10 fevereiro 2013

Conjuguemos o verbo amar!


love miracle.gif (320×320)


Hoje acordei com amor borbulhando nas veias. Hoje acordei amável. Hoje acordei assim, feliz, tranquila, com o coração leve em decorrência de uma alegria súbita e irracional, mas genuína. É que hoje acordei de bom humor, com uma vontade de sair rodopiando por aí, contente por um não sei o quê. Sei apenas que hoje estou sentindo o amor pulsando nas minhas veias e mais do que presente em todas as células do meu corpo. E acho que deveria ser sempre assim. Sempre amor. Porque a vida é mais curta do que uma minissaia. É por isso (e por outros motivos) que devemos espalhar amor por onde andamos. Plantar esperança no coração dos perdidos e dos intranquilos. Porque dias melhores de fato virão. Não é apenas um modo de nos iludir com a possibilidade de um futuro melhor, mais florido. Não. Dias melhores sempre hão de vir, basta que estejamos sensíveis e alertas o suficiente pra notá-los e desfrutá-los.
Difundamos o amor por todos os cantos do mundo. Ajamos com amor. Tentemos compreender antes de julgar quem quer que seja. Aliás, quem somos nós para julgar alguém? Ninguém está apto a julgar ninguém. Ninguém mesmo. Somos todos errantes, todos correndo em busca de algo que ainda não sabemos o que é. Somos pobres mortais tentando desvendar os mistérios dessa vida. Somos apenas pessoas tentando viver da melhor forma possível. Somos apenas pessoas. Não há ninguém superior a ninguém, seja por causa de cor da pele, de condição financeira, física e/ou religiosa. Ninguém é melhor do que ninguém. Quando as pessoas entenderão isso e passarão a agir com mais amor e menos empáfia?
Atentemos às nossas palavras. Não sejamos insinceros, absolutamente, mas pensemos sobre o que vamos falar, para quem vamos falar e como vamos falar. São atitudes simples, mas que fazem toda a diferença.
Pensemos, sobretudo. Não engulamos o que dizem ser a verdade. Pensemos, analisemos, critiquemos, cheguemos às nossas próprias conclusões. Não é difícil e é muito benéfico, porque uma das coisas mais tristes é se deixar cegar por conceitos pré-estabelecidos, por verdades criadas por terceiros, que nada mais são do que enganações, para prender os excessivamente crédulos na ignorância. 
Preguemos e pratiquemos o amor. O verbo amar clama por quem o conjugue de forma verdadeira e plena. O que estamos esperando? Amemos! Abramos os nossos corações e deixemos o amor tomar conta de cada parte do nosso corpo e da nossa alma. Deixemos o amor tomar conta das nossas ações. 
Deixemos o amor dominar o mundo!

Erica Ferro

• • •  
Pessoas, pouco a pouco as coisas têm voltado a se encaixar. E eu tenho melhorado, tenho me superado dia a dia. Com o passar dos dias, tenho readquirido a segurança de fazer o que fazia antes do pânico. Tenho retomado o prazer de nadar. Tenho fé que em breve não restará nenhum resquício de pânico em mim. (...) Curtam a página do blog e sigam no Twitter.(...) Um abraço da @ericona.


22 comentários:

  1. Lembrei do Teatro Mágico: Nesse nosso desbravar. Emanemo-nos amor. ♪

    ResponderExcluir
  2. Que lindo Erica, que pratiquemos o amor na sua totalidade.
    Eu critico muito (erros de português e política) acho que fora isso sou de boa. Defendo a minha opinião sempre mas respeito quem tem a opinião diferente da minha.
    Acho que o amor começa no respeitar as diferenças dos outros e aceita-las.

    Lindo texto!

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. "Deixemos o amor dominar o mundo" - nem que seja somente o nosso próprio mundinho.

    ResponderExcluir
  4. O post misturado com a música deixa a gente com uma sensação assim leve no espirito... Faz pensar! Lembrei de uma fala de João: "Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade." (1 João 3:18)

    ResponderExcluir
  5. Érica que lindo texto, devemos sempre praticar mais o amor, faz muito bem! Que bom que está melhor e está mais segura, beijinhoos

    ResponderExcluir
  6. Olá Flor! Fico feliz que tenha curtido minha entrevista, obrigada. Olha...adorei seu texto, como sempre escreve muito bem. O amor é sentimento lindo e absoluto e merece ter propagação sempre. Você vai se recuperar logo mesmo...torcendo.
    Beijinhos!
    Paloma Viricio- Jornalismo na Alma

    ResponderExcluir
  7. Hey Erica
    Desculpa a demora para te responder!

    Do Patterson eu li 4 de Julho, até que gostei.. mas é uma série com trocentos livros, lançados por diferentes editoras que dá preguiça de continuar HAHAHA
    Mas gostei da escrita dele.

    Sobre seu post:

    'Quem somos nós para julgar alguém?', verdade.. ando refletindo muito em coisas que têm no texto.
    Dos últimos anos prá cá andei travando uma briga com esse 'amor' aí.. to querendo fazer as pazes com ele mas tá bem difícil HAHAHA ele sempre dificulta as coisas :P

    Bom feriado!

    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  8. Muito bacana o texto, muito mesmo!

