30 setembro 2010

Voltei para escrever

Como começar a escrever, hein?
Ops! Comecei? Assim, sem saber?
É. Acho que sim, acho que comecei. Sabe como é, faz tanto tempo que eu não escrevo. Faz tanto tempo que eu não sei o que é formar frases e expressar meus pensamentos, demonstrar meus sentimentos, retratar meus anseios, inventar estórias. Mais de um mês. Por quê? Por que me privei de algo que faz tão bem para mim? Talvez ter um blog não faça mais sentido pra mim. Talvez porque ao longo dessa minha vida de blogueira eu percebi que as pessoas não usam blog só como um meio de escape, um lugarzinho calmo para despejar o que angustia ou compartilhar das alegrias com pessoas desconhecidas - que, em alguns casos, logo se tornam conhecidas e realmente queridas para elas. Blogosfera é lugar de expor as ideias de um modo rápido, prático e gratuito. Aqui você brinca do que você quiser. Aqui você exercita seu lado escritor (o lado que você talvez nem tenha), mas que tem o direito de exercitar, de brincar de escrever e ninguém tem o poder de julgar o que você escreve, de determinar como bom ou ruim, como útil ou inútil. Aqui você encontra blogs de variados temas. Cada voltado para um determinado público. Quero dizer, certo blog interessa a uma pessoa, mas não a outra e assim por diante.
Há blogueiros estranhamente fissurados por comentários. Não sei, mas até parece que eles escrevem para os outros, diretamente para os outros, para os leitores do seu blog. Não os condeno, só não acho justo com eles próprios. Eu escrevo, especialmente e principalmente, para mim. Não tenho a intenção de que as pessoas gostem do que eu escrevo e muito menos a pretensão que achem fantástico ou vejam no que eu escrevo as palavras de salvação para algo. Não, definitivamente não.
Um dos motivos pelos quais eu me afastei da blogosfera foi justamente essa fissura que alguns tem por comentários, por querer agradar a opinião alheia, por essa obsessão em fazer bonito para terceiros, e não de ser honesto consigo mesmo. O que é interessante e bonito na blogosfera é escrever, simplesmente escrever e saber, sim, que alguém provavelmente irá ler e quem sabe gostar e quem sabe comentar. Mas poxa! A intenção maior é escrever. Repito: escrever, escrever e escrever.
Seguindo essa linha de raciocínio, eu voltarei a escrever e não me preocuparei com comentários pretensiosos, que eu realmente identificarei uma segunda intenção, a intenção de ter seu ego massageado por mais um comentário, por mais uma visita no seu blog.
Pensei em permanecer com a opção dos comentários desativada, mas, se eu fizer isso, eu vou cortar de vez a corda que me une a alguns blogueiros tão queridos, que eu realmente gosto, que eu realmente admiro. Habilitarei os comentários do Sacudindo Palavras, mas analisarei os comentários que eu realmente merecem ser retribuídos. Não que eu seja uma grande pessoa, alguém ilustre. Não, não se trata disso. Se trata do meu cansaço para coisas inúteis, para tanta hipocrisia e falsidade, seja aqui ou no mundo real.
Então é isso. Eu voltei. Voltei porque eu preciso escrever, não posso me privar desse exercício que é como uma terapia para mim.
Agradeço a quem realmente gosta do Sacudindo Palavras. A quem, por algum motivo, lê e gosta dessas minhas tortas e confusas linhas. Obrigada.
Obrigada a Jana Barreto, que me presenteou com esse lindo layout. Mais um, não é, Jana? Muito obrigada. Com o Sacudindo Palavras de cara nova, postar fica ainda mais alegre, ainda melhor.

A vocês, deixo um abraço.

Finalizo aqui o meu primeiro e último post... do mês.

Hasta la vista!

