04 março 2014

Resenha: Olho Por Olho - Livro 01 - Jenny Han, Siobhan Vivian


Olho por olho
Jenny Han, Siobhan Vivian
Novo Conceito
320 páginas

☺ ☺ ☺ ☺ 

Alguma vez você já quis realmente se vingar de alguém que a ofendeu? Talvez uma ex-amiga que a apunhalou pelas costas, ou um namorado traidor, ou um estúpido da escola que a humilhou desde que você era pequena… Alguma vez você já sonhou em envergonhá-lo na frente de todos? E, então, alguma vez você se uniu com outras duas pessoas para criar um elaborado esquema de destruição e revanche? A maior parte de nós não pode dizer que sim a todas essas perguntas (felizmente). Mas, certamente, todos nós somos capazes de nos identificar com muitos dos sentimentos de Kat, Lillia e Mary em Olho por Olho… No entanto, de um exercício de malícia, de uma simples brincadeira adolescente, o jogo do “aqui se faz, aqui se paga” poderá assumir proporções trágicas, em que até mesmo as leis da natureza vão se dispor, misteriosamente, a acalmar os corações ofendidos. Deixe-se levar por uma genuína história sobre o certo e o errado, o justo e o injustificável e procure entender — se possível — os verdadeiros motivos que transformaram estas três meninas. Dramático, honesto e fascinante, este é um livro que ultrapassa todas as expectativas!

Olho por olho, escrito por Jenny Han e Siobhan Vivian, é o primeiro livro da trilogia Burn for Burn, do gênero Young Adults. É uma literatura na qual os personagens são adolescentes e/ou jovens e as temáticas que são abordadas nas tramas são os típicos dilemas dessa faixa etária: a descoberta da sexualidade, bullying, busca ou fuga de popularidade, relacionamentos amorosos e/ou fraternais, uso e/ou abuso de entorpecentes etc. Costumo dizer, galhofeiramente, que me sinto com dezesseis, dezessete anos quando leio um YA. Não consigo ver como uma leitura desagradável ou boba. Claro, também é algo que varia de escritor para escritor, de livro para livro. É tudo uma questão de saber criar uma trama que seja envolvente, que retrate os adolescentes e/ou jovens como de fato são, com suas qualidades e defeitos. O escritor deve abrir mão dos esteriótipos, porque personagens caricaturados não convencem mais a um bom leitor.
Diante de tudo isso que escrevi nas linhas anteriores, posso dizer que Olho por olho foi um dos melhores livros de YA que já li até agora, pelo simples fato de as duas autoras terem conseguido explorar de forma satisfatória os conflitos internos e externos dos personagens, sem soar superficial ou de modo não convincente.
O modo como a vida de Mary Zane, Lillia Cho e Kat DeBrassio se interliga é bem inteligente, especialmente a de Mary com as duas últimas.
Cada uma delas carrega consigo o peso de um acontecimento (ou acontecimentos, no plural) inesquecivelmente desagradável, terrível, lastimável, que marcou as suas vidas de um modo negativo, de uma maneira que deixou cicatrizes profundas e que só a vingança pode amenizar, nem que seja por um pouco, as suas almas atormentadas.
A trama se desenvolve em Ilha Jar, um lugar praticamente isolado do mundo, extremamente pacato e bonito. Um lugar tão mágico, que ninguém arriscaria dizer que lá ocorreram tantos fatos tenebrosos.
Os capítulos se dividem entre as narrativas de Mary, Lilia e Kat. Gostei muito da construção das personagens principais. Mary, Lilia e Kat são diferentes entre si, mas, ao mesmo tempo, suas experiências dolorosas fazem com que elas tenham algo em comum no fim das contas.
Mary é a personagem que mais me comoveu durante todo o livro, e isso tem razão de ser. Mary tem a história mais dilacerante de todas, mais desconcertante das três. É com Mary que o leitor adentra no universo de dor e no desamparo das pessoas que sofrem e/ou sofreram bullying. Ela é frágil, mas, quando suas memórias pungentes voltam de quando em quando, Mary se transforma numa leoa e a sua capa de fragilidade explode e dela sai uma mulher cheia de ira, praticamente irreconhecível. Não dura muito toda essa ira, porque a essência dela é frágil, mas esses momentos de cólera mostram que alguns acontecimentos podem causar feridas tão profundas, que afetam terrivelmente uma personalidade. Lilia é rica, tem tudo o que quer desde sempre, e esse fato desperta admiração e inveja ao mesmo tempo por parte de uma porção de pessoas, especialmente de gente que se diz ser sua melhor amiga. Lilia, a princípio, não tem motivo para pensar em nada a não ser em como é uma pessoa de sorte por ter amigos maravilhosos e que a amam tanto, até que... Coisas acontecem (uma, em especial, realmente enojante) e ela passa a questionar a veracidade do sentimento de cada um que se diz seu amigo. Nem todo mundo é o que parece. Nem todo mundo que diz nos amar nos ama de fato. Nem todo mundo que parece angelical de fato tem algo de bom dentro de si. Lilia, aos poucos, se desfaz da fantasia de princesa perfeita e um tanto frágil e se descobre mais que humana, forte e ousada, como jamais se imaginou ser. Quanto a Kat, bem, a vida nunca foi um mar de rosas para Kat, em nenhum momento, mesmo. A vida de Kat é marcada por saudade e ausências. Kat é a memina má das três, não por acaso, não por rebeldia gratuita. Kat é quem é por tudo que o que houve e o que deixou de acontecer em sua vida. As dores e mágoas que carregam são provenientes da falta de pessoas que ela tanto amava e da raiva que sente de gente que a magoou terrivelmente, mas que, antes disso, era ou, ao menos se dizia ser, sua amiga.
Preciso discorrer sobre os personagens secundários, que têm uma importância crucial na estória. Disse anteriormente que as duas autoras fugiram dos esteriótipos. E fugiram mesmo. Rennie, Reeve, Alex e Ashlin, apesar de ostentar um comportamento e uma capa impecáveis, são trabalhados suficientemente bem. É possível entrar no mundinho particular de cada um e tentar entender a razão de eles serem como são. Jenny e Siobhan permitem que nós vejamos cada personagem além de suas carcaças, e isso, sem dúvidas, aumentou muito a minha estima pelo livro.
Coincidentemente ou não, o caminho do grupo de pessoas que destroçou a alma e o coração dessas meninas está contíguo ao delas e, pelo desejo de justiça e a sede de vingança, Mary, Lilia e Kat se unem para acertar as contas com essa gente que tanto mal causaram a elas.
O final de Olho por Olho é aflitivo e faz com que a mente do leitor entre em looping, repassando todos os acontecimentos e se perguntando se as coisas deveriam ter sido feitas da maneira que foram feitas, se valeram a pena, entre outras questões pungentes.
É um YA com um enredo consistente, com acontecimentos que são tratados de forma fiel a realidade, ainda que algumas circunstâncias sejam tratadas de um jeito moderado, o que é compreensível por ser um YA. Fica a indicação a todos que não têm preconceito literário, que apreciam uma boa e forte estória protagonizada por quem está começando a vida, mas que já tem uma bagagem imensa de experiências um tanto quanto cruéis.
Pretendo ler Dente por Dente (o segundo livro da trilogia já lançado no Brasil pela parceira do blog, a Editora Novo Conceito) em breve e postar a resenha também dele aqui. O que encerra a trilogia, Ashes to Ashes, ainda não foi lançado no Brasil, mas desconfio que não tarda a ser lançado.

