24 maio 2008

Música do momento!

Preciso dizer que te amo

Quando a gente conversa
contando casos, besteiras
Tanta coisa em comum
Deixando escapar segredos
e eu não sei em que hora dizer
me dá um medo
é que eu preciso dizer que te amo
te ganhar ou perder sem engano
eu preciso dizer

Até o tempo passa arrastado
só pr'eu ficar do teu lado
Você me chora dores de outro amor
se abre e acaba comigo
E nessa novela eu não quero ser seu amigo
É que eu preciso dizer que te amo
te ganhar ou te perder sem engano
Eu preciso dizer que te amo tanto...
Eu preciso dizer

Eu já não sei se eu tô misturando
eu perco o sono
lembrando cada gesto teu
qualquer bandeira
fechando e abrindo a geladeira a noite inteira

Eu preciso dizer que te amo
te ganhar ou te perder sem engano
Eu preciso dizer que te amo tanto...

(Composição: Cazuza)

15 maio 2008

VOCÊ SABE AMAR?
Eu estou aprendendo.
Estou aprendendo a aceitar as pessoas mesmo quando elas desapontam, quando fogem do ideal que tenho para elas, quando me ferem com palavras ásperas ou ações impensadas.
Não é difícil aceitar as pessoas assim como elas são, não como eu desejo que elas sejam, mas como elas são!
É difícil, muito difícil, mas estou aprendendo.
Estou aprendendo a amar.
Estou aprendendo a escutar, escutar com olhos e ouvidos, escutar com a alma e com todos os sentidos.
Escutar o que diz o coração, o que dizem os ombros caídos, os olhos, as mãos irrequietas.
Escutar a mensagem que se esconde por entre as palavras corriqueiras, superficiais;
Descobrir a angústia disfarçada, a insegurança mascarada, a solidão encoberta.
Penetrar o sorriso fingido, a alegria simulada, a vangloria exagerada.
Descobrir a dor de cada coração.
Estou aprendendo a perdoar pois o amor perdoa, lança fora as mágoas, e apaga cicatrizes que a incompreensão e insensibilidade gravam no coração ferido.
O amor não alimenta mágoas com pensamentos dolorosos.
Não cultiva ofensas com lástimas e autocomiseração.
O amor perdoa, esquece.
Extingue todos os traços de dor no coração.
Passo a passo, estou aprendendo a perdoar, amar.
Estou aprendendo a descobrir o valor que se encontra dentro de cada vida, de todas as vidas, valor soterrado pela rejeição, pela falta de compreensão, carinho e aceitação, pelas experiências duras vividas ao longo dos anos.
Estou aprendendo a ver nas pessoas a sua alma, e as possibilidades que Deus lhes deu.
Estou aprendendo, mas como é longa a aprendizagem!
Como, é difícil amar, amar como Cristo amou!
Todavia tropeçando...
Aprendendo a pôr de lado as minhas próprias dores.
Meus interesses, minha ambição, meu orgulho quando estes impedem o bem estar e a felicidade de alguém.

Como é duro amar!!!

(Desconheço a autoria)