(Erica Ferro)

26 comentários:

  1. Quase não percebi a sua ida, Eri. Acho que é por que também fiquei uns 20 dias sem escrever nada. Estava sem vontade e, para falar a verdade, só voltei por conta de uma TPM louca que me bateu a porta do desespero. Mudei o link do blog e perdi todos os seguidores (até os que eu nem sabia que acompanhavam). Não me importo muito com isso dos comentários e tudo o mais, não. Comecei o blog com a intenção de substituir um diário, então a última coisa da lista era ter muita gente que me lesse. O negócio é que a gente vai gostando de conhecer mais as pessoas que se parecem conosco e escrevem a título de arte, né? :P
    Eu mesma adoro o seu blog e venho aqui de vez em sempre para mostrar algum texto a algum amigo. Que bom que voltou, que bom que renovou suas esperanças para um blog com menos comentários vazios e mais pessoas que têm tempo para ler DE VERDADE e comentar COM VERDADE.

    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. É, eu senti que o post foi um pouco pra mim. E me fez refletir! Bem vinda de novo!

    ResponderExcluir
  3. [essa caixa a que se refere, como quase tudo na vida, é excelente, é bálsamo, quando utilizada de forma pertinente. As mesmas dúvidas, que as que toma, Erica, já as ponderei, também, anteriormente: felizmente, que com o tempo reconheço na caixa de comentários um "depósito de laços", que o embaraçoso espelho e fogueira onde se consome a vaidade.
    Desde que bem utilizada, bem oferecida uma palavra, humildemente recebida, essa caixa onde escrevo agora, é mágica: sinaliza a amizade e as suas provas, também e sobretudo.

    E mais que tudo, o que importa é o seu regresso... que silêncio aqui na esplanada, já era muito!

    Aceite um incondicional
    e Imenso Abraço, Erica

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  4. No começo quando ficava preocupada com os números do meu blog era porque achava que ninguém ia ler, e não por querer agradar aos outros. Talvez tenha sido um pouco de imaturidade da minha parte, já que hoje eu nem me importo pelos tais números que me atormentavam tanto quando eram poucos. Enfim, é passado.

    Estava sentindo saudades de te ler, no começo que tu parou de escrever ficava te enchendo o saco para ti voltar, mas depois entendi que cada um tem o seu tempo certo para fazer as coisas e tu também tinha o teu tempo certo para voltar a escrever para nós teus seguidores que te admiramos tanto. Espero que o número de postagens suas, cheias de conteúdo sempre, dobrem mês que vem.

    Beijos e inspirações.

    ResponderExcluir
  5. Para muitos, escrever salva. Às vezes é preciso se afastar mesmo, passar por um ciclo seco, mas o importante mesmo é decidir o que é melhor pra nós, né?

    Ando meio assim também...

    Beijo moça, e bem-vinda de volta.

    ResponderExcluir
  6. Ericona, querida!
    Olha, eu me senti últil sendo o pontapé que faltava pra você voltar, viu? #SouMetidaMesmoEDaí? haha

    Olha, eu comecei a vir aqui através de Clara, do doce histeria e acabei me afeiçoando a o seu bloguinho. Acho engraças suas rimas, o seu jeito dramático. Me identifico às vezes porque todo mundo tem um pouco disso.

    É realmente chato quando as pessoas comentam só por comentar, pra receber a visita de volta. Gosto de fazer comentários enormes, e é FRUSTANTE receber um comentário de uma linha que não quer dizer nada. Infelizmente, existe. Mas, fazer o que?!

    Fiz um acordo com certa pessoa de que não ia responder à comentários com menos de 5 palavras. É uma boa medida. kkkk

    Enfim, espero que você tenha voltado pra ficar, pra deixar isso aqui agitado como era quando te conheci. :) Abraço da Jana!

    ResponderExcluir
  7. Sinta-se privilegiada por perceber que o que importa não são números, mas sim pessoas que se conhece, o sentimento de se identificar com alguém no mundo. Pra isso precisa-se de tempo, reflexão e também sentir o gosto de ter muitos comentários. Só depois disso é que se percebe que correr atrás de números simplesmente não faz sentido.

    Você é a primeira pessoa que vejo admitindo publicamente que se afastou por esse motivo, o que acho o máximo. Muita gente(inclusive eu) se sentiu um pouco vingada por esse seu desabafo. :)

    Fico feliz com sua volta!

    ResponderExcluir
  8. AAA ainda bem que voltou!*-* Mesmo,você faz falta aqui no blogosfera,e não se incomode com os problemas que ocorre por aqui,sabe,em todo o lugar existem coisas desagradáveis que fazem a gente pensar em desistir de algo,mas como você disse,o objetivo é escrever!E ainda bem que escreveu *.*

    Lindo o lay!

