09 fevereiro 2016

A difícil arte de ser resiliente

Sabe, a vida às vezes pode ser difícil pra cacete. Tem dias que nada faz sentido, que dá uma vontade de desistir de tudo, de si mesmo, dos outros, do mundo... Da vida. Tem dias que pensamos seriamente em jogar tudo pra o ar. Quando a gente apanha muito da vida, se enche de cicatrizes que parecem nunca sarar por completo, a vida fica pesada e quanto mais a gente pensa nisso, mais a gente se afunda e sufoca. "Não tá tranquilo, não tá favorável", dizemos pra nós mesmos. "Tá complicado, tá dolorido, tá impossível. Eu não vou conseguir suportar mais um dia", é o que repetimos incessantemente.

Repete tanto que isso acaba virando um mantra diário.  As pálpebras pesam e os olhos choram sem parar. As horas passam, o dia acaba mas nossas paranoias permanecem. É difícil acreditar num amanhã melhor quando tudo o que nos acontece, quando todos os pensamentos que nos assolam são cinzas e reforçam o nosso medo.

Esse inferno mental é insuportável, é enlouquecedor. O que fazer pra abrandar isso? Onde conseguir esperanças quando dentro de si não existe resquícios de pensamentos positivos? O que eu faço com toda essa tristeza e desespero? Como posso me ver livre dos meus fantasmas? Como posso vencer tudo isso? Eu posso vencer? Ou essa luta eu já perdi? Não consigo mais suportar. A confusão e o cansaço mental tragaram a minha paz e já há mais vigor em meu corpo.

Se já perdi a luta eu não sei, mas tenho procurado não entregar os pontos.  Tenho tentado levantar a cabeça, e mesmo com chuva nos olhos seguir. Eu sei que não é nada fácil,  sei que é difícil acreditar num amanhã melhor. Mas se eu não acreditar e não lutar, ninguém fará isso por mim. Porque não há remédio e terapia que resolva o ócio que me assolou.  Então mesmo que a luz no fim do túnel esteja apagada, eu levanto, lavo o rosto e vou enfrentar o monstro do dia e mais quantos vierem. A vida anda é pra frente.  Então o jeito é seguir.

Erica Ferro & Ariana Coimbra

* * *
Conversa no WhatsApp:
- Pensa rápido, Ariana. Vamos escrever agora? - pergunto.
- Agora? Sobre o quê? - responde Ariana.
- Sim! Sobre qualquer coisa. Eu começo.

E assim nasceu esse texto. Ariana Coimbra é uma mulher forte e valiosa, muito embora às vezes esqueça disso. Ela é uma das seletas pessoas com as quais converso sobre tudo, sem medo de ser julgada louca ou perturbada. E eu sei que ela também se abre comigo. Passamos por coisas semelhantes na vida, sobretudo no que diz respeito aos sentimentos e sensações que muitas vezes não conseguimos domar e eles acabam nos dominando, nos sufocando e causando uma verdadeira bagunça na nossa vida. Somos duas criaturas sensíveis, mas já fomos bem mais. Queríamos muito ser mais racionais, porque já tivemos provas suficientes de que sentimentais sofrem um bocado nessa vida louca. Mas o que podemos fazer? É o nosso jeito, é a nossa essência. Por esses e outros motivos, escrevemos e tentamos, por meio da escrita, nos tranquilizar e plantar um pouco de paz em nossas mentes e corações. Adorei escrever esse texto, assim, na lata, sem pensar muito, com a minha cara Ariana. Foi algo espontâneo, vindo mesmo do coração e dos nossos cérebros por vezes sobrecarregados e alucinados.
Nunca mais havia escrito assim, em parceria. Foi ótimo retomar essa forma de escrever. E que bom que foi com essa blogueira que conheço de longa data. Que outras parcerias venham, Ariana!

* * *
Fan Page Sacudindo PalavrasTwitter Sacudindo PalavrasFan Page Atleta Erica FerroTwitter Erica Ferro

30 comentários:

  1. Nossa que texto lindo! kkkkkk

    Adorei escrever contigo, assim em vinte minutos, de madrugada e com o celular caindo na minha cara toda hora.

    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também adorei. Somos sensacionais! =P (e humildes... hahaha)

      Excluir
  2. oi, oi.

    nossa, Erica! que legal escrever em parceria. eu nunca fiz isso, mas tu me deu uma boa ideia.

    e que crônica é essa? super me identifiquei. como convivo com a bipolaridade, tem dias que eu fico desse jeito, sem saber pra onde vou, o que faço da minha vida... mas, lá no fundo há um luz (que eu chamo de Deus) que vai clareando meu pensamento e o meu caminho. como vcs disseram o texto, temos que acreditar e lutar.

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo! Crer em dias melhores é sempre a melhor saída!

      E depois me conta essa boa ideia, viu? Ou melhor: conte o resultado dessa boa ideia.

      Beijo!

      Excluir
  3. Que texto! Que massa! Já me senti assim, e aindo me sinto de vez em quando, sabe, as pálpebras pesando e o mar saindo de meus olhos, mas é como você disse, e reescrevo: se a vida anda para frente, não vamos dar com o pé atrás.

    Olha, acabei de ver que você é de Maceió! Sou de Alagoas também, Teotônio Vilela, quem sabe um dia a gente se esbarra por aí ^^

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, a direção é em frente!
      Opa, maravilha! Se moramos no mesmo estado, será mais fácil nos vermos por aí.
      Um abraço!

