26 fevereiro 2013

UFAL, te peguei!


Pessoas queridas que leem esse humilde blog, primeiramente queria me desculpar pelo sumiço. Tive muitas ideias de posts para o blog nesse mês de fevereiro, mas não consegui desenvolver por alguns motivos. Ou melhor, o motivo do meu sumiço foi a síndrome do pânico. E um pouco, só um pouco, de preguiça, porque sou uma procrastinadora de carteirinha e não posso negar isso. Mas principalmente a síndrome do pânico. Não quero fazer drama, mas preciso dizer que ter síndrome do pânico é uma das coisas mais cansativas, estressantes e deprimentes que existe na face da terra. Não tenho conseguido me concentrar nas minhas leituras, não consigo escrever direito... Resumindo: não consigo fazer nada direito, porque sinto dores de cabeça todos os dias, dificuldade pra respirar, pra dormir. Enfim, viver assim é bem complicado e suga todas as minhas energias, minha alegria, meu bom-humor. Vixe, okay, parei, isso está soando muito depressivo. E não, não estou depressiva, por mais que tenha me entristecido nos últimos dias. Entristecer-se é normal, certo? Ainda mais quando estamos na merda... Ops, ainda mais quando estamos passando por momentos difíceis, que até parece que não vão passar nunca. 
Mas enfim... estou me cuidando, me tratando da síndrome do pânico. Começarei a tomar as medicações, que eu espero que funcionem, porque só a terapia cognitiva-comportamental não tem solucionado. Quero dizer, adoro as sessões com a psicóloga, me faz um bem danado. Mas eu tinha que dar um basta nos sintomas que eu venho sentindo, porque não é fácil viver com eles. Aliás, não dá mesmo pra viver com eles. No máximo, dá pra sobreviver. E eu não quero sobreviver, não quero empurrar essa coisa de pânico com a barriga, não quero ficar vendo os dias passarem e eu em casa, acuada, sofrendo com isso. Quero viver plenamente, como eu sei que é possível e como sei que conseguirei viver com a ajuda ou sem a ajuda dos remédios. Vou superar essa desgraça, ou não me chamo Erica Ferro. Droga, se eu não superar, vou ter que mudar meu nome. E eu gosto tanto dele, sério. Mas o que está dito, está dito. Promessa feita! 
Mas eu não vim aqui só dizer isso. Na verdade, o que vim dizer é que passei em Biblioteconomia na UFAL.

(Imagem que a Pandora postou no meu mural com uma mensagem muito linda... Obrigada, moça. Você é uma querida!)

Sim, passei! Segundo ano que eu tento entrar na UFAL depois que terminei o ensino médio. Eu estava crente que ia passar no ano passado e, quando o resultado negativo veio, eu fiquei mal, quase joguei a toalha, chutei a barraca e desisti de tudo. Mas, como eu sou Erica Ferro, não pude desistir. Erica Ferro não desiste, no máximo ela se cansa. E eu tentei de novo, porque Raul disse que eu não podia desistir. Eu ainda creio que sacudirei o mundo. Okay, o mundo, tipo... todo o mundo, eu não sei se vou. Muito provavelmente não, mas o meu mundo, sempre que for possível, eu sacudirei. Quebrando a monotonia, não me entregando às dificuldades dessa vida, que por vezes são muitas e enormes. Sempre fazendo o melhor que eu puder pra ser feliz e me sentir realizada. É o mínimo que eu posso fazer por mim: é lutar por aquilo que eu quero e acredito. Ninguém pode comprar a nossa batalha, ninguém pode realizar nossos sonhos, ninguém pode acreditar mais na gente do que a gente mesma. É por isso que eu luto, independente do que digam, do que achem de mim e dos meus sonhos. Vivo em função de mim, não do que os outros querem ou acham que eu devo fazer. A vida é tão curta. Como costumo dizer: mais curta do que uma minissaia. É preciso que a gente faça essa coisa de vida valer a pena, estou certa? 