    Beijo

    ResponderExcluir
  9. Ericona,

    Aqui como em qualquer outro lugar o que vale é aproveitar o que pode ser aproveitado e descartar o restante. ;)

    Que bom que voltou! Tomara que outubro te inspire a postar mais.

    Beijo, beijo.

    ℓυηα

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que texto real :)
    Eu concordo contigo,sabe? As pessoas parecem que postam apenas para os outros, quando na verdade, nós que precisamos de nossas queridas palavras para nos acolherem estão preocupados com os sentimentos que escrevemos para nós mesmas,não é? :)
    Eu também sou assim.Sempre escrevi apenas para a minha pessoa <3
    -
    Beeijão :)

    ResponderExcluir
  11. por vezes eu me pergunto qual o motivo de escrever, se escrevo bem, o que os outros vão pensar do que eu escrevo. mas acho que todo mundo (ou eu, no caso) esquece o motivo maior que os fez escrever: nós. para nós por nós. independente do que inspira. me tocou esse teu texto erica. e que bom que voltaste, senti a tua falta. mesmo não sendo tão presente no meu blog também.
    bjs. =)

    ResponderExcluir
  12. Sinceramente, fico feliz que você tenha voltado (:

    ResponderExcluir
  13. Eba, ela voltou!

    Ah, às vezes a gente surta e fica um tempo sem escrever, parece que a vontade e criatividade tiram férias e a gente fica assim, carregada de palavras sem ter por onde deixar escapar.
    Mas agora não nos abandone mais, e fale TUDO que sentir vontade e necessidade de falar \o

    Beijo grande ;*

    ResponderExcluir
  14. Que bom que voltou. Seu texto me lembrou de uma passagem da Clarice Lispector:"Eu só escrevo quando eu quero, eu sou uma amadora e faço questão de
    continuar a ser amadora. Profissional é aquele que tem uma obrigação
    consigo mesmo de escrever, ou então em relação ao outro. Agora, eu faço
    questão de não ser profissional, para manter minha liberdade."

    Eu sou amadora também, e escrevo para mim.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. ah que saudade disso tudo.Fiquei um tempo (ah,um loongo tempo) sem visitar os blogs queridos que há por aí,esse foi um deles.
    Eu entendo você Ericona,essa falta de amor as palavras é que está desmotivando muitos blogueiros,isso me deixa cada vez mais triste.
    Você está certa a dar um basta nessa coisa toda e valorizar a sinceridade.

    E mais uma coisa,o Sacudindo Palavras não é o mesmo sem a 'sacudidora'(haha) mais querida do Brasil s2

    ResponderExcluir
  16. Notei sua ausência mesmo estando em falta também com meu blog, Ericona. Afinal, desse meu mundo, você já se tornou importante! Lhe falo isso com sinceridade e grande afeição. Suas palavras me cativam, porque convenhamos, além de escrever bem, você expressa o que muitos de nós que a leem gostaria de dizer.

    "Um bom filho à casa torna." - As palavras e a vida são suas e os sentimentos são seus. Coloca ordem mesmo nessa bagaça! rs
    Beijos
    :*

    ResponderExcluir
  17. Acho que aqueles que não estão preocupados com números e comentários, são os mais "badalados" e queridos, pois escrevem com o coração. Bem vinda de volta e que você permaneça mais um bom tempo nos alegrando com seus textos. (:
    Beijos :*

    ResponderExcluir
  18. Eu tbm passei um tempo fora.. tento voltar mas acabo deixando os problemas tomarem conta de mim... não deveria,e não vou mais me deixar sair daqui.
    A blogosfera é o lugar para ESCREVER, e é assim que me sinto viva sabe?
    Continue entre a gente ;)

    ResponderExcluir
  19. que lindo seu layout novo!!!!!! mt fofo mesmo! adorei..
    ah erica, vou te falar uma coisa, isso é bem normal... eh chato, mas é uma das coisas que mais vejo os blogueiros reclamarem... o melhor que fazemos é ignorar essas coisas e continuar escrevendo pra quem quer ler, né???
    bjussss

    ResponderExcluir
  20. Você também havia sumido? Voltei somente agora, as semanas extensas de provas e trabalhos pra entregar acabaram tomando meu tempo. Mas pretendo ir voltando aos poucos.

