04 dezembro 2008

Curiosa semelhança;

É curioso a semelhança de uma ferida física e de uma ''ferida'' espiritual. Quando levamos um corte, o ferimento começa a sangrar. Sangra, sangra, até quando o sangue estanca. Nos dá uma impressão, pelo menos já tive essa impressão, de que acabou todo o nosso sangue. Ilusão! Grande ilusão! Ainda há uma grande reserva de sangue em todo o nosso corpo. Se tivermos um cuidado com o nosso ferimento, se utilizarmos um remédio eficaz, logo a ferida cicatrizará e só ficará a marca, e, se o tratamento tiver sido bom mesmo, nem marca ficará. A ''ferida'' espiritual, ou seja, uma dor, uma desilusão, dói, dói muito, sangramos por dentro; sofremos tanto até o ponto de pensarmos que não temos mais forças para suportar mais nada. Ilusão! Grande ilusão! Somos mais forte do que pensamos. A nossa reserva de força é grande, e nem mesmo um grande sofrimento pode consumi-la por completo. A dor passará, um dia passará ou pelo menos adormecerá. Se utilizarmos um bom ''remédio'', essa ''ferida'' também poderá ser sanada, e poderão não restar nem marcas. Nos dois casos, a cura depende da profundidade da ferida, do tratamento usado e da disposição do enfermo a se curar.

{Erica Ferro}

Um comentário:

  1. Verdade,sim.
    Somos mais fortes do imaginamos,e tudo se supera.
    Só que não queremos superar nada,queremos que tudo caminhe conforme nossos sentimentos e expectativas,esse é o problema.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?