30 abril 2013

Do cansaço bom


Tumblr_mig4l6frzq1s40kuwo1_500_large

Estou cansada. Realmente cansada. Mas é um cansaço bom demais, sabe? Porque eu me cansei fazendo o que eu gosto, me esforçando ao máximo nas atividades que me alegram e me proporcionam prazer. Afinal, fazer o que gostamos também é cansa, ainda mais se fizermos com empenho, com verdadeiro afinco. Eu tenho me dedicado genuinamente aos meus projetos, mais do que nunca. Sou uma sonhadora, uma sonhadora afobada, e esse é o problema. É que eu quero que os meus desejos se realizem agora, no momento já, e nem sempre é possível. Aliás, creio que isso não seja mesmo possível. Porque tudo é um processo. Sim, podemos sonhar e realizar, mas não da noite para o dia. E é isso que tenho tentado fixar nessa cabecinha aluada. O que tenho feito? Corrido atrás do prejuízo, trabalhado arduamente, com muita fé, extremamente focada. Estou me preparando para colher ótimos frutos. Mas, por mais que isso soe um bocado pessimista, sempre é bom aprontar o espírito para uma possível colheita malsucedida. Porque, infelizmente, há esse negócio de "as coisas podem dar errado, por mais que você tenha feito tudo certo". É uma ironia das mais sacanas da vida para conosco, mas o que podemos fazer contra isso? Nada. Ops, há sim. Tentar de novo. Tentar outra vez. Raul tem toda a razão em sua sábia música. Podemos sacudir o mundo, se quisermos. Não sei qual é a da vida nos boicotando, mas sejamos mais sacanas do que ela: se ela nos derrubar dez vezes, nos levantemos onze e alcancemos o que for pra ser alcançado. Porque, veja bem, a vida é pra quem tem sangue nos olhos. Tropeços fazem parte do caminho longo e louco da vida. Então, nessas horas, cantemos aquela musiquinha "levanta, sacode a poeira e dá a volta por cima..."
Eu já caí várias e várias e várias e várias e várias (...) vezes. Algumas quedas foram realmente feias e eu fiquei realmente machucada, chegando a achar que nunca iria conseguir andar novamente. Mas eis-me aqui, de pé, andando de novo, seguindo adiante. 
Porque eu posso ser azarada, mas também sou demasiadamente raçuda. Um dia o azar se cansa e eu venço a guerra. 
Assim seja!

• • • 
Texto escrito especialmente para o compartilhar com um dos grupos mais adorados, o Elite Blogueira. Especificamente para a seção #todoscomenta (sim, eu sei que a concordância está errada, mas é assim mermo o nome do baguio, tá ligado?).
(...)
Não esqueci de resenhar e sortear o livro "Proteja-me", publicado pela Novo Conceito. É que as coisas têm sido meio corridas, tanto que eu ainda nem li o livro. Mas, quando menos vocês esperarem, venho com a resenha do livro e, logo depois, com o sorteio. Aliás, tenho MUITOS livros da Novo Conceito pra ler e pra sortear, mas acho que vão demorar a aparecerem por aqui. Demorar um pouco, pelo menos. Mas eles aparecerão e vocês farão a festa, beleza?
(...)
Quem não curtiu a fan page do blog, curta. Quem não segue o blog no Twitter, siga.
(...)
Um abraço da @ericona.
Hasta la vista!

30 comentários:

  1. Eita guria raçuda essa!
    Eu te disse num tweet ontem né?
    Tu és de fibra, continue assim que vais longe. Só não seja igual eu querendo tudo pra ontem.
    Você vai conquistar tudo o que quer!
    E vou estar sempre na torcida!

    Beijos chata ( pra não perder o costume) rs

    ResponderExcluir
  2. É o tipo de cansaço que conforta, né. :)

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu texto. Isso me inspirou muito!
    Parabéns pelo texto e pela raça!
    www.vanessa-testaveira.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Raçudíssima! Só pare de se achar azarada...
    As coisas ruins que acontecem na vida são como provas, pra ver os nossos limites e nos fazer superá-los. Sem contar que às vezes, o que você acha que foi uma derrota te tirou de um caminho de algo que poderia nem ser tão bom e vai te fazer aprender o que for necessário. Acredito muito nisso.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  5. Também quero sempre tudo na hora, o que as vezes me afeta de alguma maneira :/

    ResponderExcluir
  6. Que texto mais lindo. Posso afirmar que me identifico com o seu texto. Apesar de tudo na minha vida, eu tenho a plena consciência que sempre fui raçuda e uma pessoa de muita fé. E, além disso, também sou muito ansiosa, tenho que aprender a controlar isso (hoje estou bem melhor, mas...)
    Apesar de não fazer mais parte do grupo, achei essa seção bem interessante e, com certeza, o seu texto está bem apropriado.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. Mas que cansaço bom hein?!
    Sabe o cheiro que sinto?!
    De vitória, de trabalho feito, de satisfação.
    A guerra é diária, mas guerreiras como você, não matam o leão e sim amaciam o coração dele e escreve docemente assim, pra encher os olhos da gente de ternura! De vontade de ir sempre em frente!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  8. Adorei o texto, lindo!!
    Dá uma passadinha?
    http://be-maybe.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. É esse tipo de cansaço que salva o mundo da preguiça.

    O final amarrou com estilo a proposta do texto.

    Parabéns.

    ResponderExcluir
  10. Eu sinto esse cansaço bom também, Erica. E é gostoso. Tem horas que vem a tempestade e tudo fica cansativo demais, mas quando a gente gosta do que faz tudo acaba dando certo (seja certo mesmo ou não).