(Imagem que postei no meu mural assim que soube da aprovação)

Fiquei muito contente com as felicitações dos amigos e conhecidos por telefone, pessoalmente e pelas redes sociais. Eu me senti, tipo, querida, amada, admirada, etc. Eu gosto de me iludir, sabe? De achar que o povo me ama, que me adora, que me acha f... Ops, isso lembra uma música, uma música da baiana roqueira, né? 
Enfim, o que eu quero dizer é: estou feliz! Finalmente consegui passar num curso que eu realmente queria, em algo que eu sempre quis fazer. Tenho vontade de chorar quando alguns dizem que não sabem o que é Biblioteconomia, que deve ser um curso chato e que não sei o que lá. Tenho vontade de dizer: "Filho (a), você não conhece nada da vida...". Mas me contenho. Deixa o povo achando que Biblioteconomia é um curso idiota, sem graça, enquanto eu me deleito desbravando o mundo da Biblioteconomia, ganhando gosto por essa coisa de conhecer, de analisar, de selecionar, de organizar e disseminar informações pelo mundo. Como alguns me disseram:: "A Ericona já entende de algumas coisas, imagina essa menina bibliotecária... vai ficar genial, toda cultura e conhecimento!". Esses amigos que gostam de me iludir, sei não... 
Obrigada, pessoas, por passarem por aqui, por me acompanharem aqui e nas redes sociais, por aturarem as minhas palavras devaneadas, apaixonadas, revoltadas... 
Obrigada, de coração, a todos que curtiram o post que fiz sobre passar na ufal. Obrigada pelos comentários positivos, de votos de sucesso e de felicidades. Fizeram cócegas em meu coração e cheguei mesmo a chorar com alguns. E lá se vai minha fama de Ferro. Ferro que chora? Tsc, tsc, tsc... isso não está direito. 
Volto aqui quando a síndrome do pânico der uma trégua e eu estiver em condições de escrever um post decente.
Um abraço da @ericona.
Hasta la vista!

18 comentários:

  1. como futura cientista social, sei como é quando ninguém sabe sobre seu curso... :P normal.

    mas parabéns pra vc, Erica. todos sabem o quanto vc lutou por essa conquista.
    agora vá com tudo, abrace esse mundo novo que se abrirá, e não se estresse muito com as raivas que a ufal irá lhe proporcionar kkkkk, as alegrias serão maiores!

    beijão, e já raspou a sobrancelha? ;*

    ResponderExcluir
  2. Erica hoje foi um dia festivo para todos os que te amam e te admiram! Estamos aqui eufóricas com sua conquista porque sabemos que você pode e você não nos decepciona! Agora é continuar nesse rumo lindo!!! Acredite em você e siga em frente!!!

    ResponderExcluir
  3. Parabéns,
    seja bem-vinda de volta,
    força,
    e sucesso.

    ResponderExcluir
  4. Primeiro parabéns por ter passado!

    E sobre a síndrome do pânico, não tenho, mas conheço de perto pessoas que tem e que sofrem muito.

    Atualmente estou um busca de um(a) psicólogo para resolver umas questões internas que também estão travando minha vida.

    No seu caso a medicação vai ajudar muito, comece o quanto antes.

    Beijocas

    ResponderExcluir
  5. Bom, sobre a síndrome já conversamos bastante sobre e como já tive sei como é difícil e chato os sintomas repetitivos.
    O tratamento é demorado só não pode desanimar e deprimir.
    E espero que tu não tenha o sintoma de falta de atenção.
    Pois agora tu vais precisar muito pra federal! rs
    Parabéns pela conquista!

    Beijos

    ResponderExcluir
  6. Sim eu deixei uns selos para você relacionados a leitura lá na Caixa. Sim, você não é obrigada a responder.

    Sim, eu ainda estou em festa por você Erica!

