06 março 2011

Para você, Raul!

Alinhar ao centro
Imagem retirada do site "Catraca livre".

Raul. Raulzito. Raul Seixas. O poeta-roqueiro-baiano-arretado. O maluco beleza. O disseminador da sociedade alternativa... Viva!
Raul, aquele que me ensinou que ser uma metamorfose ambulante é muito mais interessante do que viver agarrada à conceitos e à preconceitos passados, de olhos fechados para o novo, indiferente ao desconhecido; aquele que me explicou que desdizer as palavras de ontem não é pecado... também pode significar crescimento; aquele que me disse que, se o rádio não toca a música que eu quero ouvir, é muito simples de resolver... é só mudar a estação! E eu tenho mudado constantemente de estação, tenho conhecido sintonias perfeitas... dançado ao som do ritmo que me agrada.
Raul, que não é oftalmologista, mas me aconselhou que, na falta de colírio, usasse óculos escuros. E, hoje, óculos escuros é a minha marca registrada.
Raul, com quem cantei perguntas na esperança de que caíssem do céu as respostas.
Ah! Recentemente resolvi fazer um check up completo na minha vida. Belo check up! Raul precisava ver a quais conclusões cheguei. Tudo que conquistei até hoje não me basta, não por ser pouco; é pouco diante de tudo que ainda posso conquistar. Me levantarei da poltrona, na qual fiquei por tanto tempo com a boca escancarada, cheia de dentes, esperando a morte chegar, e caminharei por outras trilhas, desbravarei minas em busca de novas pedras preciosas. Viverei fazendo o que me apetecer fazer, fuçando aquilo que hoje me é incógnita, forçando portas; e se as chaves dessas portas forem tortas, o jeito é derrubar portas, chaves e todo o resto.
E, se de início eu nada encontrar, se tudo aparentemente der errado, sempre há a possibilidade de tentar outra vez. Raul sempre me fala que, se é de batalhas que se vive a vida, tentar outra vez é fundamental.
Agora me despeço, não posso perder o trem 103. Quem sabe nele eu encontre o amor que não perdi?

*Clique nos links para ver os vídeos,
ouvir as músicas,
conhecer um pouco do Raul (se não já conhecer
e ser uma admirador (a) de sua obra como eu, claro
)!

(Erica Ferro)

* * *

Post-scriptum relativamente rápido: há muito queria escrever sobre o Raul, mas sempre adiava por achar que não tinha capacidade de escrever um texto decente sobre ele. Tive a ideia de criar um texto leve, no qual eu pudesse falar o que o Raul representa pra mim e ao mesmo tempo mostrar a vocês umas das suas grandes músicas.
Acho que consegui. Sim, eu gostei dessa postagem!
Esses dias recebi o caderno que a Ana Seerig customizou pra mim. A capa? Do Raul Seixas. Clique aqui e veja do que eu estou falando.
Um abraço, pessoal!
Até a próxima.

47 comentários:

  1. Raul, o eterno poeta! Sinceramente, só acho que ele ficava abaixo de Renato Russo, mas do resto... Pena que os brasileirs não sabem aproveitar a boa musica deixada pelos grandes...

    Hm, amei seu blog. *-*
    Um detalhe, o titulo do blog... por um acaso veio do livro A menina que Roubava livros? *oo* #Adoro

    ResponderExcluir
  2. ♫ Tente me ensinar das tuas coisas
    Que a vida é séria, e a guerra é dura
    Mas se não puder, cale essa boca, Pedro
    E deixa eu viver minha loucura ♫


    Ah, Raul, Raul! Nem tem o que mais dizer, está ótimo! Eu sabia que tu consegueria fazer um belo texto!

    ResponderExcluir
  3. Que lindo, Erica. As músicas têm uma letra ótima, e por sinal, deixaram o seu texto muito mais precioso. Ficou muito bom mesmo. Identifiquei-me com todas as palavras aqui presentes. Mudar de estação quando o rádio não toca a música que se quer ouvir... ah, este sempre foi meu lema de vida.
    Parabéns pelo texto. Tem uma ótima essência e, inclusive, trás um bem-estar...