• • •

Book Trailer:

• • •
Quer que o Sacudindo Palavras fature o Prêmio de melhor blog na categoria variedades do Prêmio TopBlog 2013? É só clicar aqui. Se está com dificuldade sobre como votar, clique aqui.
(...)
Já curte a fan page do blog e segue no Twitter? Caso não, curta aqui e siga aqui.
(...)
Um abraço da @ericona.
(...)
Hasta!

31 comentários:

  1. Adorei sua resenha!
    Amo mais ainda o livro, li em poucos dias e me deliciei com a história, estou louca pra ler Dente por Dente, o que tenho certeza que as armações serão bem mais elaboradas.
    A maneira como termina Olho por Olho deixa com aquele gostinho perfeito de mais, e isso acabou me irritando porque eu não tenho a continuação comigo e nem tenho previsão parar adquirir :(

    Beijinhos,
    Percepções Blog

    ResponderExcluir
  2. Que bom que você gostou tanto assim. Eu estava com medo de ler ele e não gostar pois já li dois outros livros da autora e não gostei. Agora fiquei mais animada para ler.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Tenho vontade de ler, tanto Olho por olho, como a sequência Dente por dente, mas ao mesmo tempo que tenho curiosidade, tenho certo receio, não me pergunto o porque... Rsrs
    Mas acho que tenho que dá uma chance. Gostei de sua resenha.
    Até mais. http://realidadecaotica.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Que Blog lindo :)
    Estou seguindo aqui viu
    beijos

    http://chicboutike.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. oiee =)
    ainda não li esse livro e nem sei quando farei isso, espero ganhar em algum sorteio, pois tenho lido resenhas positivas e a sua só veio acrescentar. Espero gostara tanto quanto você se tiver a oportunidade de ler.
    Beliscões da Máh ♥
    Blog
    Instagram

