09 agosto 2012

♫ Confie em si mesmo... ♫

Com quem realmente posso contar?
Já me fiz tanto essa pergunta, e creio que você que está lendo isso agora também.
Porque, olha, encontrar alguém que ria com a gente é fácil demais. Qualquer um pode engatar uma conversa em qualquer lugar, uma conversa divertida e animada, que nos faça esquecer por uns minutos ou horas os nossos problemas, nossas dores e dúvidas, e sei lá o quê mais. Mas, e confiar? Em quem a gente pode confiar? Paro pra listar as pessoas com as quais posso contar, nas quais posso confiar, e são tão poucas. Tão poucas. E, obviamente, não é com alegria que eu constato isso. Não é novidade pra ninguém que nos decepcionamos constantemente na vida, seja com as pessoas ou seja com nós mesmos. Mas hoje eu quero falar das pessoas. É muito deprimente gostar de alguém, confiar, até mesmo amar, e esse alguém, de uma hora pra outra, nos apunhalar pelas costas. Traição. Falsidade. É disso que estou falando. Se há uma coisa que prezo é a sinceridade. Sim, todo mundo preza pela sinceridade, você pode dizer. Será que preza mesmo? Se prezasse não existiria tanta gente farsante por aí. O fato é que as pessoas mentem, traem, fingem, machucam, pisam umas nas outras. Essa é a cruel verdade. Verdade bem conhecida, diga-se de passagem. Porém, pela milésima vez, eu estou revoltada com o tema. Por que é impossível pra alguns ser verdadeiro? Por que fingir ser amigo de alguém quando não se é, quando não se sente algo pela pessoa? Por que falar mal de alguém quando esse alguém está ausente?
Já disseram que eu era supersincera. Francamente? Eu prefiro magoar alguém dizendo o que eu penso a dizer o que ela quer ouvir e fingir ser algo que eu não sou. Não, eu não quero dizer aqui que eu sou certinha. Não se trata de fazer as coisas certas. Ou não só disso. Se trata de não fazer com os outros o que não queremos que façam conosco. Sim, é clichê. Muito clichê. Mas quem, na hora de agir, lembra disso? Quantos lembram?
De verdade, isso me entristece demais. E o que me entristece ainda mais é que, de onde menos esperamos, vem a punhalada. E quem dá a punhalada é aquele amigo nosso. Aquele que a gente jurava que podia contar pra todas as horas, pra todos os momentos. Aquele que a gente pensava que poderia falar de tudo, porque o que disséssemos estaria totalmente seguro. E, pasmos e desconcertados, descobrimos que o amigo era um desgraçado, fingido de uma figa, que fala mal de nós pelas nossas costas, que ri de nós na nossa ausência. Descobrimos que não, nós não podemos contar com tal pessoa. E, então, é aí que a gente se fecha no nosso mundinho, tristes e descrentes de tudo e todos, e ninguém entende a razão. Ou finge não entender a razão. Porque, sinceramente, algumas pessoas são muito desavergonhadas, essa é a palavra, desculpa. Fazem pouco caso da amizade que devotamos a elas, nos machucam, nos pisam, nos ferem, nos traem, e depois não entendem a causa do nosso afastamento, da nossa reclusão. Essas pessoas seriam engraçadas se não fossem desprezíveis.
Olha, Renato Russo estava certo: se nós quisermos alguém em quem possamos confiar, o mais sensato é confiarmos em nós mesmos.

Erica Ferro

* * *

Últimos dias pra participar da promoção Pollyanna. Corre, ainda dá tempo! Um abraço da @ericona.

17 comentários:

  1. É tão difícil confiar e quando confiamos notamos que era melhor não confiar em nada, só em nós mesmo. Afinal só os clichês são verdades.
    beijo

    ResponderExcluir
  2. Prefiro não confiar em ninguém (somente em mim)

    ResponderExcluir
  3. Confiança é um negócio complicado. Não costumo confiar em qualquer um. :(

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  4. Confiança é realmente algo muito difícil,Renato Russo é que um sábio,antes de tudo temos que confiar em nós mesmos,por que nos outros é bem difícil,na maioria das vezes a pessoa que nunca esperamos nos decepcionar,vem e nos decepciona,e assim é a vida.

    strawberrydelivrosefilmes.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Hey
    Esse texto tem tudo a ver com o que eu estava pensando esses dias..
    A gente faz aniversário e começa a pensar em tudo.. de acordo com a idade, em confiança.. sobre amigos.. aqueles que você pode confiar.. e tals

    E no fim sempre acho válido confiar em mim HAHAHA

    Seguindo
    beijos
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  6. Já me decepcionei tanto que agora é dificil eu confiar nas pessoas, não sei, é complicado. Confiança quando quebrada, é triste.

    http://vitaminadepimenta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. Tenho fama de desconfiada. Confiança é complidado.

    Beijos,

    carissa
    http://artearoundtheworld.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Confiança sempre é uma coisa muito delicada. Eu mesma já me decepcionei tanto que hoje em dia, eu só confio em mim mesma.
    Beijos.

    http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oie Erica adorei o post, acho que sim é mais sensato confiar só em nós mesmos, mas quem consegue? eu ainda não...beijinhos


    http://deborah-alana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Ah Erica, é triste constatar que podemos confiar em pouquíssimas pessoas, mas é a triste realidade. Já sofri na pele o que é confiar em algumas pessoas e receber a tal apunhalada nas costas, mas enfim, é a vida, só podemos confiar em nós mesmo e nem sempre ;}

    Beijos
    Meu outro lado

    ResponderExcluir
  11. É tão difícil confiar em alguém , tão difícil encontrar aqueles pessoas que posamos contar e desabafar e pior ainda é quando nossos melhores amigos como você disse nos traem.

    relembrandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  12. Oi Erica, o texto é ótimo e, infelizmente, verdadeiro. Mas eu ainda fico feliz de poder contar alguns dedos de pessoas que posso confiar.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Participe!!

    Gente, uma promo rolando no site PortalTudoAqui!

    Você não pode perder essa! Quem ama lingeries não pode deixar de participar. A Absoluta Lingeries mandou uma sacolinha com 5 maravilhosos conjuntos da coleção primavera verão 2012/13, para sortear entre as leitoras. Quer saber como participar? É Super fácil! Acesse e participe!

    http://www.portaltudoaqui.com.br/L_noticias.php?cod_not=2526

    ResponderExcluir
  14. Mais uma vez, eu adorei o texto! É verdade, muita gente não pensa duas vezes antes de magoar alguém, porque só conseguem enxergar seus próprios umbigos. Já passei várias vezes por isso, de confiar nas pessoas erradas e digo que isso me tornou muito mais seletiva quanto as pessoas que me aproximo e deposito a minha confiança. As pessoas que confio de verdade nem enchem uma mão. Mas ainda assim, é um tiro no escuro porque se tratando de outra pessoa, sempre há a possibilidade de mágoa.
    Beijinhos

    www.hiperbolismos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  15. Oh My God - É demais isso, porque eu estava pensando sobre este específico tópico e de repente entro no seu blog e você postou algo muito bom. Adorei.

    Eu prefiro mil vezes confiar em mim. HAHAHAHA! Mas às vezes eu mesma me decepciono.

    Beijos. Tudo Tem Refrão

    ResponderExcluir
  16. Olá.
    Legal, gostei muito,parabéns.
    Divulgue seu blog no Portal Teia,é grátis e rápido.
    Se interessar é só dar uma passadinha lá.
    Até mais

    ResponderExcluir
  17. Verdade... Precisamos confiar em nós mesmos e transmitir isso aos outros...

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?