    Beijinhos.

    Com amor,
    Cynthia ;*

    ResponderExcluir
  4. "Faz o que tu queres pois é tudo da lei!"

    Adoro Raul e tudo o que ele representa: liberdade, excentricidade, simplicidade. Raul foi um idealista, alguém muito a frente do seu tempo.

    Não conheço todas as letras, acho que sei poucas músicas e pouco sobre a vida dele, mas me considero uma grande fã.

    :)

    ResponderExcluir
  5. Raul é e sempre será um grande poeta, ele é eterno *-*
    Gostei muito do texto que você escreveu xD

    bjus =*

    ResponderExcluir
  6. Certa vez, li uma matéria sobre Raul na Rolling Stone. Achei o cara um ícone mesmo, do jeito que tanta gente fala. Conheço pouco sua música, mas vou começar vendo os vídeos do post. Afinal, um cara que proclama a persistência e as mudanças de nós mesmos não deve ser pouca coisa.

    E o que dizer sobre seu último comentário? OBRIGADA, dona Erica. Vou continuar, insistir e ver no que vai dar. E tenha certeza que você e o Sacudindo Palavras fazem parte da minha paixão por todo esse mundo blogueiro.
    Um beijo de uma blogueira que tem um carinho e uma admiração enorme por você :*

    ResponderExcluir
  7. Juntar a poesia da alma da dona Erica com a poesia do Raul só pode resultar em coisa boa. Bom ouvir músicas que têm algo a nos dizer, algo valioso.

    E viva a arte!
    Abração!

    ResponderExcluir
  8. Ah erica!
    Que post bonito de ler.
    Não só pelo fato de eu ficar toda orgulhosa de saber que uma mente brilhante como a dele saiu da mesma terra da magia que eu brotei... mas de saber que existem seres como este que estão dispostos a lutar pelo que acreditam. E isso me dá forças maiores para continuar na minha luta.
    Um beijo, querida.

    ResponderExcluir
  9. Lindo post. Realmente digno do poeta Raul!

    ResponderExcluir
  10. Nossa, ficou perfeito o post... tipo, super dinâmico! adorei mesmo!
    que fofo o caderno! =]
    mt bom mesmo!

    bjusss

    ResponderExcluir
  11. As letras do Raul decididamente são PERFEITAS! Não tem como não amar! Adorei seu post, Erica! Já comecei a gostar da música!

    Um beijo :*

    ResponderExcluir
  12. Os melhores cantores são os que já se foram para nunca mais voltar, ainda bem que eles foram bons o suficiente para ficarem imortalizados na história. beijo

    ResponderExcluir
  13. Ah que legal seu post Érica! Raul é show *.*

    Saudades de vir aqui.Beijos

    ResponderExcluir
  14. Ele foi anterior à sua época, creio que hoje podemos compreendê-lo melhor, sua sabedoria simples, mas tirada do fundo da alma!
    Erica, gostei muito do seu comentário á no blog, na verdade, pensamos da mesma forma, mas talvez eu não tenha me expressado bem. Escrevi que temos de viver nossas tristezas maiores, caso contrário elas irão sempre nos aterrorizar com a sua sombra. A técnica de substituição de pensamentos aprendi com uma amiga psicóloga, mas não para usar nas grandes tragédias pessoais que todos temos, mas naquelas coisas pequenas que nos desgradam diariamente. Todos os sentimentos profundos devem ser vividos mas, como você colocou, nem todas as tristezas merecem a nossa atenção; para estas, podemos usar a troca pelos pensamentos positivos!
    Beijo grande,
    Adri

    ResponderExcluir
  15. Adorei seu blog. Estou seguindo.
    Segue o meu também?

    ps-srtapaty.blogspot.com

    Beijos.

    ResponderExcluir
  16. Oi prazer, sou baiana que nem o Raul, hshaha!
    Adoro Raul seixas. Gosto mais do Caetano, mas quem anima meu dia mesmo é o raul.
    Um beijo Erica!!!

