12 fevereiro 2012

♫ All You Need Is Love ♫

All you need is love
All you need is love
All you need is love, love
Love is all you need

Não, eu não me acostumo a esse mundo caótico e desumano. Não, eu não entendo o que leva pessoas a agirem brutalmente umas com as outras sem nenhum motivo aparente. Por que tanta violência? Para quê tanta tirania? Qual é a razão para tanta insensibilidade?
Falta amor nesse mundo? Não é que falte amor, porque amor não se dá em fonte ou algo assim, ou seja, não é algo esgotável. O amor simplesmente brota. Brota nos corações daqueles que se dispõem a amar. O amor pode desabrochar nos lugares mais imprevisíveis e nos corações mais improváveis. O amor transforma as pessoas. Basta que se queira ser transformado pelo poder do amor.
Sabe o que realmente falta? Vontade de amar. Falta interesse em dar um pause na própria vida, olhar para dentro de si mesmo e se enxergar de verdade. Falta vontade de olhar em volta e enxergar as pessoas e situações como de fato elas são. Falta calma para conhecer a si próprio, ter um franco encontro consigo mesmo, limpar a bagunça de sua alma e finalmente ser capaz de se amar, se entender e se respeitar. Falta paciência para entender as necessidades alheias e respeitar as estranhezas dos outros. É curioso e quase engraçado como as pessoas querem tanto sarar as enfermidades do mundo e solucionar os problemas alheios, que esquecem de olhar para si mesmas e, assim, perceber que pelo menos uma parte da parte da parte (...) do caos é causada por elas mesmas. Algo me diz que se cada um tentasse corrigir os próprios defeitos, suprir as suas próprias falhas e, só depois disso, pensar em apontar as imperfeições dos outros, o mundo seria um lugar bem menos conturbado e até mesmo feliz. Sabe aquela frase clichê que diz "A mudança começa em nós mesmos"? Então, ela é totalmente verdadeira, clichê, mas verdadeira.
Precisamos nos visualizar primeiro, enxergar cada qualidade que temos e cultivá-las; identificar cada falha e consertá-las tão logo for possível; perceber a nossa verdadeira beleza, que vai muito além do físico, e nos cuidar, nos amar. Feito isso, olhemos para quem está ao nosso lado, estendamos a mão a quem necessitar de nossa ajuda, amparemos aos oprimidos, lutemos por tempos mais justos para todos os povos. Amemos, porque amar é cuidar, é resguardar, é querer bem, é se compadecer, é... simplesmente amar.

Erica Ferro

*



*



*Texto escrito especialmente para
a blogagem coletiva do blog da Aleska.
Participem vocês também! :D

***
Texto ultra romântico e até certo ponto utópico, mas foi isso que saiu hoje dos meus dedos. Simplesmente saiu, fui escrevendo sem muito pensar, sem muto analisar. Simplesmente brotou.
Acompanhem os posts do Gurias Arretadas.

Um abraço da
@ericona.

Hasta!

9 comentários:

  1. Romântico e utópico coisa nenhuma, texto verdadeiro, coerente!!! Amei Ferro, perfeito!!! Não falta amor no mundo, falta vontade de amar!!!

    ResponderExcluir
  2. Lindo texto falando de algo verdadeiro! Dizem que nossa capacidade de amar se forma até os 6 anos de idade. E muitas pessoas endurecem o coração devido aos sofrimentos. Pensar e amar a si próprio é saudável e necessário. Mas como você disse, é preciso enxergar o outro.
    Por isso surgem esses boatos de fim de mundo de tempos em tempos. Servem para fazer as pessoas notarem que perdem tempo demais com o que não importa e não valorizam o que é realmente importante.

    ResponderExcluir
  3. sE FOI TÃO ESPONTANEO ASSIM, ESTÁ EXPLICADO A SINCERIDADE E A BELEZA DAS PALAVRAS. VOCÊ TOPARIA POSTAR ESSE TEXTO NO EM QUANTOS? A PANDORA QUER FAZER UMA SÉRIE LÁ SOBRE AMOR. BEIJOS!

    ResponderExcluir
  4. Não importa se é utópico,amo textos assim, recheados de amor nas palavras sobre o próprio amor. Por que amar não é manter um relacionamento e só, amar é muito mais que isso, infinitamente mais que isso. Seu texto, eu achei, ficou bem parecido com o da Ana, claro que diferente nas palavras, mas trataram com o mesmo pensamento, o de se cuidar primeiro para depois amar outrem.

    A música no final é simplesmente maravilhosa, caiu super bem.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. o utópico é impossível pq naão temos coragem de ir lá e fazer!

    sábias palavras, Erica.

    verdade verdadeira.

    minha escritora ♥

    ResponderExcluir
  6. Acho que tudo e qualquer coisa que formos falar do amor será utópico. Porque até onde chega meu entendimento o amor é uma coisa diferente pra cada pessoa. Só que uma coisa é certa, tá faltando amor no mundo. Se todo mundo cuidasse de si mesmo antes de cuidar dos outros as coisas melhorariam demais!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  7. amei, amei seu blog.
    aaaaaaaaaah vc colocou novo lay :DD
    amei, os tons, tudo s2

    ResponderExcluir
  8. Que texto lindo e rômantico, o seu blog é um arraso. Cheguei hoje , mas já estou amando! Te seguindo! Adoraria ter você por lá também, www.spiderwebs.tk

    ResponderExcluir
  9. texto maravilhoso, erica!! como sempre, né?
    a gente sempre diz "ah, é fácil falar"... mas é um alívio botar os nossos sentimentos pra fora, ainda mais quando se trata de uma coisinha tão pura e bonita: o amor.

    é fácil aceitar que o mundo já não tem mais volta e que as pessoas que pertencem a ele (inclusive nós mesmos) não são mais capazes de amar.
    difícil é querer mudar isso, partindo do nosso interior... eu venho tentando não acabar desiludida nessa vida, sozinha, sem ninguém... e sei que vou conseguir.
    não digo que um dia chegarei na janela e sorrirei, pensando "consegui amar!"; mas sei que durante a minha vida inteira, terei muitas oportunidades pra chegar na janela e pensar "estou amando!"

    te add no facebook! beijinhos, saudades do seu blog

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?