    ResponderExcluir
  7. Sua linda, parabéns de novo!!!
    E eu não sabia que você sofria de síndrome do pânico, eu espero que você fique bem logo. E você vai, porque você é muito forte!
    Só nesse post você já se deu palavras de incentivo várias vezes, e isso é bom! Mantenha o otimismo.
    E agora um caminho maravilhoso vai começar, estudar o que se gosta até pode ser difícil, mas é maravilhoso e gratificante. Você vai amar. Por mais que Maceió e Recife sejam um tantinho próximas, não é o mesmo lugar. Uma pena, pois queria te dar um abraço e comemorar junto.
    Beijo! ;)

    ResponderExcluir
  8. Olá Èrica! Que saudade do seu cantinho.Primeiro respondendo sua pergunta lá no blog...Eu não tenho o adesivo do brasão do Grêmio, é da dona da lojinha de adesivo de unhas. Mas se tivesse eu te dava, você deve ser louca pelo timão,né?^^ Ai...olha espero que você melhore do todo o coração e que consiga sair dessa logo. È ruim tomar remédio e conviver com a doença, posso imaginar que é uma luta diária, né? Mas tudo dará certo. Acho muito legal que você desabafa aqui no blog, porque assim pode ter o apoio de todas nós. Parabéns que passou para o Ensino superior. Desejo muitas felicidades nessa nova fase da sua vida e quero ver você mostrando o diploma aqui depois e orgulhosa por ter conseguido vencer.
    Beijos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma.

    ResponderExcluir
  9. Oi Érica, tudo bem flor?
    Olha fiquei muito, mas muito feliz quando vi que você tinha passado, sério, porque lembrei daquele post em que você contou uqe estava muito nervosa pra fazer a prova do Enem e até passei mal. Flor que essa vitória te dê muito ânimo e disposição pra lutar contra essa síndrome. VOCÊ VAI VENCER!!! Com fé em Deus. Eu to torcendo por você sempre, porquê você é uma querida e flor força, e não se esquece que tem um monte de gente que torce por você, inclusive a pessoa que vos fala.
    Um grande abraço,
    Amanda Almeida
    Você é o que lê

    ResponderExcluir
  10. Vc merece muuuito Ericona, pois é muito esforçada e porque de fato ama o que vc vai cursar!! =)

    ResponderExcluir
  11. Poxa, não sabia que tu tem síndrome do pânico. É bem complicado, mas fico feliz por saber que tu já está no tratamento adequado e lutando para melhorar. *-*

    Fiquei feliz também por tu ter passado na UFAL. Esse povo inteligente, viu? Te desejo muita coisa boa nessa nova fase "Ericona universitária". hahaha

    Beijo!

    ResponderExcluir
  12. Erica amiga linda parabéns por ter passado, felicidade enorme neh? que bom mesmo amiga! Erica espero que as medicações e a psicóloga lhe façam ficar boa, hoje a síndrome de panico praticamente não existe mais na minha mãe, tudo surtiu efeito, a medicação deixou ela menos ansiosa e despreocupada! Torcendo muito por você e vamo começar essa faculdade! beijinhos amiga

    ResponderExcluir
  13. Parabéns pela conquista! Espero que dê tudo certo na sua vida e que você seja muito feliz fazendo o que gosta.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Conheço uma pessoa de pertinho que tem síndrome do pânico. Sei das dificuldades. Eu luto contra o transtorno da ansiedade. Não é fácil, mas não é impossível.
    Volto a repetir o que eu disse no Facebook: eu estou muito feliz por ti. Tu mereces. Muito sucesso!
    Não liga para essas pessoas que ficam falando mal do seu curso. Quem tem que gostar é você. Na minha humildade opinião, é um curso fenomenal pela sua multidisciplinaridade. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  15. Parabéns Erica! Espero sinceramente que essa nova fase te ajude a superar os problemas pelos quais você está passando. Boa sorte no curso!

    ResponderExcluir
  16. Hey, Erica! Primeira vez que eu passo por aqui pelo blog e já deixo os meus parabéns! Biblioteconomia é um curso dos sonhos, sempre perto dos livros e da organização!
    Beijos
    http://sesobrarpapel.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  17. Parabéns. Mesmo quando fracassamos não podemos desistir. E o seu curso é o curso dos sonhos, sempre tive vontade de fazer.

    Beijos :)

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?