30 setembro 2014

Pensar é perigoso


Não me venha com essas palavras preconceituosas
alegando que apenas a sua opinião, "mas que você
não é uma pessoa que discrimina ninguém".

Não me venha usar os seus pensamentos crus e/ou
as suas ideias mal formuladas, para agir feito um babaca
com uma minoria que sofre todos
os dias para ter o direito de andar nas ruas sem ser ridicularizadas
e/ou hostilizadas.

Babaquice não é argumento.

Argumentos são pautados na reflexão, não em pré-conceitos ou em
repetições de discursos de ódio de pessoas mais odiosas ainda.

Não me venha com discurso de quem defende o bem,
quando, na verdade, as suas palavras só afrontam
e ofendem quem só quer respeito para poder
viver em paz.

As pessoas se preocupam em demasia com a vida alheia.
Esquece que cada um é um.
E que, desde que cada um viva a sua vida de maneira a não
ferir a de outrem, deve ter o seu direito de ser assegurado
de ser quem for e de fazer o que bem entender.

Quem são esses fiscais da vida alheia?
Por que se preocupam tanto com o que não lhes cabem?

O mundo precisa de mais amor e menos julgamentos.
Afinal, quem sou eu para julgar? Quem é você para me julgar?
Quem é ele para nos julgar?
Quem somos nós?

Sabe o que deve ser combatida, até ser eliminada?
A discriminação.
Ela é o mal de todos os tempos.

Sabe quem deve ser eliminada urgentemente?
A intolerância.

Todos podemos ter nossos pensamentos e agir
do modo que quisermos, desde que não
ofendamos nem machuquemos ninguém.
É simples.

Como pode alguém não entender isso?
Como pode tantos continuarem se comportando como verdadeiros trogloditas,
vomitando seus ódios, de maneira imprudente, incitando a violência
e o pré-conceito?

Não siga algo sem criticar.
Não acredite em algo sem averiguar.
Duvide do que lê, ouve e vê.
Duvidar não te levará ao inferno.
Inferno é continuar vivendo num mundo sem amor
e sem respeito ao próximo.

Esse é o verdadeiro inferno do qual podemos nos livrar.
Primeiro, claro, é preciso que nós cantemos um cântico contra toda
a intolerância e discriminação.
É preciso que nós não tenhamos medo de peitar o que
dizem ser certo.
O certo e o errado podem (e devem) ser analisados,
criticados e (re)definidos.

Pensar é perigoso.
Não para mim.
Não para você.
Não para nós.
Para eles, "os donos do poder",
que querem nos levar no cabresto,
como se fôssemos acéfalos.

Pense!
Repense!
Não aceite!
Não se renda!
Lute!
Vença!

Erica Ferro

• • •
Curta a fan page e siga no Twitter.
Um abraço da @ericona.
Hasta la vista!

6 comentários:

  1. EITA! Que texto foda!
    Não preciso dizer que concordo em gênero, número e grau né?
    Sei lá, acho que esse mundo esta perdido, não o mundo, mas as pessoas.
    É difícil encontrar alguém que não julgue.
    E quem pensa muito enlouquece, só acho! rs

    Adorei o texto revolta.
    Venceremos!

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Essa dona Erica, sempre inspirando sonhos maiores!!! Te amoo doida! bjo

    ResponderExcluir
  3. Eitaaaaa derrubou o forminho de muita gente depois dessa :D

    ResponderExcluir
  4. Pense, repense e tripense nas ideias que as pessoas espalham com seus ventiladores idiotas...
    Ericona, você disse tudo e mais um pouquinho...
    Adorei de fato!!!

    Saudades de vir ao seu cantinho!!!

    Bjo, bjo!!!

    ResponderExcluir
  5. Esse texto é para o Levy Fidelix não é? Acho um absurdo pessoas que dizem: sou livre para dizer o que penso e usa isso para ofender os outros. Adorei seu texto e concordo com ele.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  6. Parabéns , sábias palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?