    ResponderExcluir
  6. Eu sou de opinião que literatura é ou não é! Essa coisa de gênero é só chatice. Tem autor que arrasa escrevendo até post em blog assumidamente obscuro [Ana Seerig, por exemplo, no Alguma coisa a mais pra ti ler] é como vc disse: uma questão de saber criar uma trama envolvente. Eu sempre desconfiei que "Olho por olho" era um bom livro, agora só confirmei minha teoria. Só me falta ler!!! Mas confesso que não me atrai a temática bullying, me trás más recordações.

    ResponderExcluir
  7. Me gusta! Adorei sua sinceridade, Èrica. Li o livro, gostei e concordo com suas observações. Tem muita gente que nem lê e já fica com preconceito literário sobre livro ou gênero. Eu leiooo de tudoo!
    Bloody Kisses
    Monólogo de Julieta

    ResponderExcluir
  8. Eu amei esse livro, aí fui ler o segundo e o achei bem parado, mas tem um final cheio de reviravoltas igual ao primeiro, então prepare o coração :O
    Mal posso esperar pelo desfecho dessa história ^_^
    Bjuxxxxx

    ResponderExcluir
  9. Tenho esse livro, mas entre os vários na estante ele tem ficado de fora. Ensaio para ler, só que outro passa na frente. Como não é só você que fala que o livro muito bom e bem desenvolvido, vou ver se leio logo.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  10. Erica, esse é exatamente o tipo de livro que eu gosto e estou a mó tempão querendo ler ele. Me lembra muito o seriado Pretty Little Liars.
    http://exceptionss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  11. Olá Erica!
    Adorei a sua resenha! Me fez saber exatamente como é o livro, e perceber que eu não conseguiria ler ele, rs
    Não faz muito meu estilo... Acho que eu acabaria abandonando-o.
    Mas a resenha ficou ótima, parabéns!
    Beijos,
    Ana M.
    http://addictiononbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  12. Apesar de não ser um gênero que eu goste, adorei a resenha. Abraços

    http://desintegrantee.blogspot.com

    ResponderExcluir
  13. Só tenho o segundo livro da série
    Infelizmente não tenho nem previsão de conseguir ler o primeiro por agora

    Beijos
    @pocketlibro
    http://pocketlibro.blogspot.com

    ResponderExcluir
  14. Érica acho que nunca li algo assim, pelo menos eu acho, adorei a sinopse e a resenha que fez, é daquelas que tu fica se mordendo de curiosidade de ler o livro, o último livro que li é Beije-me antes de morrer, te recomendo, não é nada bobinho e romântico, é suspense e envolve um conflito sério, dá uma procuradinha de resenhas dele, apesar do meu blog não ser literário, adoro leituras e conhecer novos livros e autores como esse que você resenhou, estou com muita curiosidade de ler :) ah O livro beije-me antes de morrer é uma "continuação" do Se eu morrer antes de você, eu adorei os dois, é do tipo que me surpreendeu, fato : julguei pela capa e pelo titulo, mas mordi a lingua :D hahaha beeijinhoooos amiga

    ResponderExcluir
  15. Oi, Erica!

    Nossa, adorei a resenha. Acho que nunca li um livro desse tipo, em que os personagens são feridos emocionalmente e efetivamente planejam/executam uma vingança. Quero dizer, muitas vezes nas histórias os personagens cogitam em fazer isso, mas por alguma interferência exterior, o ato acaba pesando na consciência. Se a vingança realmente acontece, é algo interessante de se ler. Fiquei curiosa!
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    PS: sobre a pergunta que você me fez, caso você não leia lá no blog, cursarei Publicidade e Propaganda. =D

    ResponderExcluir
  16. Não achei uma leitura surpreendente, e as vinganças e seus motivos para tais, achei um pouco superficiais, tirando a de Mary, que achei válido o seu motivo para a vingança. Mas no fim, gostei do livro também e tô ansiosa com Dente por Dente, mesmo ele sendo um pouco grande '-' rs

    Beijos
    http://mon-autre.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Olá.
    Boa resenha. Que bom que você gostou. Eu gostei da premissa da trama e o final é realmente aquele de fazer você esperar pelo próximo loucamente, mas eu não curti o resto, ou seja, quase tudo UASHAUHSAU Uma pena :/ Enfim, quem sabe eu leia o segundo e vai que acabo gostando.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  18. Ótima resenha, Erica. As tuas resenhas são boas, pois quem lê fica com uma vontade de sair amanhã e comprar o livro, risos. Parece bem interessante a história. Agora virou mania dos livros terem continuação, né? Beijos.

