27 junho 2011

Acordei com medo de morrer

Sim, hoje acordei com o coração apertado, tão dolorido; toda trêmula, quase chorando, morrendo... Morrendo de medo de morrer! Por quê? Pesadelos. Não sou uma pessoa que tem pesadelos constantes, mas quando os tenho, sai de baixo. Já tive cada um que não foi brincadeira. Por exemplo: já tive o infeliz pesadelo de ter sido sequestrada e cortada em pedacinhos. Minha gente, eu acordei totalmente desesperada! E eu era só uma criança na época, imaginem.
Nessa madrugada, os pesadelos resolveram atacar (e com força!) a blogueira que vos fala. Tive vários pesadelos e em todos eles pessoas tentavam me matar. Sabe-se lá porquê! Povo louco! Enfim... Não lembro com exatidão de todos os detalhes desses vários pesadelos da madrugada anterior. Só sei que tentaram me matar na base da pedrada! Sim, uns meninos, que eu nunca vi na vida, resolveram me matar à pedrada. Mas, gente do céu, não eram pedras... Eram verdadeiros e gigantescos e mortais paralelepípedos! Sorte que nenhum conseguiu me atingir. Porém, sentia as pedras, ou os assustadores paralelepípedos, passarem rente a minha face, inclusive "cuspindo" areia nos meus olhos e boca. Angustiante, angustiante!
No outro pesadelo (sim, da mesma madrugada!), um carro, numa desvairada velocidade, me perseguia; não sei se dirigido por um homem ou uma mulher, só sei que tentava a todo custo me atropelar. Desesperador, meus caros, desesperador! Mas, por milagre, me safava de mais essa! Sou demais até em sonho! Certo, não sou demais. Foi horrível.
E bem, o último não foi bem alguém tentando me matar, mas de qualquer modo eu acabaria morrendo. Estava eu num Campus de alguma universidade, andando sobre uma rampa super alta, sem poder me segurar em nada, já que os corrimãos eram baixinhos e tal; ficava praticamente "solta nas alturas". E ventava loucamente, ventava muito mesmo. Eu praticamente voei de lá de cima. Eu ia morrer! Sério, meu medo de altura se confirmou nesse pesadelo. Sim, eu tenho um medo desgraçado de altura. Não sei como poderei superá-lo. Aliás, nem sei se quero. Deixa assim, vai.
Mas é sério! Por que a gente sonha essas coisas apavorantes, hein? Por que, meus queridos? Sei lá, a minha mente imaginativa acredita que seja mais como um tipo de alerta, de sei lá quem, um chamamento para a vida, sabe?
É quase certo que nós adiamos tantas coisas por acreditarmos que teremos todo o tempo do mundo para realizá-las. Se a morte nos ameaçasse constantemente, talvez tivéssemos uma outra visão da vida. Talvez tivéssemos uma sede e pressa maior de viver. Porque é claro que eu não sei quanto tempo eu terei de vida, por isso mesmo que eu preciso viver o máximo que eu posso enquanto eu posso. Esses sonhos, por mais horríveis que sejam, me dão uma certa vontade de sair por aí vivendo veementemente, aproveitando cada segundo como se fosse o derradeiro.
Sim, é verdade que acordei às 04:00 com o coração quase saindo pela boca, tremendo muito, com um aterrador medo de morrer e que só consegui voltar a dormir às 06:00. Acordei exausta, morrendo de sono, ainda chocada com os pesadelos, mas mesmo assim decidi levantar e viver, fazer o que eu sempre fiz. Com um certo receio, confesso, mas levantei e atendi ao chamado da vida. Ao longo do dia, nem lembrei mais dos pesadelos. O dia foi tão legal, mas tão legal, que seria besteira deixar o medo tomar conta de mim.
Concluo que, se existir o medo da morte, que tal medo seja transformado em vontade de viver, vontade de aproveitar o máximo de tempo que se tenha.
Suspeito que morrer seja fácil, e até sem graça. Difícil, mas ao mesmo tempo delicioso, é viver.
Vivamos!

(Erica Ferro)

17 comentários:

  1. Querida, engraçado como as vezes eu caio aqui no seu blog e acho que sou eu que escrevi certas coisas.
    Temos o pensamento bem parecido.
    Nessa semana eu estava pensando na morte, que coisa mais agoniante! rs
    Teimei pra dormir, confesso.
    Mas foi assim como você falou. O pensar na morte deve ser um motivo a mais para ir atrás da felicidade, e é isso que estou fazendo. Vivendo, sorrindo... sendo feliz.
    Adorei seu texto minha flor, um abraço.