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
  9. Adorei o texto! Realmente seria tão bom (como disse uma frase que li outro dia) que amor fosse que nem bocejo: contagioso...

    ResponderExcluir
  10. Fico muito feliz que você esteja melhorando, Erica!

    Respondi o comentário seu lá no blog mesmo, porque senão esse aqui ficaria gigante e bagunçado! haha, depois dá uma olhadinha, viu?(http://nadacerto2.blogspot.com.br/2013/01/tour-pela-minha-estante-de-livros.html)

    Sobre o post... Amor, que assunto maravilhoso! Ainda mais quando ele é visto com tanto otimismo e satisfação! O que falta no mundo é exatamente esse sentimento bonito e nobre que, infelizmente, muitas pessoas deixam passar sem nem perceber. A vida é realmente curta (e julgando pelo tamanho das minissaias de hoje em dia, é curta MESMO!) e já resolvi que vou usar o tempo que tenho fazendo aquilo que faço melhor: amando!

    Achei sensacional ter lido hoje, pois amanhã é Valentine's Day e agora a pouco eu estava me preparando para a data - costumo distribuir corações simbolizando o Amor no msn, Facebook, twitter e similares, mas nesse ano resolvi entregar corações recortados, afinal, não é disso que o mundo precisa? haha - então já li no clima! haha

    Beijão :*

    ResponderExcluir
  11. Lindo texto, Erica! O amor é a solução pra maioria dos problemas da humanidade. Jesus mesmo pregava que devíamos amar - a Deus e uns aos outros - e que esse era o maior mandamento. Falta amor, minha gente!
    Beijinhos!
    Giulia - Prazer, me chamo Livro

    ResponderExcluir
  12. Oi Erica, adoro essas reflexões sempre presentes aqui. E melhoras, viu? Todo mundo tem seus momentos de dificuldades, e nada como um dia após o outro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Como me fez bem passar por aqui e ler esse texto: AMOR muda o nosso humor.
    E o seu texto foi o que me fez dar o primeiro sorriso do dia!

    ResponderExcluir
  14. Vim conhecer o blog de uma pessoas de opiniões sensatas e fui brindado por palavras incrivelmente otimistas. É o que transborda este post. Muito bom, Erica, mais uma vez concordo contigo e fico feliz quando encontro pessoas de bem pela internet, a prova cabal de que estou no caminho certo.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. Oi Erica, tudo bem flor?
    Mais um texto incrível. Amar. Acho que esse é um verbo que 90% das pessoas gostam de usar, e em 90% do tempo o utilizam de forma vulgar. Amar é tão profundo, e ter atitude cujo o amor é o principio é tão difícil. Se o amor fosse de fato vivido, muitas coisas ruins não aconteceriam. Poucos amam de fato, o que é triste.
    Flor que bom que você tem melhorado e cada vez mais voltado a encontrar prazer nas coisas que você mais gostava de fazer. Torcendo por você. E obrigada pelo ultimo comentário, também já te considero uma amiga blogueira especial.
    Abraços,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  16. Acordar assim é uma dádiva. Quando acordo mal-humorada sempre tribuo à falta de amor no sangue, acho que é bem isso mesmo. Quem dera pudessemos fazer uma love-transfusão quando necessário. :)

    ResponderExcluir
  17. Um dos meus sonhos é ver o mundo dominado pelo amor. Com certeza, seria um mundo maravilhoso. Não custa sonhar, né? O amor é uma solução, não um problema como muitos pensam. Belíssima a sua reflexão. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  18. amor pulsando nas veias...que sensação boa,heim? ^___^

    ~~ Emilie Escreve ~

    ResponderExcluir
  19. É isso aí, sacudir o maor sempre porque "a vida é mais curta do que uma minissaia"!
    Adorei
    :)
    http://sesobrarpapel.wordpress.com/

    ResponderExcluir
  20. Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
    com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
    Se desejar fazer parte de meus amigos virtuais esteja à vontade, decerto que irei retribuir seguindo também o seu blog.
    Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
  21. "a vida é mais curta do que uma minissaia" HAHAHAHAHA, ai Ericona, ótimo texto e maravilhoso saber que vc tá melhorando <3

    (sobre o que você comentou no meu post, obrigada! tô tentando fazer o que minha mente tem tentado impedir por medo... percebi que como essa semana foi corridíssima, por causa de provas/relatórios e outras coisas na faculdade, nem deu tempo de sentir essas coisas estranhas.. talvez seja problemas de cabeça vazia, sei lá, haha. --
    Ah, bonitas aquelas passagens do texto que escrevi, né? Elas são pedaços da letra da música Simple Man do Lynyrd Skynyrd, estava ouvindo e pensei que aquilo se encaixaria legal numa história, haha. Ouça a música, ela é linda! Aliás, recomendo ouvir outras da banda tbm... ouve aquela lista de reprodução do youtube que tem uns 100 videos, as músicas deles são ótimas <3 -- Te adicionei no facebook o/ )

    bjos

    ResponderExcluir
  22. Disse tudo, Érica! Bem se ver a sua positividade e a sua força. É um exemplo para todos.
    Um abraço!
    Estou dando uma vasculhada no seu blog e adorando!! Bjus

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?