    ResponderExcluir
  17. Aprendi a curtir Raul por causa do meu pai. Escutava muito na época que eu era pequena, tinha uns dois CD's dele (se é que ainda tem no meio da bagunça que tudo aqui se tornou). Então, Raul virou trilha de muitas viagens que já fizemos.

    Perdoe a minha ausência, Eriquinha. Anda sendo complicado ter tempo livre, mas acredite, quem perde sou eu, pois te ler é bom demais!

    Beijo doce.

    ResponderExcluir
  18. E é com a maior alegria que eu comento esse texto. Me divirto horrores com a "Sociedade da grã-ordem kavernista". Gosto das breguices, das baladas, das raridades e das verdades ocultas que ele tanto acreditava.

    As músicas sempre com tanto conteúdo para ser explorado ou apenas para chocar. Incrível.

    "Luar é meu nome aos avessos, não tem fim nem começo.." Meu filho terá o nome dele. =)

    Adorei a iniciativa!
    Ótimo post!

    ResponderExcluir
  19. Já não existem poetas como antes...
    Tampouco músicos...
    Belo post, Erica!!!
    Amei!!!

    Bjs

    ResponderExcluir
  20. Grande Erica! Como consegue sempre escrever belos textos, hã?
    HAHA' Raul me lembra meu tio... Das lembranças boas que tenho dele, é sempre ao som de Raul (:

    -

    Eu quase nunca abro minha caixinha de pedra. E agora cansei, acho que nunca mais abro... Mas infelizmente, sei que isso não é o normal da raça humana e vou acabar esquecendo e me deixando levar de novo algum dia... >.<'

    HAHAH' se pudesse te dava chocolate só pra prometer que nunca vai parar de escrever seus belos textos! *¬*



    :*

    ResponderExcluir
  21. Adoro Raul, as musicas dele são fenomenais.

    ResponderExcluir
  22. Que saudades daqui!!! Tinha me esquecido como me sentia bem ao lê-la! Confesso que nunca curti muito Raul, mas teu texto despertou a vontade de fazer isso.
    Tô de volta com um blog novo, quando puder dê o ar de sua graça por lá!

    Beijos.

    ResponderExcluir
  23. Que texto lindoo, cara Raul é o cara mesmo, um poeta baiano, sem palavras.
    Adorei o seu texto, super bem escrito e esse jogo de palavras ficou perfeito, bjus flor e continue sempre essa metamorfose ambulante.. *_*
    bjus

    ResponderExcluir
  24. Pra ser sincera, não gosto muito de Raul Seixas, mas reconheço sem titubear que ele foi um divisor de águas. O cara era gênio! Digno de ser lembrado a cada ano que passa (ao invés de lembrarem sempre dos mamonas assassinas ¬¬).

    ResponderExcluir
  25. Ah Raul também sou fã.
    Muito bom mesmo.

    ResponderExcluir
  26. Ericona, amei o post!!! Não sou fã, fã fã do Raulzito, mas escuto também. E confesso que sempre quis fazer um post semelhante com algum cantor, mas ainda nem sei de quem escrever.

    Parabéns!!!

    Beijos

    ResponderExcluir
  27. Se ele visse isso, Érica, com certeza, sorriria. Lindo.

    Obrigada pelo apoio no blog, hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  28. Raul? Dele só sei algumas músicas

    ResponderExcluir
  29. Raul, do meu amor pelo trabalho dele veio o nome do meu blog e muito que aprendi sobre mim com ele.
    As músicas deles são perfeitas, lindas, criticas.
    E Raul enfeita a parede do meu quarto com seu olhar maluco ao lado de um outro grande poeta, Renato Russo.

    ResponderExcluir
  30. POts, ficou bom demais o post! Achei muito criativo e bem pensado, as músicas bem encaixadas.. O que dizer , se sou também fã desse cara!
    Ah o caderno que a Ana S customizou pra vc, ficou ótimo! Pra ser guardado com orgulho!

    ResponderExcluir
  31. Só vc mesmo, sacodidora!

    Post MA-RA-VI-LHO-SO!

    Super criativo e uma homenagem linda àquele que nos permite tudo que esteja dentro da lei!!!!