    Adorei!
    P.S.: Atrasou, mas chegou correndo. Hahaha.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  11. Pensei em tantas coisas ao ler esse texto que nem sei ao certo por onde começar, mas o que tenho a dizer primeiro é que foi uma lição e tanta. Acho que todos nós precisamos dessa garra de nunca desistir, e como você bem disse, se a vida nos derrubar dez vezes, levantamos onze. Toda queda é aprendizado e no fim das contas, percebendo de imediato ou não, nos tornamos pessoas mais fortes.
    Lindo, lindo e lindo. Que isto se torne cotidiano para todos nós, que essa ''raça'' possa ser trazida à tona mesmo quando o fardo estiver pesado demais.
    Um beijo!

    ResponderExcluir
  12. Hey Erica
    Texto maravilhoso.
    Eu sentia esse tipo de cansaço quando eu estava num emprego que adorava... mas infelizmente tive que sair.. é uma sensação ótima..uma felicidade por estar cansada HAHA

    Acho que toda mulher esse tipo de sonhadora HAHAHAAHAHA

    Não ver resultados na hora, desanima.. mas tem que ter esperança

    bom final de semana
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  13. Ih, Ericona, vida é o que não falta na sua frente e várias oportunidades de cair-levantar-cair-levantar. Nada como preencher o espaço-tempo com luta, suor e cansaço. O resultado é sempre realização, pois a busca muitas vezes já vale a vitória. Sou sua fã! 8)

    ResponderExcluir
  14. Eu não gosto muito desse negócio de azar. Acho que se uma coisa aconteceu ou não na vida de alguém foi porque assim teve que ser. Você não é azarada, Erica, você é uma baita de uma sortuda. Tá viva, é atleta, escreve divinamente, passou recentemente na federal. Ah, e isso também não é sorte. Isso é a vida. E ela tá sendo muito linda pra ti *-*

    ResponderExcluir
  15. Batalhadora, cheia de poesia que és <3 Fico abraçando tuas palavras mentalmente porque são feitas de realidade e motivam tanto. Um imenso carinho em ti. (:

    ResponderExcluir
  16. Adorei o post, a vibração, diposição e energia em suas palavras sacudidas de forma tão determinada, parabéns!

    É assim mesmo que temos de encarar a vida.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  17. Não vejo bem isso como sorte ou azar, acho que é mais aquela questão do aprendizado. Precisamos sofrer para valorizar a vitória. Uma vitória muito fácil, seria vista com descaso. Ou daria-se menor valor do que realmente vale.


    Ótimo texto.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  18. Sabia que me vi um pouco no seu texto?
    Sou uma pessoa que também não desiste fácil do que quer. Eu caio e me levanto quantas vezes forem necessárias, enquanto não conquisto o que quero não sossego.
    Assim a vitória tem um gostinho melhor, mas saboroso.
    Gostei demais. Beijos

    ResponderExcluir
  19. Um dia o azar se cansa e eu venço a guerra."

    Ultimamente tenho andado cansada também , mas assim como você um cansaço e feliz. é tão bom quando nos cansamos fazendo o que gostamos.
    Uma sensação que vai além do dever cumprido.

    ResponderExcluir
  20. Ah a citação foi porque foi a frase que eu mais gostei do texto.

    ResponderExcluir
  21. Esse cansaço é bom né? Por que mesma nos deixando exaustas nos faz querer buscar mais e mais, e assim, cansar mais e mais ainda. É um cansaço frutífero, eu gosto disso! Tenho me sentido muito assim nos últimos meses por que também tenho alcançado muito coisa, mas nada fácil. E é assim, assim que se fortalece e assim que se cresce! Um beijo!

    ResponderExcluir
  22. Ah, e que bom é esse cansaço. Tenho andado assim ultimamente, mas isso não me desanima, porque vale a pena.

    Beijos

    ResponderExcluir
  23. Eu não acredito muito nessa história de sorte, má sorte e blablabla. As coisas acontecem num tempo certo. Eu acredito que, se não aconteceu, é porque tem algo muito melhor me esperando lá na esquina. Sabe aquela história de que Deus escreve certo por linhas tortas? Pois então. Algumas vezes essas linhas estão beeeem tortas, mas, se há fé, e há confiança, as quedas vão te mostrar um caminho muito mais lindo lá no finalzinho da rota.

    Beijos!
    MQ

    ResponderExcluir
  24. Cair e levantar, sempre um recomeço. Isso é ótimo!

    Um beijo,
    Luara - Estante Vertical

    ResponderExcluir
  25. Oi Erica, tudo bem flor?
    Adorei o texto, como sempre adoro, mas esse me parece ser mais especial. Faz algum tempo que eu não sinto esse tipo de cansaço sabe? E sinto falta disso. Muita falta. Mas vou dar um jeito nisso, e com relação aos tapas na cara que levamos da vida, acontece, caímos e levantamos. só pra derrota nem chegar a sentir o gostinho de vitória.
    Um grande abraço querida.
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  26. AH, cansar de tanto fazer algo que queremos e gostamos é muuito bom né? >< haha' Eu quero cansar assim também :/

    Beijos ><

    ResponderExcluir
  27. Passando para agradecer a sua visita. Muito obrigada. Um ótimo fim de semana. E um feliz dia das mães para sua mãe. Beijos.

    ResponderExcluir
  28. queria eu ficar cansada fazendo algo que gosto....

    muita boa sorte na sua jornada.
    »»» Emilie Escreve

    ResponderExcluir
  29. A cada tombo, um recomeço! Sempre vale a pena levantar, olhar para frente e de cabeça erguida... Mais um texto lindo!

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?