    ResponderExcluir
  19. Ainda pretendo ler este livro até a metade do ano, já vi muuuitas resenhas positivas sobre ele e tenho até a continuação.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2014/03/sorteio-casa-da-cristaleira.html

    ResponderExcluir
  20. Fiquei curiosa , pois não tinha visto criticas muito positivas em relação a esse livro , mas ele parece ser legal. O gênero YA é um dos meus favoritos logo ... Ótima resenha!

    Beijos , Anna

    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Eu já li esse livro, mas achei as vinganças um tanto "bobinhas" de mais. Estou ansiosa para ler a continuação :)

    Beijos, Paradoxo Perfeito

    ResponderExcluir
  22. Apesar de ter gostado bastante da sua resenha, não leria o livro. Não é do gênero que eu gosto, a premissa não me agradou e eu ainda achei a capa feia.

    M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista

    ResponderExcluir
  23. Oi Érica, minha opinião sobre o livro foi bastante semelhante à sua. Adorei a história, me envolvi completamente, e fiquei com o coração na mão quando terminei a leitura. Já tenho Dente por Dente também, e quero ler logo. Mas são tantos livros que chegaram que não sei quando vai dar, mas acho que será um dos próximos.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  24. Oi, Érica!
    Não conhecia a denominação "jovens adultos", não seria mais fácil dizer que o livro é para adolescentes?
    Muitos adolescentes se identificam com a leitura por passsarem por problemas parecidos, senão a autora possui uma fórmula para segurar a leitura. Tenho lido alguns livros YA :D Só para lembrar de um tempo bom, pois é super relaxante!
    Beijus,

    ResponderExcluir
  25. Ah, eu fiquei com vontade de ler o livro. Vai para minha listinha, com certeza. Espero mergulhar e amar a leitura. Bela resenha, como sempre né. Abraços ;)

    ResponderExcluir
  26. Hey Ericona ♥
    Ah mulher, comecei esse livro não engrenou.. quando o segundo chegou tomei um susto com a grossura HAHA

    O enredo me lembra bastante Pretty Little Liars, sabe?

    Olha que bacana, não sabia que o Porchat dublou o Olaf na versão BR de Frozen, eu vi legendado.. hahaha deve ter ficado engraçado. Eu morro de rir com ele falando, tem a voz e o jeito de falar engraçados.
    Não esqueço aquele vídeo dos bebês gêmeos que ele dublou para o Fantástico.. barriga de mamadeira kkkkkkk

    bjs
    Nana - Obsession Valley

    ResponderExcluir
  27. Olá, olá.
    Então, eu não aguentei esse livro UAHSUAHSUA Eu não gostei, uma pena já que eu queria ter gostado, estava animada com toda essa história de vinganças e afins, mas acho que estava com as expectativas muito altas :/ Mas que bom que você gostou :) Adorei a resenha.

    Beijos, Vanessa.
    This Adorable Thing

    ResponderExcluir
  28. Oi Erica!
    Eu li "Olho por Olho" no ano passado e me surpreendi em ver como as autoras conseguiram criar personagens com dramas reais e que parecemos conhecer dos nossos tempos de colégio. Mas não gostei o suficiente para querer ler os livros seguintes.
    Beijos
    alemdacontracapa.blogspot.com

    ResponderExcluir
  29. Oi, Erica!
    Passando rapidinho pra te agradecer pelo comentário e pela visita!
    Também tava com saudades do seu blog. =)
    Beijos,

    Priscilla
    http://infinitasvidas.wordpress.com

    ResponderExcluir
  30. Eu tenho 11,anos e quero muito,muito ler esse livro,mas como disse tenho 11,anos,e queria saber,se tem algo impropio,ou algo do tipo.Adorei a resenha

    ResponderExcluir
  31. O livro Olho por Olho é regular e o Dente por Dente é lastimável. A transição de real para o surreal foi de uma tamanha imbecilidade.

    ResponderExcluir

Fico feliz que tenha visitado o Sacudindo Palavras! Sempre que sentir saudade, volte. Será muito bem-vindo (a).

E então, quais as palavras que você irá sacudir?