimento. Parabéns! Beijinhos.

    ResponderExcluir
  8. Ericona, respondi uma tag e te indiquei, espero que goste.
    Abraços Mika,
    Pensamentos Viajantes

    ResponderExcluir
  9. Gostei bastante do poema
    E a musica ficou ótima como complementação

    Beijos
    http://pocketlibro.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Wow!! A sua poesia pode ser musicada... já pensou em escrever música? O mais engraçado é que eu não presto muito atenção na letra de uma música quando alguém está cantando, presto mais atenção no lado musical. Muitas vezes preciso ler a letra da música para depois prestar atenção nela.
    Essa música do Skank por exemplo... Somente agora me atinei para o seu conteúdo (rs*)
    Boa semana!!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  11. Oiii
    Sempre Ericona sambando com essas palavras lindas.

    Em alguns termos de relacionamento sou bem orgulhosa, sim... tem coisas que nem o tempo cura -q hahaha

    bjs e tenha um maravilhoso fim de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  12. Erica, querida! Como vai?
    Eu adoro ler os seus poemas. Você coloca muita emoção nas suas palavras, difícil não sentir isso durante a leitura. Parabéns mesmo!
    Beijão,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  13. Eu amo Skank, Ericona! Muito boa a música e a poesia também. Parabéns pela criação! ^^
    Feliz ano novo!
    Beijos,
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?