    Amei demais!

    Um beijo mágico e uma ótima semana!

    Milla Borges

    ResponderExcluir
  32. E que maneira leve, solta e genial de escrever a respeito do nosso maluco beleza! Aquele que inspirou e inspira a nossa metamorfose ambulante de nome vida. Lindo, Ferro - que não é mais parente das minhas parentes. ):
    Curta a vibe Raulzão, vizinha!
    P.S.: amei a ideia de colocar as músicas!
    Beijos, poetisa

    ResponderExcluir
  33. HAHAHAHAHAHAHA Amei!!!
    Agora vou ficar ouvindo raul aqui >.<
    Coisa boa de meu deus, ein?
    Fale sério.

    Linda homenagem, você arrasa!

    ResponderExcluir
  34. Ericona,

    Eu também gosto do Raul, gostei do post e do caderno. Vamos ser amigas de infância, vamos, vamos?

    Rs

    Beijos, querida! Saudades.

    ResponderExcluir
  35. Não vou dizer que adoro Raul porque não sou maníaca por ele, mas é inevitável contar sua história ou falar dele sem pensar no Paulo Coelho, que foi seu grande parceiro e escreveu grandes letras que se tornaram sucesso pela voz do maluco beleza. Junção de dois gênios, só poderia dar coisa boa né?

    ResponderExcluir
  36. Gostei da história em que vc usou as músicas de Raul e falou um pouco de si...

    Nãosou fã dele, mas curto algumas músicas!

    ResponderExcluir
  37. Adorei a postagem, ficou muito legal essa homenagem!
    É tão bom termos alguém que “fale” por nós e nos faça ver coisas que talvez sozinhos não conseguiríamos.
    O caderno ficou lindo! Qual a letra que está pregada na contra capa?

    ResponderExcluir
  38. Lindo, lindo Erica! Post 'mui' digno!!

    Você conseguiu falar dele com muita sutileza... e me deixou com vontade de saber mais sobre dele. Conheço algumas músicas, mas nunca pesquisei sobre ele.

    Aaah, e o caderno também está lindo!!

    Beijos Mil.

    ResponderExcluir
  39. Só me resta berrar:
    TOCA RAUL!!!

    Que legal saber que vc tbm gosta dele, Erica =D

    Bjos procê
    *saudade de vir aqui

    ResponderExcluir
  40. Olá minha chará!
    Há quanto tempo!

    Nossa, adoreeeei seu post, muito bacana o jeito que você conseguiu intercalar as obras, e o significado de cada uma, bem como sua importância da vida de todos que ouviam! parabéns (;

    Se puder, dá uma passadinha no sinestesia :D

    www.sinestesiadamente.blogspot.com

    ResponderExcluir
  41. Belo texto.
    Raul merece.

    Gostaria de fazer uma pergunta, sem nenhuma relação com o post.
    Como você fez para colocar o tag do ''estou lendo'' no seu blog. Já estou cadastrada no site Skoob.
    Obrigada
    Beijos

    ResponderExcluir
  42. É. Ficou 10!
    Não faço parte da galera que o ama, mas, sei muito bem situar a IMENSA importância dele no cenário musical, mental, e filosófico da rapaziada (moças inclusive, claro)!

    Como fã, você é uma ótima escritora.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  43. Eu sou roqueira. Eu adoro o Raulzito. Metamorfose ambulante é uma das minhas músicas favoritas do rock brasileiro. Bela homenagem. Beijinhos.

    ResponderExcluir
  44. Erica, que homenagem mais perfeita !
    Raul é eterno, suas palavras juntas são divinas, ele sempre nos dá algo novo, novos conceitos, uma forma nova de ver a vida.

    Um de meus versos prediletos é este :
    Basta ser sincero
    E desejar profundo
    Você será capaz
    De sacudir o mundo
    Vai!
    Tente outra vez!

    Post mais lindo de se ler <3

    ResponderExcluir
  45. Tive o prazer de conhecer e entrevistar Raul. Grande artista! Belo post!
    Bjoo!!

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?