    ResponderExcluir
  2. eu tenho medo da morte, porque, eu tenho medo de perder quem eu amo.

    Segue se tiver twitter: www.twitter.com/isgabisf

    ResponderExcluir
  3. Muito medo do seu subconsciente. Já tentou decifrar esses sonhos? Estresse, estafa mental... jesus, menina!

    ResponderExcluir
  4. acho que nunca sonhei algo assim... ja sonhei com a morte das outras pessoas, e acordava desesperada.. Uma vez liguei de madrugada pro namorado só pra me certificar...
    Agora uma coisa que eu odeio sonhar é com cachorro me mordendo, e sonho muito com isso! kakakaka.. dói.. =[
    bjussss

    ResponderExcluir
  5. Já tive sonhos bem chatos. O problema quando o sonho é premunição, semana passada tive um sonho louco com o carro da minha família e a tarde um acidente com ele. Não se assuste com o meu caso. Há sonhos que são stress, ou pq vc viu algo, etc. Acredito que seja o seu caso. Quando tiver esses sonhos ruins, ore. Beijinhos e fique bem.

    ResponderExcluir
  6. Já tive pesadelos sobre morte também,e dá um medo,que dá vontade de fazer um monte de coisas pelo medo de morrer e não conseguir viver tudo o que queremos. Então vivamos,e bem ^^

    Beijo.

    ResponderExcluir
  7. Não se preocupe. Pesadelos dão taquicardia, mas são necessários para a nossa sobrevivência no mundo real, sabia?
    Beijão.

    ResponderExcluir
  8. ashushuhsuashuash

    Tu tá é com alguma nóia que teu inconsciente transformou em 3 sonhos mortais. Averigue, acho que tu entrou pro Guinness... Qualé, quem tem 3 pesadelos assim de uma só vez?

    Meu caso é que, se sonho com as pessoas, o que é difícil, é algo sem moral nenhuma, ou então com morte... Já sonhei com minha avó, que nem conheci, e com a morte de uma amiga... com velório e tudo... Mas, felizmente, são raros tais casos...

    Benze-te e durma sossegada!

    ResponderExcluir
  9. Odeio ter pesadelos, ainda mais envolvendo morte.
    Mas a parte boa foi a sua conclusão de tudo isso, a vontade de viver, de não deixar pra depois.
    Isso sim é o importante, e a vontade da vida afasta as coisas ruins.

    ResponderExcluir
  10. Sabe que eu gosto de pesadelos? Quando estamos vivendo uma situação ruim, tudo o que queremos é que seja só um pesadelo. E pra mim, isso é delicioso de ter um pesadelo: Acordar dele. Poucas coisas são tão aliviadoras como acordar de um pesadelo e ver que, sim, dessa vez, tinha sido só um pesadelo! Eu acho uma delícia, hahahaha.

    ResponderExcluir
  11. Tenho medo que os que eu amo morram, mas de morrer mesmo eu não tenho.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  13. Eu também acho que devemos viver intensamente, nunca se sabe nem sobre o próximo segundo.
    Beijo. :D

    ResponderExcluir
  14. gosto de desafios e por isso vivo!

    :)

    Bjos
    Adorei

    ResponderExcluir
  15. Seu texto me caiu como uma luva, Eriquíssima! Acordei no meio da madrugada de um pesadelo horrível e as palavras finais do seu post me deixaram mais tranquilo! Vou transformar esse medo do irreal em vontade de viver, que eu ganho mais! hhahaha

    Beijo :*

    ResponderExcluir
  16. que coisa mais ruim. odeio pesadelos. também tenho alguns fortes de vez em quando.. já acordei chorando, já acordei com falta de ar.. muita coisa..
    a cabeça/mente da gente é algo espantoso!
    e olha só.. eu pena escrevi lá no meu blog sobre noites bem dormidas..
    boas noites bem dormidas para vocÊ :)

    ResponderExcluir
  17. Eu acho que são pesadelos assim que nos fazem acordar dos pesadelos que temos acordados...

    Se é que vc entende a minha metáfora

    (saudade de vir aqui, Dama de Ferro)

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?