24 dezembro 2012

Pode ser, vida?

A vida é engraçada, difícil, complicada, complexa. A vida é louca (pode acrescentar o "mano", eu deixo). Porque a vida é muito louca mesmo, mano. A gente tá aqui e daqui a um pouco pode não estar mais. A vida é efêmera. A vida é um sopro numa flor no verão. A vida é um tiro no escuro. A vida dá espaço pra divagações mil. Eu estou aqui, em plena véspera do Natal, a divagar sobre a vida, sobre tudo, enfim. Uma parte de mim está triste, confusa, apreensiva; a outra parte está agradecida pelo fato de eu estar viva, apesar dos pesares, e está confiante em dias melhores. 
É engraçado como as coisas acontecem na vida da gente. É engraçado e ao mesmo tempo deprimente. Okay, isso não faz sentido: como uma coisa pode ser engraçada e deprimente ao mesmo tempo? Sei lá. Não sei mesmo. Sei que é engraçado quando você pensa que já passou por coisas ruins demais e que nada de ruim pode acontecer mais na sua vida, então vem uma onda de azar não sei de onde e surrupia seus sonhos, sua paz, sua vida. É uma coisa louca, totalmente angustiante. Você pensa que não pode suportar, pensa que prefere morrer a continuar com isso. Mas depois você respira fundo e pensa que, se já foi capaz de passar por tantas coisas horríveis, também pode passar por mais essa. Então você se sente um pouco mais forte, o seu coração busca fé nas coisas lindas da vida e você diz que vai continuar. Que vai continuar com toda a fé que você puder. Que você vai se esforçar pra vencer as batalhas. Porém, você precisa de ajuda, não sabe bem de quem, mas precisa. Você quer alguém que te estenda a mão e que caminhe com você. Que te faça sorrir quando a sua maior vontade é de se debulhar em lágrimas. Você precisa de um ombro amigo, de um apoio, de alguém pra dividir a vida. E não é fácil, porque nem todos estão dispostos a dividir os azedumes da vida. A maioria das pessoas quer apenas degustar as doçuras da vida. Enfrentar os azedumes? Nem pensar! E é tão difícil carregar o fardo sozinha durante todo o caminho. Você pensa: "puxa vida, não vou encontrar ninguém pelo caminho? Ninguém pra segurar o peso comigo?". E você chora. E você se desespera. E você quer desistir. E é uma luta constante, difícil, angustiante. Você não sabe o que fazer, porque você está cansada demais de tanto tentar sem conseguir. Você só quer que as coisas fiquem bem, e você sabe que vão ficar. Só não sabe quando. E é isso o que te mata aos poucos. Você queria uma pílula milagrosa, do tipo que te devolvesse a paz e a tranquilidade agora mesmo. Num passe de mágica. A vida anda pesada. A vida anda chata. A vida anda muito sacana. Para com isso, vida. Eu só quero sossego e paz. Só quero saúde pra viver os dias com a alegria que me é característica. Pode ser? Obrigada!

Erica Ferro

* * *
Tá vivo? Tá com saúde? Dê graças a Deus, pule, cante, dance de alegria. Saúde é o que importa nessa vida. Só entendemos o valor de estarmos saudáveis quando ficamos doentes e passamos a enfrentar dias difíceis. Se temos saúde, temos tudo. Reclamemos menos. Valorizemos as coisas singelas dessa vida. Sejamos felizes. Façamos o bem todos os dias. Tenhamos fé em dias melhores. Amemos. Vivamos.
Feliz Natal.
Um abraço da @ericona.

9 comentários:

  1. Compartilho do sentimento em tudo que disse. Todos os dias agradeço (de verdade) a minha saúde e me dedico ao que tem que ser feito. Já me levantei de muitos tombos (como todo mundo), mas depois de tanto tempo assim, sem dividir, eu cansei, cansei de estufar o peito e dizer agora vai antes de me levantar de cada queda, agora apenas apoio a mão nos joelhos, sacudo um pouco da poeira, dou uma olhada para ver se não esqueci nada no chão e continuo... Mas agradeço (de verdade) a minha saúde, pois eu sei que seria bem pior sem ela.
    Te desejo tudo de bom e que haja sempre muitas palavras para sacudir.
    Feliz Natal.

    ResponderExcluir
  2. Gostei da sua colocação e você tem razão. Refletindo sobre tudo o que já passamos percebemos também a imbecilidade de muitas situações que já consideramos serem problemas. É muito fácil reclamar, reclamar e reclamar, mas a vida é mais que isso. Saúde é tudo mesmo e, enquanto a tivermos, temos motivos suficientes pra deixar os "problemas" de lado e focar em soluções. Pois de doentes físicos o mundo está cheio, então vamos tentar evitar mais doentes, os emocionais!
    Adoro suas reflexões!
    Feliz Natal!

    ResponderExcluir
  3. Entendo bem seu texto. Realmente a vida é bem assim, e mais para umas pessoas que para outras.

    Minha vida foi sempre enfrentar tempestades. Agora acabou de cair uma de neve que daquelas que bloqueiam as saídas... rsrs.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  4. A vida é do jeito que queremos que ela seja, nada mais. Beijos

    ResponderExcluir
  5. Quando você menos acreditar tudo muda, e vem o amor, os sonhos e a realização (:

    ResponderExcluir
  6. Compartilho do mesmo desejo. Pode ser? Quero um pouco de sossego e paz. Sem cobranças. Estabilidade. Adorei o seu texto. A vida é um sopro. Beijinhos e um feliz 2013 para você e sua família.

    ResponderExcluir
  7. Entendo muito bem esse seu sentimento. Até hoje ainda não encontrei alguém para dividir os azedumes. Quer dizer, só aqueles que por acaso podiam ouvir nakele momento, ou que precisa mais que vc ouça do que tem disponibilidade de ouvir. Espero que nesse ano vc encontre essa pessoa que espera para ser sua companheira. beijos!

    ResponderExcluir
  8. É verdade Érica, só damos valor a vida quando passamos pro situações difíceis, é agradecer todo o dia pela vida e pela saúde, adorei seu texto, beijos

    ResponderExcluir
  9. A vida é louca mesmo hehe, mas temos que passar por ela né

    Feliz Ano Novo que seja melhor que esse

    bjos

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?