      Excluir
  4. Ericona, querida. Tudo bem?
    Às vezes tudo que a gente quer é não ser forte, não ter que encarar nenhuma outra luta, não ter que sair da nossa zona de conforto, e hoje abri pra escrever mais ou menos sobre isso. Sobre todas as expectativas que criei pra esse ano, mas só me enxergo ficando deitadinha em posição fetal na minha cama, porque de repente tudo parece me ferir mais fácil :/ mas nem da, a gente precisa levantar e prosseguir, querendo ou não 'continue a nadar'. Beijos e mais beijos! :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso mesmo, minha querida. Não podemos desistir. Vão ter dias ruins mesmo, cinzentos, mas não podemos desacreditar que virão dias coloridos e bonitos.
      Força sempre!

      Excluir
  5. Oi, Erica! Tudo bem? Adorei esse texto à quatro mãos. Frequentemente me sinto assim, com vontade de desistir de tudo. Mas o Tony otimista me convence a não entregar os pontos e jogar essa vontade de lado. Adorei o texto! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo, Tony: o lance é nos apegarmos ao nosso lado otimista. ;)

      Excluir
  6. Oi, Erica, tudo bem?

    Menina, que texto mais profundo e verdadeiro! Adorei.
    A vida realmente é difícil. Não dizem que viver é uma arte?
    Realmente às vezes dá vontade de jogar tudo pro alto, mas a gente encontra forças que a gente nem sabe que tem!
    Lindas palavras! <3

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, Tami. Viver é uma arte e passamos a vida inteira tentando aprendê-la. ;) :*

      Excluir
  7. Érica voltando ( em parceria) a sacudir palavras! Sacudir para longe, para chegarem a olhos e ouvidos que precisam delas, mesmo que não saibam.
    Adorei o texto, profundo e tão verdadeiro. Por mais difícil que esteja, sempre há um cordãozinho que seja para guiar nossa caminhada e nos manter com os olhos fixos no horizonte.
    Abraços

    Marina Carla- Devaneios e Desvarios

    ResponderExcluir
  8. Oi Érica,
    Esse texto definiu bastante o momento que ando passando...desde ano passado, sei lá. Mas, a minha chama da esperança sempre ilumina que tem algo bom para vir \o
    Ótima parceria, ótimo texto.

    tenha uma ótima sexta.
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre, sempre tem algo bom por vir!

      Luz e força, sempre!

      Excluir
  9. Oie Erica =)

    Esse texto definiu bem os meus últimos meses. Essa vontade de que alguns dias bate de jogar tudo para o ar por que parece que a gente não tem mais força para continuar.

    Mas, ao menos tempo parece que tem algo dentro de nós que briga contra esse sentimento e nos mantém em pé nos forçando a caminhar.

    Parabéns pelo texto! What's rendendo ótimas parcerias =D

    Beijos;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, vejo que muita gente se identificou com o texto. É ótimo poder traduzir o que sentimos e ainda ver o outro se identificando com as nossas palavras.
      Beijo!

      Excluir
  10. Vcs estão de parabéns! Não fazia ideia de que o texto tinha sido escrito em dupla até vc explicar no fim do post.
    Adorei, parabéns meninas!!

    xoxo
    http://www.amigadaleitora.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahaha, que bom que gostou! Ficou bem homogêneo, né?
      Beijo!

      Excluir
  11. Que texto!!

    A Ariana me mandou ontem e só li hoje, mas parece que não era pra ser ontem, li no momento certo. A vida não é fácil, é cheia de subidas e descidas, e hoje entendo bem quando uma criança perto de mim dizia que queria ser adulto, sempre diziam que bom mesmo é ser criança. E sim, eu nunca desejei crescer, mas é inevitável. O negócio é seguir preparado pra tudo, buscar força até nas fraquezas e bola pra frente.

    Parabéns para as duas!
    Beijão!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso, isso! Bola pra frente!
      Que bom que gostou da parceria.
      Beijo.

      Excluir
  12. Amei o texto e seu blog ♥
    Estou seguindo! sucesso.
    http://blogmichaelvasconcelos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Duas queridas, que eu adoro tanto, escrevendo junto. Logo, o texto só podia ficar tri legal. A vida é bem difícil, sim. A gente tem os momentos de desespero, várias vezes. Contudo, a gente precisa encontrar força e coragem para seguir em frente. A vida é difícil, mas vale a pena (eis a sua dualidade). Beijinhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, que bom que gostou, minha querida poetisa!

      Sim, é difícil, mas vale a pena. E se vale a pena, não podemos esmorecer!
      Beijo!

      Excluir
  14. Olá, Érica.
    Que legal você conseguir escrever junto com alguém. Eu já tentei resenhar junto com outra pessoa e vi que é muito difícil. Gostei bastante do texto, eu já me senti assim muitas vezes e ainda sinto de vez em quando.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o lance quando se escreve em parceria é fazê-lo despretensiosamente, sem muita pressão, então a coisa flui bacana.

      Fico feliz que tenha gostado. Beijo!

      Excluir
  15. Lindo! De uma intensidade sbsurda. Um grito da alma. Foi uma surpresa descobrir que ele tinha sido escrito em conjunto rs adoro os textos da Ariana tbm, vcs fizeram uma dupla incrível. Amei.
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, minha querida Lu! Que bom que gostou da parceria.
      Beijo grande!

      Excluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?