    Sabe, normal as pessoas gostarem de receber comentários. Eu pelo menos, gosto de recebê-los, ou então apenas saber que alguém leu. Isso me anima, e acho que à qualquer escritor também. Claro que bons comentários, lógico; não aqueles forçados em que qualquer um pode notar que fora somente com outras intenções "comento no seu, você comenta no meu".

    Isso que às vezes me magoa.
    Eu quando venho ao teu blog, ou no blog de outro alguém; vou porque tenho prazer em ler, e confesso que há alguns em que leio e por falta do que dizer, não comento.
    Muitas pessoas querem ser famosas, ter vários comentários e blabla. Mas sabe Erica, eu encaro assim: muitos podem ter blog, muitos podem escrever, mas o que diferência um fiel escritor de um "caçador de popularidade" é a estrutura do texto, é o prazer que há nas entrelinhas, não o número de aprovações alheias, comentários ou visitas. Creio que por detrás de inúmeros há um blog simples, um feinho, um escondidinho, mas que é uma delícia de se ler! É fiel ao que se sente, escreve por prazer.

    Estava com saudades de ti.
    Desculpe qualquer coisa.
    E não, não desabilite teus comentários, faça como eu: faça todos passarem pela sua aprovação. Geralmente costumo ler coisas das quais decido não publicar, daí as excluo e pronto.

    Beijooo. Até mais!
    ótima semana à você.

    ResponderExcluir
  21. Minha querida,
    também escrevo para mim, unicamente como consolo de mim mesma, ato típico de quem nao tem com quem conversar (espero que nao seja o teu caso), mas sinto, deveras, necessidade de público - ou conselho, ou diálogo.
    Que bom que voltaste. Um beijo.

    ResponderExcluir
  22. Erica!

    Que saudades daqui!!!

    Primeiro: que layout lindo, AMEEI!!!
    Sou apaixonada por essa menininha!!!

    Tô precisando mudar a cara do Estouro também!!! hahahah

    Quando iniciei minha vida bloguística(rs) era fissurada em comentários, ficava mal quando postava(mal e porcamente) e ñ tinha coments, me sentia traída! huahau
    Mas com o tempo e (in)experiência fui vendo que um blog é mais(muito mais) que um comentário!

    Fico muiiiito feliz por você ter voltado, gosto muito do que vc escreve!!!

    Beijos Mil.

    ResponderExcluir
  23. Como gosto de repetir sempre que houver ocasião: o mundo virtual é igual ao real ou, pelo menos, tem seus equivalentes no dia a dia. Tu fala da blogosfera, é uma comparação besta, mas foi a primeira que me veio em mente: assim como há pessoas que fazem longas caminhadas ou praticam algum exercício por simples prazer e bem-estar, há pessoas que o fazem desejando uma fama de pessoa saudável e atleta, esperando que reconheçam seu esforço, buscando alguém que seja REALMENTE atleta para impressionar...
    Aliás, em todo lugar há pessoas que fazem algo por prazer enquanto outros fazem visando fama/dinheiro/interesse. Mas o que se há de fazer? Que continuem os que fazem com vontade, em vez de desistirem ao verem tantos interesseiros por ai. Em outras palavras: se tu desistir do blog nós teremos uma conversa SÉRIA.

    Ótimo texto, hein? Voltou com tudo!

    beijo, Ferro

    (por que diabos a gente se manda beijinho e isso e aquilo via blog se nos falamos TODO DIA?)

    ResponderExcluir
  24. Erica,

    acho bom que tenha voltado. Gosto do que você escreve, gosto de te ler.

    beijo

    ResponderExcluir
  25. Olha...
    Como tá tudo tão diferente!!! Tá bonito a nova carinha do seu blog, linda!

    E o texto também, me parece diferente do que considero suas tendências. Mas tá bem intenso e bem intimista também.

    Um beijo, linda.
    Prazer em estar aqui!

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?